Virei mãe da minha mãe

Opa! Virei mãe da minha mãe, e agora?

AVC, diabetes e mais uns quantos diagnósticos fazem parte da rotina de vida da minha mãe e eu fico me questionando, em que momento virei mãe da minha mãe? 

Quantas vezes ela deve ter me dito para não ir por tal caminho que eu cairia;

Que não comesse muita bala, que teria dor de barriga;

Que me esforçasse em aprender a andar de bicicleta, pois ela não poderia ficar segurando atrás até eu ficar adulta.

“Leva o casaco, não chega tarde, avisa quando chegar lá, cuidado com as amizades, seja exemplo onde tu for…” Nascemos filhas, queremos prosseguir sendo filhas sempre. Estamos acostumadas a ser cuidadas (mesmo que muitas vezes nossos pais nos tirem do sério), mas não nos sentimos totalmente capazes de cuidar daqueles que um dia cuidaram de nós, sejam avós, tios, pai ou mãe. Não estamos prontas para trocar de lugar nesta relação. 

Leia mais…

Confiar e Obedecer

Olá flor, espero que esteja bem!

Mas se você não se sente tão bem assim, eu te entendo. Nem sempre estamos plenas e ainda mais nesse período tão critico que atravessamos.

“O Senhor, o Soberano, é a minha força;

ele faz os meus pés como os do cervo;

faz-me andar em lugares altos.”

Este versículo de Habacuque 3.19 é lindo, exalta ao Senhor, coloca nEle confiança e esperança sabendo que o que Ele fará sempre é o melhor.  Mas essas palavras ganham mais sentido e força para nós quando vemos o contexto em que o profeta estava, pois o momento não era nada positivo. Ao ler os 2 primeiros capítulos vê-se como nem ele entende essa situação e como queria que Deus viesse em resgate do seu povo. E nos versos anteriores a esse em destaque, depois de tudo que ele fala finaliza intencionalmente se colocando na posição de servo obediente e que espera em seu Senhor. É lindo de ver, não foi nada fácil declarar isso, assim como quando enfrentamos dias maus não é fácil ter esperança, mas sabemos em quem temos a nossa esperança. 

Leia mais…

a galinha dos ovos de ouro

A galinha dos ovos de ouro

Quando eu era criança, eu tinha um livro que contava a fábula da Galinha dos Ovos de Ouro. Eu amo essa história! Mesmo depois de adulta, ela me ajuda a tomar decisões muito sábias.

Conta-se que um fazendeiro muito pobre comprou uma galinha. Aparentemente igual todas as outras. Tinha penas como todas as outras e ciscava como todas as outras. Mas no dia seguinte, qual foi a surpresa do fazendeiro quando entrou no galinheiro e viu um ovo dourado!?Leia mais…