Enquanto Ele Não Vem

Enquanto Ele não vem

O quanto você pensa na segunda vinda de Cristo? O quanto você ficaria desapontada ou animada? Para uma grávida que sonha em segurar seu filho (a) no colo, uma noiva que aguarda ansiosamente pelo dia que tanto sonhou, uma estudante de medicina que depois de anos de estudos poderá enfim atuar na sua área, talvez isso não seja algo tão animador e cause um certo desconforto em pensar que o que tanto espera, pode não acontecer. É um assunto que muitas vezes preferimos deixar para amanhã, semana que vem ou até mesmo ano que vem.

Mas, por que nos assusta tanto pensar em algo que será melhor para todas nós, filhas de Deus? Imagino que seja porque não sabemos o dia. Deus não deixou uma data para este acontecimento, ou seja, pode ser que antes de terminar a leitura desse texto, Jesus volte.

“Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão
somente o Pai. Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do
homem. Pois nos dias anteriores ao dilúvio, o povo vivia comendo e bebendo,
casando-se e dando-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca; e eles nada
perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim acontecerá na vinda do
Filho do homem.” (Mateus 24:36-39)

Apesar de estar escrito que ninguém, nem o próprio Cristo, sabe a hora ou o dia, muitas pessoas que se dizem “profetas”, astrólogos da atualidade, tentam encontrar uma data para este acontecimento. O fato é que ninguém sabe.

No livro de Apocalipse há muitas revelações sobre o fim dos tempos, muitas que até nos assustam quando lemos e tentamos compreender através de livros de escatologia, que apresentam a doutrina das últimas coisas, dos últimos acontecimentos. Inclusive, sugiro que você leia, pesquise, aumente o seu conhecimento sobre esses assuntos. Porém, não deixe que essas revelações e descobertas perturbem o teu coração. Apocalipse é um livro para consolação da igreja, onde mostra a sua vitória. Não fique ansiosa com coisas que você não consegue compreender. Max Lucado diz em seu livro “Quando Cristo voltar” que para o cristão, a volta de Cristo não é uma charada a resolver ou um código secreto – é apenas um dia pelo qual se deve esperar.

Então, o que podemos fazer enquanto esperamos? O que fazer enquanto Ele não vem? Paulo, em 1Corítintios 15, conclui o capítulo dizendo: “Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil.”

Pois é, te digo que tem muuuita coisa pra fazer (Real oficial kkk).

A primeira, é se preparar para o dia em que Ele voltará. Não basta crer que Cristo virá e agir como se isso fosse acontecer apenas daqui a incontáveis anos. Prepare-se, cuide do seu relacionamento com Cristo, cresça espiritualmente e aumente a sua intimidade diariamente através do devocional, da leitura da Palavra e oração.

Além disso, enquanto Cristo não vem, devemos continuar a nossa vida, trabalhando, estudando, nos relacionando. Além disso, o nosso foco deve ser na obra de Cristo. O quanto temos atuado nessa área? Quantas pessoas evangelizamos, quantas vezes servimos na igreja (da pra contar nos dedos ou é muito mais?) Em 2Tessalonicenses 3,

Paulo alerta os irmãos a respeito da ociosidade, de uma vida ocupada com futilidades para esperar a volta de Cristo. Nós não podemos agir assim e nem esperar dessa forma.

Como filhas de Deus, devemos trabalhar para espalhar o amor de Cristo e anunciar que Ele virá mais uma vez para buscar quem estiver preparado. Como queremos ser lembradas? A Bíblia está repleta de homens e mulheres que deixaram uma marca. E quem é você? Quem sou eu? Tempo atrás, havia uma brincadeira nas redes sociais que questionava o seguinte:

“Quando perguntam qual xxxx (o nome da pessoa), como me descreveria?” E aí, como as pessoas nos descrevem? Qual a marca que estamos deixando enquanto aguardamos a vinda de Cristo?

Devemos viver com esperança no futuro, mas não podemos deixar que isso se torne uma desculpa para não aproveitar o presente da melhor forma possível, seguindo o caminho de Cristo.

Taynara

Meus pais se divorciaram, e agora?

Meus Pais divorciados, e agora?

O divórcio dos pais abala não apenas uma estrutura familiar, mas o emocional de todos envolvidos daquele grupo familiar. Os sentimentos assemelham-se aos de luto, pois termina uma configuração e organização familiar para dar início a outra, passam por fases muito semelhantes (negação, raiva, negociação, depressão e aceitação) a qualquer outro tipo de perda.

Esse é um momento difícil para todos os envolvidos, mas normalmente os olhares estão direcionados para as partes em conflito ou se voltam para a crianças pequenas, esquecendo-se assim dos adolescentes e jovens da família. Por isso, preparamos algumas dicas para auxiliar vocês jovens e adolescentes a enfrentarem essa situação.

Leia mais…

Confiar e Obedecer

Olá flor, espero que esteja bem!

Mas se você não se sente tão bem assim, eu te entendo. Nem sempre estamos plenas e ainda mais nesse período tão critico que atravessamos.

“O Senhor, o Soberano, é a minha força;

ele faz os meus pés como os do cervo;

faz-me andar em lugares altos.”

Este versículo de Habacuque 3.19 é lindo, exalta ao Senhor, coloca nEle confiança e esperança sabendo que o que Ele fará sempre é o melhor.  Mas essas palavras ganham mais sentido e força para nós quando vemos o contexto em que o profeta estava, pois o momento não era nada positivo. Ao ler os 2 primeiros capítulos vê-se como nem ele entende essa situação e como queria que Deus viesse em resgate do seu povo. E nos versos anteriores a esse em destaque, depois de tudo que ele fala finaliza intencionalmente se colocando na posição de servo obediente e que espera em seu Senhor. É lindo de ver, não foi nada fácil declarar isso, assim como quando enfrentamos dias maus não é fácil ter esperança, mas sabemos em quem temos a nossa esperança. 

Leia mais…

Deus de detalhes

Deus de detalhes

Uma vez achava que Deus era apenas de grandes milagres, de grandes feitos e ao longo do tempo fui descobrindo que Deus age de maneira inesperada e de forma detalhista.  Provavelmente muitas já ouviram falar dessa história, mas gostaria de relembrá-las:

– Uma vez um homem estava sendo perseguido por vários bandidos que queriam matá- lo. O homem, correndo, virou em um atalho que saía da estrada e entrava pelo meio do mato e, no desespero, elevou uma oração a Deus da seguinte maneira: “Deus Todo Poderoso faça com que dois anjos venham do céu e tapem a entrada da trilha para que os bandidos não me matem!”

Nesse momento escutou que os homens se aproximavam da trilha onde ele se escondia e viu que na entrada da trilha apareceu uma minúscula aranha. A aranha começou a tecer uma teia na entrada da trilha. O homem se pôs a fazer outra oração cada vez mais angustiado: “Senhor, eu pedi anjos, não uma aranha… Senhor, por favor, com tua mão poderosa coloca um muro forte na entrada desta trilha, para que os homens não possam entrar e me matar…”.

Abriu os olhos esperando ver um muro tapando a entrada e viu apenas a aranha tecendo a teia. Os bandidos estavam se aproximando da trilha, na qual ele se encontrava esperando apenas a morte. Quando passaram em frente da trilha o homem escutou: “Vamos entrar nesta trilha!” – E o outro respondeu: “Não, não está vendo que tem até teia de aranha!? Nada entrou por aqui. Vamos continuar procurando nas próximas trilhas”.

Essa história pode nos mostrar o quanto somos limitados, não entendemos por hora como Ele age e acabamos sendo ingratos, sem confiarmos que Deus é detalhista e perfeito. No versículo de Romanos 8:28 fala o seguinte: “E sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. Sim, tudo coopera para nosso bem, Deus quer sempre o melhor para seus filhos. Sua vontade é boa, perfeita e agradável…

Nos últimos meses estive pensando nessas coisas, principalmente quando passo em um lugar muito lindo para ir à casa de minha vó. Neste local eu consigo observar boa parte da minha cidade, consigo visualizar um pouco da imensidão do céu, árvores, pássaros, flores, enfim, a natureza que nosso Deus criou com tanto amor. E diante disso chego a seguinte reflexão: é incrível poder ver o cuidado dEle com a sua criação. Deus se preocupou com as cores, se preocupou com os animais, com o canto dos pássaros, com a grama, tudo, enfim cada detalhe, que muitas vezes nos passa despercebidos por Ele é percebido.

Uma das pessoas que me ensinam muito sobre o agir de Deus nos detalhes é a minha vó. Ela, em suas orações, faz “pequenos pedidos”, muitos deles tidos por muitos como pedidos “bobos”, mas importantes para ela como: “Me dê forças para poder limpar minha casa” ou “Ajude que essa dor no meu pé melhore”, e o mais lindo é que muitas dessas coisas realmente acontecem, pois Deus é um Deus de detalhes, detalhes minuciosos e perfeitos.

Deus tem um jeitinho único de cuidar de cada um de nós, Ele sabe tudo o que realmente precisamos, conhece nossos corações, nossos defeitos, conhece tudo o que gostamos e o que não gostamos, Ele sabe tudo sobre nós, porque Ele é detalhista, tudo o que Ele faz é perfeito.  Quando entendemos que Ele é um Deus de detalhes, começamos a confiar mais em seu amor e seu cuidado para conosco. Ao pedirmos para nos cuidar nos detalhes podemos realmente viver a experiência sobrenatural que tanto queremos, começamos a viver de fato a vontade do Senhor, que é boa perfeita e agradável.

Deus é um Deus de grandes milagres, mas Ele é um Deus de detalhes, entregue tudo a Ele de fato, não apenas partes de sua vida. Se fizer isso certamente será muito feliz e irá se sentir realizada, afinal você estará no centro da sua vontade.  Você tem muito valor para Ele, você é única, Deus também pensou em cada detalhe ao criar você… Muitas vezes pode até ser difícil entregar tudo a Ele, mas descanse seu coração nEle, confie, pois: Ele sempre foi, Ele é, Ele sempre será, Nosso MAIOR e, Melhor amigo!

Thainá Caroline da Silva