Elisabeth Elliot

Simplesmente Inspirar – Elisabeth Elliot

“Mas temos este tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós” (2 Coríntios 4:7).

Elisabeth Elliot, nasceu em 1926, filha de missionários e teve cinco irmãos. Cresceu apaixonada por missões, e para realizar seu chamado estudou grego clássico com o desejo de ajudar na proclamação do evangelho a povos não alcançados. Em 1947, ela conheceu Jim Elliot e, logo depois de começaram a namorar, ele recebe um chamado para ser missionário no Equador, mais precisamente com a tribo dos Quíchua.

No ano de 1.953, eles se casam nas selvas do Equador. Juntos eles desenvolvem estratégias evangelísticas para proclamar o evangelho para aquele povo. Cerca de três anos depois, ao tentar fazer contato com a tribo dos “Aucas”, hoje conhecida como “Waorani”, Jim Elliot e seus quatros amigos missionários, são brutalmente assassinados por alguns índios da tribo.

Viúva, com uma bebê de 10 meses, chamada Valerie Elliot, não desistiu do seu chamado e permaneceu ali. Quase três anos após a morte dos missionários, Elizabeth é convidada a morar na aldeia dos índios “Aucas”. Sim, é exatamente isso o que você está pensando, ela aceita o convite para viver na tribo que matara seu esposo!

Passados alguns anos, um dos índios que havia assassinado seu marido, se converte ao Senhor Jesus, se torna Pastor e batiza sua filha Valerie, no mesmo rio onde haviam matado Jim.  

Em 1963, Elizabeth voltou aos Estados Unidos da América, para dar aulas em um seminário, pois se tornou uma escritora, palestrante e locutora de um programa de rádio.  Em 15 de Junho de 2015, ela descansou e foi morar com o Pai Celestial a quem tanto amou e serviu em sua vida.

Quanta inspiração essa valorosa mulher nos deixa, não é mesmo? Apesar de sua fragilidade e medo, não recuou. Sua obediência ao chamado e seu coração perdoador, nos mostra o quanto Deus usa quem se dispõe a obedecê-lo.

Há muitos anos, a vida dessa mulher me desafia pela maneira como conseguiu perdoar e conviver com os assassinos de seu marido, tendo em seu coração um amor sincero a Deus,  obediência ao chamado e um grande desejo de resgatar vidas para a eternidade.

Em seu livro:  “Através dos Portais do Esplendor”, ela escreve: “Não devemos depender de nosso nível espiritual. É só em Deus e nada menos do que em Deus que nos firmamos, pois a obra é de Deus, o chamado é de Deus e tudo é realizado por Ele e para seus propósitos…”  Diz ainda: “A fé não elimina os receios, mas sabe onde depositá-los”.

Nem sempre as circunstâncias serão favoráveis. Às vezes, poderá ser nublado e difícil, mas aprendemos com Elisabeth Elliot, que podemos confiar em um Deus Soberano pois Ele tem o controle de todas as coisas, em todo o tempo! 

Você pensa que sua vida é difícil? Tem Dificuldade em perdoar?  Dificuldade em amar o outro?  Dificuldade em compartilhar a fé? Não deixe que as circunstâncias sejam os fardos que abafem a voz de Deus que te chama ao testemunho do evangelho!

“O fato de ser mulher, não me torna um tipo diferente de cristão. Mas, o fato de ser cristã, me faz um tipo diferente de mulher”. (Elisabeth Elliot)

Rozinete Castro Silva

 ¹ As informações deste texto foram retiradas da obra: ELLIOT, Elisabeth. Através dos Portais do Esplendor. Vida Nova, 2013

Você pode aproveitar e escutar sobre a Elisabeth Elliot em nosso Spotify também ⤵

Posted in Séries.

One Comment

  1. Que lindo esse testemunho da Elizabeth Ellioth, quero ler os livros delas se publicassem em português ,todos, rsrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *