FéMenina

Essência

         Provavelmente você já ouviu aquela música “essência da adoração”, e concorda que a letra da música é incrível. Mas, você conhece a história da música? Uma Igreja pastoreada pelo Mike Pilavachi, passava por uma fase difícil, e o pastor percebeu que o foco do Ministério de Louvor estava se distanciando do que deveria ser a “essência” de tudo. Então, o pastor decidiu desligar todos os equipamentos e instrumentos musicais para que as pessoas da Igreja voltassem a louvar apenas com suas vozes, a capela. Isso durou por um período de seis meses. Foi um grande choque na vida de muitos músicos, principalmente para aqueles que estavam desfocados do seu propósito central. Aos poucos todos começaram a perceber que a adoração verdadeira a Jesus ia muito além do simplesmente cantar ou tocar bem. Conforme João 4.23, não é um espetáculo que Deus procura, mas verdadeiros adoradores que O adorem em espírito e em verdade.

         Onde eu quero chegar com essa história?
       Muitas meninas vivem sem nenhum propósito. Acordam, alimentam-se, trabalham para adquirir bens materiais, algumas estudam, relacionam-se com alguém, e voltam a dormir. No fundo, apenas sobrevivem. Não é errado fazer tudo que foi listado, faz parte da sobrevivência, e tudo o que fizer deve ser para honra e glória de Deus, porém o ponto de interrogação é: por que a maioria das meninas investem tanto em bens materiais porém tão
pouco no bem espiritual?

        Quando temos um pouco de senso de propósito, nos questionamos a respeito daquilo que é prioridade, daquilo que é mais importante, daquilo que é essencial. Provavelmente você já deve ter se perguntado “Para que fui criada?” ou “Qual o propósito da minha existência?”, perguntas que nos levam a refletir e a entender que, quando entendemos o propósito de Deus para a nossa vida passamos a dedicar-nos para o que realmente é importante e essencial. No entanto, fomos criadas por Deus para um propósito: glorificar a Deus. Glorificar a Deus, não quer dizer cumprir suas obrigações de ir a Igreja, conhecer o mínimo de Bíblia, orar um pouco (para agradecer pelos alimentos). Glorificar a Deus é amar a Deus com todo seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua força e com todo o seu entendimento (Mc 12.30). E o amor completo nos faz conectar com Deus com toda a intensidade, com prioridade.

       Infelizmente vivemos em uma época “morna”, ou do “mais ou menos”. As prioridades podem ser inúmeras, porém estamos exatamente neste ponto, desenvolvendo um relacionamento com Deus com baixa importância. Você já tomou um café? Provavelmente sim e particularmente considero uma delícia! Porém, em algum momento tomou um café morno? Que gosto horrível, não é? O mesmo se aplica no relacionamento com Deus! O relacionamento superficial ou morno, é pior do que não ter nenhum vínculo com Deus. Foque naquilo que é mais importante, no seu relacionamento com Deus para glorificar a Deus! A vida é passageira e em todo tempo terá muitas distrações, talvez até sejam lícitas, porém não perca a essência. Conforme Richard Sibbes “Não podemos viver apenas por viver.”

Jaqueline Bresch

Postagens Recentes

Enfim, a hipocrisia

Vejo na Internet ultimamente: Na defesa de quem ofendeu por racismo, a ofensa com palavras de gordofobia ou ódio; O posicionamento contra o aborto é

Leia mais »

Categorias