FéMenina

Mitos (ou verdades?) do dia a dia

Bom, é pos­sív­el que você este­ja à toa nas férias e, de repente, acon­tece uma coisa e você fica em dúvi­da: será que isso é ver­dade ou é só um con­to pop­u­lar? Pois bem, pre­tendemos aqui no FéMeni­na desven­dar (ou pesquis­ar) sobre a ver­dade no dia a dia. Faz mal com­er man­ga com leite? E pas­ta de dente, pos­so pas­sar na queimadu­ra? Segu­rar o espir­ro pode matar? Cri­ança que brin­ca com fogo faz xixi na cama, haha?

E claro, se você sou­ber de mais algum mito ou con­to pop­u­lar que você não faz ideia, com­par­til­ha com a gente nos comentários!

Vamos começar aos poucos só pra descontrair…

Tomar leite com man­ga pode matar?

Não!! Esse mito começou com os donos de escravos no Brasil Colô­nia para evi­tar que os escravos con­sumis­sem ess­es dois pro­du­tos ao mes­mo tem­po. Naque­la época, por terem muito tra­bal­ho e serem mal ali­men­ta­dos, os escravos acabavam comen­do as man­gas e rouban­do o leite (pro­du­to muito nobre). Para con­ter o roubo, os sen­hores de engen­ho inven­taram que a com­bi­nação entre man­ga e leite podia ser fatal – e esse mito con­tin­ua até hoje.

Na ver­dade, a com­bi­nação entre os dois faz bem para a saúde. A man­ga tem grandes quan­ti­dades de vit­a­m­i­na C, fós­foro, fer­ro, cál­cio, lipí­dios e pro­teí­na. Já o leite é rico em pro­teí­na, cál­cio, vit­a­m­i­nas A e D, riboflav­ina, fós­foro e mag­né­sio. Uma grande dose de vit­a­m­i­nas e sais min­erais é o que se gan­ha com essa mistura.

Beber líqui­dos durante as refeições engorda?

Ver­dade. Isso acon­tece porque com o líqui­do, nos­so estô­ma­go fica maior e mais lento. Esse efeito de dis­ten­são é rever­sív­el. MAAS, se você cul­ti­va sem­pre esse hábito em todas as refeições, o seu estô­ma­go aca­ba sofren­do de fato essa dilatação, tor­nan­do-se mais “elás­ti­co”. Quan­do o estô­ma­go está dilata­do, man­da uma men­sagem ao cére­bro avisan­do que ain­da exis­tem espaços vazios para serem preenchi­dos, então você não se sente saci­a­do e con­some mais ali­men­tos do que nor­mal­mente seria necessário. Esse aumen­to na quan­ti­dade de ali­men­tos con­sum­i­dos é que oca­sion­ará o gan­ho de peso e, con­se­quente­mente, poderá con­tribuir para o aumen­to da gor­du­ra abdominal.

Pren­der o espir­ro pode matar?

Não. Mas tam­bém não é nada bom para a saúde, já que ele é um reflexo do seu organ­is­mo para elim­i­nar impurezas. Na ver­dade, tec­ni­ca­mente, é impos­sív­el pren­der o espir­ro. Uma vez ini­ci­a­do o proces­so, ele vai acon­te­cer. A úni­ca coisa que você pode faz­er é decidir se ele sairá do seu cor­po ou não.

Quan­do inter­rompe­mos o espir­ro, há um aumen­to desnecessário de pressão em regiões impor­tantes. Afi­nal, o espir­ro é uma bom­ba que voa a até 160 km/h que, em vez de estourar no ar aber­to, explodirá den­tro de você (quem disse isso foi o Mun­do Estran­ho, vai saber né). Nesse caso, há risco de estra­gos. O ar que dev­e­ria sair pelas nar­i­nas se dis­tribui pelos seios da face e pela tuba audi­ti­va dos ouvi­dos, geran­do pressão nos tím­panos. Ele ain­da vai para a faringe, laringe, traque­ia e pul­mões. Se o espir­ro for muito forte, a pressão causa dor nos ouvi­dos, na gar­gan­ta e no peito. Quan­do isso acon­tece, existe risco de lesão nos órgãos. Mas matar não mata.

E como o FéMeni­na tam­bém é cul­tura, olha só como são as ono­matopeias do espir­ro e como se responde ao redor do mundo…

Em por­tuguês: Atchim – Saúde!

Em inglês: Atchoo! – Deus te abençoe!

Em indoné­sio: Hatchi – Ben­di­to seja Deus!

Em dina­mar­quês: Atju – Poderá beneficiar-te!

Em letão: Apci – Isso é para sua saúde!

Em romeno: Hap­ciu – Boa sorte!

Saúde!!

Colunistas_responsáveis-19

Postagens Recentes

Alegrem-se (parte 1)

“Ale­­grem-se sem­pre no Sen­hor. Nova­mente direi: Ale­­grem-se!” (Fil­ipens­es 4.4 — NVI) Oi, guria!! Como você está? Aqui é a Mari e a Ked, esta­mos aqui pra

Leia mais »

Nem Frio e Nem Quente

Heeey guria, tudo bem?  Depois de pas­sar pelo calor do verão, esta­mos con­tem­p­lan­do a estação do out­ono por aqui. Con­fes­so que, como a cringe que sou, a

Leia mais »

Categorias