Virei mãe da minha mãe

Opa! Virei mãe da minha mãe, e agora?

AVC, diabetes e mais uns quantos diagnósticos fazem parte da rotina de vida da minha mãe e eu fico me questionando, em que momento virei mãe da minha mãe? 

Quantas vezes ela deve ter me dito para não ir por tal caminho que eu cairia;

Que não comesse muita bala, que teria dor de barriga;

Que me esforçasse em aprender a andar de bicicleta, pois ela não poderia ficar segurando atrás até eu ficar adulta.

“Leva o casaco, não chega tarde, avisa quando chegar lá, cuidado com as amizades, seja exemplo onde tu for…” Nascemos filhas, queremos prosseguir sendo filhas sempre. Estamos acostumadas a ser cuidadas (mesmo que muitas vezes nossos pais nos tirem do sério), mas não nos sentimos totalmente capazes de cuidar daqueles que um dia cuidaram de nós, sejam avós, tios, pai ou mãe. Não estamos prontas para trocar de lugar nesta relação. 

Leia mais…