FéMenina

História de Amor — Vânia e Brad

O momen­to de com­par­til­har min­ha história de amor chegou! Con­fes­so que estou bem ani­ma­da para isto. Claro, antes de falar sobre a chega­da no altar, onde nos com­pro­m­e­te­mos um com o out­ro diante de Deus, quero dar um pano de fun­do para mostrar o quão pre­cioso foi aguardar o tem­po cer­to, o tem­po de Deus. 

Em min­ha ado­lescên­cia, após o Sen­hor mudar com­ple­ta­mente a min­ha real­i­dade, pas­sei a com­preen­der que Deus tin­ha um plano muito espe­cial para min­ha vida e que Ele dese­ja­va me usar na obra mis­sionária. Após com­preen­der isto, pre­ci­sei dar alguns pas­sos de renún­cia. Sai do meu emprego, abri mão de um rela­ciona­men­to, me des­pe­di dos meus pais, arrumei as malas e dei os primeiros pas­sos de obe­diên­cia em cumpri­men­to do IDE. 

Após cur­sar teolo­gia, pas­sar por um treina­men­to mis­sionário e servir por alguns anos inte­gral­mente em out­ro con­tex­to, come­cei a sen­tir o dese­jo de con­stru­ir a min­ha família para jun­tos servir­mos o Sen­hor. Porém, enten­dia que Deus ain­da tin­ha algo para mim antes de dar este pas­so. Foi quan­do surgiu a pos­si­bil­i­dade de servir por um ano em um cam­po tran­scul­tur­al (Haiti). 

Após esta exper­iên­cia, que com certeza foi um divi­sor de águas, retornei para a min­ha cidade no Rio Grande do Sul (Camaquã) a fim de pas­sar um tem­po com min­ha família, Igre­ja, seguir estu­dan­do e servin­do o Sen­hor. Neste momen­to me encon­tra­va aber­ta para assumir um rela­ciona­men­to, quan­do real­mente encon­trasse alguém que amasse pro­fun­da­mente o Sen­hor e a Sua obra. Obvi­a­mente as coisas não acon­te­ce­r­am da noite para o dia. Pre­ci­sei orar, esper­ar e confiar.

Lem­bro que cer­to dia min­ha mãe me indagou per­gun­tan­do por que eu não dava um tem­po nas min­has via­gens mis­sionárias e fica­va pela cidade aguardan­do a “benção” chegar. E eu logo respon­di afir­man­do que acha­va muito difí­cil encon­trar alguém deste per­fil em meu con­tex­to, e que eu esta­va deci­di­da a não parar a vida para isto acon­te­cer. Pelo con­trário, esta­va dan­do pas­sos para ir para um cam­po mis­sionário tran­scul­tur­al a lon­go tem­po. Enquan­to ain­da esta­va oran­do e bus­can­do um dire­ciona­men­to de Deus de para qual cam­po ir, as palavras de min­ha mãe se cumpri­ram e a benção lit­eral­mente chegou.

Cer­to dia, um homem de Deus (Brad Eaton), decid­iu vir dos EUA (seu país de origem) em uma viagem mis­sionária, para servir por duas sem­anas num pro­je­to mis­sionário na fazen­da Emanuel, que se encon­tra no inte­ri­or da min­ha cidade (que já é inte­ri­or).  Antes de retornar, ele acabou fazen­do uma visi­ta à igre­ja na qual sou mem­bro. Após o cul­to, con­ver­samos rap­i­da­mente na can­ti­na, usei todo inglês que sabia e ele ficou cer­to de que eu era flu­ente na época (rsrsrs). Mas, ele já fala­va um pouco de por­tuguês, então tam­bém que­ria mostrar a sua fluên­cia e nem perce­beu que eu não fala­va tan­to assim quan­to ele pen­sa­va. Uns dias depois, ele me encon­trou no Face, tro­camos Whats e então começamos a bater um papo durante um ano e ele até me deu umas aulin­has de inglês. 

História de amor - Vânia e Brad
Tem­po de amizade

Após um ano, o Brad resolveu faz­er uma segun­da viagem mis­sionária para o mes­mo des­ti­no. Ao chegar aqui, ele sim­ples­mente ficou dire­to em min­ha vol­ta queren­do con­ver­sar e aproveitar o tem­po comi­go. Até então, da min­ha parte não tin­ha nada, mas nes­ta altura do campe­ona­to come­cei a descon­fi­ar que ele pudesse estar inter­es­sa­do em mim. Até que um dia, saí­mos para con­ver­sar e ele me per­gun­tou sobre os meus planos e logo abriu o seu coração e disse que acha­va que podíamos ser um bom time tra­bal­han­do jun­tos para o Sen­hor. Uau! Isto foi sim­ples­mente demais! Ele disse que não esta­va queren­do começar um rela­ciona­men­to naque­le exa­to momen­to, ape­nas gostaria de ter a opor­tu­nidade de me con­hecer mel­hor e ver como Deus iria nos direcionar. 

Após esta con­ver­sa, pas­sei a orar por isto e aos poucos a abrir o meu coração para esta pos­si­bil­i­dade. Aproveita­mos muito os poucos dias que restavam para ele por aqui e começamos a nos con­hecer mais. Quan­do ele par­tiu, bah, vi que eu já esta­va cheia de saudades. Enquan­to con­ver­sá­va­mos, com­par­til­hei que eu iria pas­sar um tem­po (uns três meses) na casa de min­ha irmã e cun­hado (Vera e Cícero) na Espan­ha e ele ficou bem ani­ma­do e inclu­sive con­tribuiu com uma ofer­ta de amor. 

Quan­do o Brad chegou nos EUA, logo me per­gun­tou sobre a pos­si­bil­i­dade dele me vis­i­tar na Espan­ha, a fim de con­hecer a min­ha irmã e cun­hado, igre­ja que meu cun­hado esta­va pas­tore­an­do e tam­bém, é claro, para ter­mos um tem­po maior jun­tos. Após con­sul­tar min­ha irmã e cun­hado, dei o ok para ele. Quan­do o Brad chegou lá, eu ain­da não esta­va tão cer­ta do que iria acon­te­cer pela frente, mas esta­va oran­do muito pedin­do a Deus que a von­tade dEle se con­cretizasse nis­to tudo. Bom, após uma sem­ana de mui­ta con­ver­sa, fiquei cer­ta de que ele era o homem pelo qual eu vin­ha oran­do. Então, após sinalizar isto a ele, já esper­a­va por um pedi­do de namoro (hehe). Mas olha que cômi­co, o amer­i­cano não tem por hábito faz­er isto, as coisas sim­ples­mente acon­te­cem após alguns “dates” (encon­tros). Porém, após ele enten­der que eu esper­a­va por isto para ofi­cializar, ele deu um jeit­in­ho de apren­der e aproveitou enquan­to con­hecíamos uma lin­da for­t­aleza de uma cidade próx­i­ma da casa da min­ha irmã, para faz­er o pedi­do. Sim­ples­mente amei! 

História de amor - Vânia e Brad

Após o retorno do Brad para a sua ter­rin­ha, seguimos nos con­hecen­do mais e mais e já começamos a pen­sar nos próx­i­mos pas­sos, uma vez que está­va­mos cer­tos de que Deus esta­va nos unin­do e que não queríamos ficar muito tem­po longe um do out­ro.  Lem­bro que quan­do retornei ao Brasil, um dia depois ele chegou aqui, veio para me vis­i­tar nova­mente por uns dez dias e des­ta vez aproveitou para ter um tem­po maior com a min­ha família tam­bém.  Nes­ta época ele me acom­pan­hou até Por­to Ale­gre para a min­ha entre­vista da apli­cação de vis­to amer­i­cano (tur­ista) e graças a Deus, tudo ocor­reu bem. Sai da embaix­a­da mega feliz e gra­ta a Deus, recon­hecen­do que o fato de estar com­pro­meti­da com a obra mis­sionária e ter ido para alguns país­es, con­tribuiu muito para obter esta con­quista. Eu tam­bém esta­va muito con­vic­ta de que Deus real­mente esta­va cuidan­do de todos os detal­h­es. Ele abriu esta por­ta para que eu pudesse vis­i­tar o Brad, con­hecer a sua família, Igre­ja e um pouco do seu país e de sua cultura. 

Nes­ta época, após o Brad voltar para casa dele, decidi­mos ler a bíblia toda jun­tos até o casa­men­to (mes­mo que às vezes pre­cisá­va­mos ler sep­a­ra­do um dia ou out­ro). Graças a Deus, con­seguimos ler em 11 meses, con­cluin­do a leitu­ra um dia antes da cer­imô­nia. Além da bíblia, lemos e estu­damos o livro “Catch­ing Fox­es: A Gospel-Guid­ed Jour­ney to Mar­riage. Super indi­co!!! Foi uma exper­iên­cia muito boa e de cresci­men­to para nós pois, como noivos, somos ten­ta­dos a cuidar tan­to dos detal­h­es da fes­ta do casa­men­to que cor­re­mos o risco de esque­cer de cuidar do que é mais impor­tante, o preparo para o casa­men­to, para a vida a dois. Lou­va­mos muito a Deus por nos ensi­nar tan­to antes de nos unir. Isto fez e faz toda a diferença!

Bem, sem mais delon­gas, chegou o momen­to de vis­i­tar meu amor e matar um pouquin­ho da grande saudade. Ao chegar em Austin-Texas, no meu primeiro dia, já fui sur­preen­di­da com o pedi­do de casa­men­to. O Brad me lev­ou para a Three Six­ty Bridge (ponte 360), um lugar bem lin­do, e deixou a câmera pronta para tirar­mos umas fotos, na ver­dade ele esta­va me “enganan­do” esta­va fil­man­do e nis­to fez o pedi­do. Real­mente me pegou total­mente de sur­pre­sa, mas é claro que eu disse YES com mui­ta ale­gria! Pude perce­ber que ele que­ria me apre­sen­tar para as pes­soas como a sua noi­va já e tam­bém esta­va muito ani­ma­do com tudo que Deus esta­va nos pro­por­cio­nan­do viver. 

História de amor - Vânia e Brad

História de amor - Vânia e Brad

O restante do tem­po nos EUA foi mar­avil­hoso! Tive a opor­tu­nidade de con­hecer a igre­ja da qual o Brad é mem­bro. Inclu­sive, nes­ta época começamos a ser acom­pan­hados pelo pas­tor dele. Real­izamos 11 encon­tros (os primeiros pres­en­ci­ais e os demais com chama­da de vídeo) antes do casa­men­to a fim de nos preparar­mos para esta nova eta­pa. Pude con­hecer tam­bém alguns ami­gos, família, sem­i­nário do Brad e lugares lin­dos. Via­jamos do Texas até New York, paran­do em alguns esta­dos, espe­cial­mente na Penn­syl­va­nia, onde sua família mora. 

Ao retornar para o Brasil começamos os prepar­a­tivos para o casa­men­to. Em uma nova visi­ta do Brad, entreg­amos os con­vites, real­izamos o nos­so chá dos noivos (pan­ela) e está­va­mos tra­bal­han­do nos detal­h­es finais do casório até que fomos sur­preen­di­dos pela chega­da da pan­demia e os planos começaram a sofr­er alter­ações. E ago­ra o que faz­er? Aguardar ou casar na data pro­pos­ta? Neste momen­to foi pre­ciso tomar algu­mas decisões. Bus­camos ouvir pas­tores e ami­gos con­sel­heiros e todos nos incen­ti­varam muito a casar e se pos­sív­el realizar a fes­ta depois. Com isto, decidi­mos realizar uma cer­imô­nia ínti­ma com pouquís­si­mas pes­soas em um lugar que inclu­sive fazia parte da nos­sa história, na fazen­da Emanuel. 

História de amor - Vânia e Brad

Para mim, este foi um momen­to bem difí­cil, pois já havia ide­al­iza­do uma grande fes­ta com famil­iares e ami­gos de várias partes do Brasil e tam­bém alguns ami­gos e padrin­hos que viri­am de longe (Espan­ha e EUA). Mas por out­ro lado, eu esta­va muito gra­ta a Deus, pois esta­va real­izan­do um grande sonho.

Lem­bro que ao me deslo­car até o local onde iríamos fir­mar uma aliança diante de Deus, foi impos­sív­el con­ter as lágri­mas, dev­i­do ao mis­to de emoções decor­rente de tan­tas mudanças de planos. Por exem­p­lo: decidir realizar uma cer­imô­nia mais sim­ples e ter expec­ta­ti­vas de realizar a fes­ta em out­ra data (que tam­bém não foi pos­sív­el), não usei a maio­r­ia dos serviços con­trata­dos, como o vesti­do que havia man­da­do faz­er, o salão que havia agen­da­do, a fes­ta no salão loca­do, o serviço da dec­o­rado­ra, o buf­fet etc, e a mudança dos des­ti­nos da lua de mel. Além dis­so, não pude con­tar com a pre­sença de quase 95% dos convidados. 

Não sei explicar exata­mente o que sen­ti, mas sei que enquan­to entra­va em direção ao altar e me aprox­i­ma­va do amor da min­ha vida, min­has emoções foram se esta­bi­lizan­do. Quan­do olhei para ele, bah, me encan­tei, ele esta­va sim­ples­mente lin­do. Pude apre­ciar aque­le lin­do cenário e ao olhar para o lado, lá estavam algu­mas pes­soas muito amadas por nós, cel­e­bran­do conosco (pres­en­cial­mente e por meio de uma live). Ape­sar de ter sido tudo tão difer­ente do plane­ja­do, foi mar­avil­hoso. Este foi, com certeza, um dia lin­do, incrív­el e muito espe­cial. Deus nos abençoou grande­mente e uniu nos­sos propósi­tos para a glória dEle.

História de amor - Vânia e Brad

Eis aqui um pouco da nos­sa história de amor. Somos lit­eral­mente um bom time jun­tos, e temos vivi­do e des­fru­ta­do de momen­tos pre­ciosos des­de o dia em que nos pro­puse­mos a bus­car a von­tade e o dire­ciona­men­to de Deus para as nos­sas vidas. Dese­jamos viv­er os planos do Pai e assim cumprir­mos o nos­so propósi­to nes­ta terra. 

Para con­cluir quero deixar ape­nas um enco­ra­ja­men­to para cada meni­na que dis­pôs um tem­po para ler a nos­sa história. Dese­jo que o seu rela­ciona­men­to com Deus seja a pri­or­i­dade máx­i­ma de sua vida; Não abra mão dos val­ores do reino e não nego­cie princí­pios bíbli­cos; Guarde o seu coração e seu cor­po para o momen­to cer­to; Lem­bre-se: a pes­soa cer­ta é a pes­soa que te leva para mais per­to de Deus; Deixe o Sen­hor suprir toda e qual­quer carên­cia que por­ven­tu­ra ven­ha a ter enquan­to estiv­er oran­do, esperan­do e con­fian­do.  Enquan­to aguar­da a “bênção” do Sen­hor, aproveite para se preparar para este momen­to. Vale a pena esper­ar e des­fru­tar do mel­hor do Pai!

Vídeo do casamento:

Que Deus siga abençoan­do cada fémenina!

Vânia e Brad

Postagens Recentes

Dia de render graças

Na data de hoje, em alguns país­es do mun­do, cel­e­bra-se o Dia de Ação de Graças. Meu intu­ito aqui não é traz­er aspec­tos históri­cos, culturais,

Leia mais »

Frustrações

Quan­do somos cri­anças, dese­jamos muitas coisas. Quer­e­mos aque­le brin­que­do que é lança­men­to, uma roupa igual aque­la que a mel­hor ami­ga tem, a nova sandália ou

Leia mais »

Viajando juntas

Esta sem­ana nós temos fal­a­do sobre amizades aqui no fé! Ami­gas que oram jun­tas, que cam­in­ham jun­tas… e hoje vim falar um pouquin­ho sobre amigas

Leia mais »

Investindo em Boas Amizades

Des­de a esco­la à igre­ja e ativi­dades extra, é prováv­el que você este­ja rodea­da de ami­gas. Algu­mas que você con­hece há muito tem­po, out­ras nem

Leia mais »

Desconstruindo um TABU

O que é a vida ide­al para a maio­r­ia de nós?🤔 Talvez seja con­tin­uar sendo chama­da de prince­sa mes­mo após adul­ta, encon­trar o seu príncipe do

Leia mais »

Categorias