FéMenina

Pare de se definir por sua solteirice!

Você acor­da de man­hã, bem sono­len­ta, aos poucos a mente se orde­na e você se prepara para um novo dia. Nestes primeiros min­u­tos, o que te define? No decor­rer do dia somos várias coisas, fil­ha, profis­sion­al, alu­na, irmã, ami­ga.… mas qual é sua iden­ti­dade nos primeiros momen­tos da man­hã, antes de faz­er qual­quer out­ra coisa?

No primeiro capí­tu­lo do livro Litur­gia do Ordinário, Tish H. War­ren escreve sobre esta nos­sa primeira definição e gostaria de começar por aqui nos­sa con­ver­sa. Ela nos lem­bra do iní­cio min­is­te­r­i­al de Jesus, antes de seus mila­gres e grandes feitos, quan­do foi bati­za­do por João e então o Espíri­to de Deus desce do céu como uma pom­ba e pousa sobre ele, um ple­beu, mol­ha­do e despen­tea­do, e uma voz do céu diz: “Este é meu fil­ho ama­do, em que me com­pra­zo.” Mateus 3:17

Ao ini­ciar seu min­istério, Jesus recebe esta declar­ação de que é ama­do pelo seu Pai. Por toda a eternidade Jesus fora ama­do pelo Pai e sua iden­ti­dade se des­do­bra como o Ama­do. Seu min­istério foi feito a par­tir deste amor, porque esta­va enraiza­do no amor do Pai. E nós tam­bém temos esta iden­ti­dade! Somos amadas des­de o primeiro momen­to da man­hã, despen­teadas, sono­len­tas e queren­do mais uns minutin­hos de sono, antes de qual­quer out­ra iden­ti­dade que ves­ti­mos no dia, inclu­sive de solteira, somos amadas pelo Pai!

O que nos define primeira­mente não é o que faze­mos, mas o que Deus faz por nós e em nós, pois a nos­sa vida deve estar basea­da nEle, não em nós. 

“Mas Deus nos pro­va seu grande amor ao enviar Cristo para mor­rer por nós quan­do ain­da éramos pecadores.” Romanos 5:8 ‑NVT

 Este já era o plano que Deus tin­ha para nós des­de antes da cri­ação, Deus te amou e te aceitou há muito e muito tem­po atrás. Deus é amor e Ele age con­forme o que é, por isso nos ama. Se nós bus­car­mos viv­er baseadas nEle, pre­cisamos estar enraizadas tam­bém em seu amor. O amor de DEUS é o que te define.

 “Ago­ra, porém, estão livres do poder do peca­do e se tornaram escravos de Deus. Fazem aqui­lo que con­duz à san­ti­dade e resul­ta na vida eter­na.” Romanos 6:22 — NVT

Ao aceitar­mos a Cristo como nos­so úni­co Sen­hor e Sal­vador, vive­mos em uma nova vida. Ante­ri­or­mente vivíamos sob o domínio do peca­do, Cristo veio para nos lib­er­tar dessas amar­ras. Não servi­mos mais aos nos­sos dese­jos e von­tades car­nais, servi­mos a Deus. Mas o que é servir a Deus? 👇

Talvez, em alguns momen­tos, nos perdemos nes­sa definição. Podemos ir aos cul­tos, servir em um min­istério, ofer­tar, diz­imar, deixar de faz­er algu­mas práti­cas pecaminosas, mas ain­da assim não estar servin­do a Deus total­mente. Servir a Deus é entre­gar todas as áreas da sua vida ao seu coman­do: a sua for­ma de pen­sar, de vestir, de se com­por­tar, car­reira, decisões e a vida amorosa. Nos tornar escravas de Deus quer diz­er que nos­sa vida não é nos­sa, todas as áreas da nos­sa vida não são sobre nós, mas sobre Deus e, tudo o que faze­mos e somos é para a Glória de Deus (1 Corín­tios 10:31).

Na cul­tura em que vive­mos exis­tem duas visões sobre estar solteira: uma é que a solteira deve viv­er para si mes­ma, sat­is­fazen­do as suas von­tades, sem respon­s­abil­i­dades. A out­ra é que a mul­her solteira deve se esforçar para mudar sua situ­ação e encon­trar um “bom par­tido”. Infe­liz­mente essa cul­tura tem entra­do na mente de muitos cristãos, mas a Bíblia traz um pon­to de vista bem difer­ente. Se nos­sa vida está basea­da em Deus e em glo­ri­ficá-lo, ser solteira tam­bém é para a sua glória. Antes de solteiras, somos escravas de Deus!

Quero que este­jam livres das pre­ocu­pações des­ta vida. O homem que não é casa­do tem mais tem­po para se dedicar à obra do Sen­hor e pen­sar em como agradá-lo. Mas o homem casa­do pre­cisa pen­sar em suas respon­s­abil­i­dades neste mun­do e em como agradar sua esposa. Seus inter­ess­es estão divi­di­dos. Da mes­ma for­ma, a mul­her que não é casa­da ou que nun­ca se casou pode se dedicar ao Sen­hor e ser san­ta de cor­po e espíri­to. Mas a mul­her casa­da pre­cisa pen­sar em suas respon­s­abil­i­dades aqui na ter­ra e em como agradar seu mari­do. Digo isso para seu bem, e não para lhes impor restrições. Quero que façam aqui­lo que os aju­dará a servir mel­hor ao Sen­hor, com o mín­i­mo pos­sív­el de dis­trações.” 1 Corín­tios 7:32–35

Como escra­va de Deus, você está livre das pre­ocu­pações des­ta vida. Sua pre­ocu­pação não é cur­tir a vida despre­ocu­pada­mente e sem respon­s­abil­i­dade ou em procu­rar um mari­do. Sua respon­s­abil­i­dade é se dedicar à obra do Sen­hor e pen­sar em como agradá-lo! Este é seu propósi­to. Assim, viverá de for­ma san­ta de cor­po e espíri­to, de for­ma que agra­da a Deus. O tem­po como solteira é o tem­po de sua vida em que você poderá dedicar mais do seu tem­po a Deus, estu­dan­do sua palavra, servin­do com seus dons, receben­do pes­soas, aju­dan­do ao próx­i­mo. Aproveite a sua vida e gaste seu tem­po com o que vale a pena, com aqui­lo que é eter­no! Sir­va a Deus dan­do o seu mel­hor a Ele! Sua vida está sob o domínio de Deus, se o plano dEle é que você se case, no momen­to cer­to Deus irá colo­car um “bom par­tido” em seu cam­in­ho. A espera é ati­va, aprovei­tan­do as opor­tu­nidades que Deus colo­ca em suas mãos para se desen­volver em todas as áreas da sua vida.

“Não vivam pre­ocu­pa­dos com coisa algu­ma; em vez dis­so, orem a Deus pedin­do aqui­lo de que pre­cisam e agrade­cen­do-lhe por tudo que ele já fez. Então vocês exper­i­men­ta­rão a paz de Deus, que excede todo entendi­men­to e que guardará seu coração e sua mente em Cristo Jesus.” Fil­ipens­es 4:6–7 — NVT

 “(…) Fazem aqui­lo que con­duz à san­ti­dade e resul­ta na vida eter­na.” Romanos 6:22 — NVT

Lem­bre-se de que Deus é Sober­a­no em sua vida, por­tan­to você não pre­cisa se pre­ocu­par com o futuro, pois é Ele quem cui­da do seu futuro e lhe dará tudo aqui­lo que pre­cisa, nos­so Pai sabe muito mel­hor do que nós o que real­mente pre­cisamos. Des­canse na ver­dade de quem Deus é e lem­bre-se de que sua iden­ti­dade, como fil­ha de Deus, está defini­da nele — não em rótu­los da sociedade. Busque viv­er esta ver­dade diari­a­mente, des­de o momen­to em que acor­da, até quan­do dei­ta sua cabeça nova­mente no travesseiro.

A nos­sa per­spec­ti­va é eter­na, não pre­cisamos nos pre­ocu­par com o aqui e ago­ra, vive­mos em liber­dade saben­do que nos­sa eternidade é segura! 🧡

Com car­in­ho,

Laris­sa Lana.

Postagens Recentes

Desconstruindo um TABU

O que é a vida ide­al para a maio­r­ia de nós?🤔 Talvez seja con­tin­uar sendo chama­da de prince­sa mes­mo após adul­ta, encon­trar o seu príncipe do

Leia mais »

Florescendo (Parte 2)

A pri­mav­era traz dias com tem­per­at­uras ame­nas, é con­heci­da como a estação das flo­res, aqui no Brasil é mais car­ac­ter­i­za­da como uma estação de transição

Leia mais »

Alegrem-se (parte 1)

“Ale­­grem-se sem­pre no Sen­hor. Nova­mente direi: Ale­­grem-se!” (Fil­ipens­es 4.4 — NVI) Oi, guria!! Como você está? Aqui é a Mari e a Ked, esta­mos aqui pra

Leia mais »

Categorias