Você sabe o que está cantando?

Você sabe o que está cantando?

Falar sobre música aparentemente parece ser algo muito fácil, já que ela tem um papel fundamental na vida do ser humano. É uma arte que não tem fim: deixa uma pessoa feliz, eufórica, calma, relaxada e até triste. Ela meche com seu cérebro, desperta interesses e desejos adormecidos, estimula a memória, alivia a dores, previne doenças, conforta o coração abatido, dá ânimo para viver, ela te faz refletir. Como a música é importante no nosso dia a dia, não é verdade? E quando pensamos na música que cantamos na Igreja? Aí temos um tema um pouco mais complexo para discorrer.

Leia mais…

Ele é meu Pai!

Ele é meu Pai

Nessa época do ano vemos muitas homenagens referentes ao dia dos pais, muitas mensagens de carinho e palavras amáveis. Talvez para você isso tudo faça sentido, mas muitas meninas quando pensam na figura paterna não tem uma referência.

E quando você pensa em Deus, Ele é seu Pai?

Independente da sua situação hoje, quero conversar um pouquinho sobre quem Deus é! Primeiramente, Deus não é um pai que abandona! Talvez você tenha sido abandonada por seu pai biológico, e nunca teve alguém para chamar de pai, saiba que Deus nunca irá te abandonar, por mais que talvez você pense que Deus não se importa com você e não entende porque Ele permitiu tudo isso, saiba que Deus sempre estará com você!

As pessoas são falhas e nos decepcionam, mas Deus é o mesmo ontem, hoje e para sempre. Ele não muda conforme a estação do ano por exemplo, Ele permanece para sempre! E essa é a segunda coisa importante, Deus é um Deus presente!

Deus nos conhece desde antes do nosso nascimento, o Salmo 139 é um salmo onde Davi mostra a grandeza de Deus e seu amor incondicional. Deus já nos amava quando ainda estávamos na barriga de nossas mães.

Por Deus ser um Deus presente, Ele cuida das nossas vidas. Mateus 6: 26-27 afirma:

“Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?”

Nessa passagem, Jesus estava ensinando o sermão do monte e adverte quanto as preocupações da vida, mostrando que Deus cuidava das plantas e dos animais que eram sua criação, mas que cuidava ainda mais dos seus filhos. Deus sempre está cuidando das nossas vidas, Ele se importa conosco!

Deus também é um pai que disciplina. Hebreus 12:7-11 nos diz:

“Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os trata como filhos. Pois, qual o filho que não é disciplinado por seu pai? Se vocês não são disciplinados, e a disciplina é para todos os filhos, então vocês não são filhos legítimos, mas sim ilegítimos. Além disso, tínhamos pais humanos que nos disciplinavam, e nós os respeitávamos. Quanto mais devemos submeter-nos ao Pai dos espíritos, para assim vivermos! Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade. Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.”

Quando fazemos coisas erradas, pecamos, deixamos nosso pai triste. A correção faz parte da nossa vida. Quem nunca levou uma chinelada por desobedecer aos pais?! Deus também nos corrige quando é necessário, não quer dizer que Ele está nos castigando ou que não nos ama, está apenas nos disciplinando para nosso bem!

Os pais humanos têm defeitos e muitas vezes algumas de suas ações não nos agradam, mas quando fixamos nossos olhos em Deus, temos a certeza que ELE é perfeito! Um Deus onipresente (que está em todos os lugares), onisciente (sabe de todas as coisas) e onipotente (tem todo o poder). Pensar em Deus como uma figura paterna nos mostra algumas características da sua essência, porque Deus é amor! Ele é um pai que ama, amar ao filho também significa corrigir quando faz algo de errado, orientar nas suas escolhas, ouvir quando o filho chora, estar sempre por perto. Essas são características presentes também na pessoa de Deus.

O seu amor por todas nós é tão grande, que Ele enviou seu próprio filho para nos resgatar e salvar (Jo 3:16). O mais incrível sobre Deus é saber que Ele nos ama e seu amor é muito maior que o amor que demonstramos e recebemos das outras pessoas. Seu amor nos resgata do pecado!

1 João 3:1 nos mostra mais uma verdade sobre Deus:

“Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: sermos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu.”

Que privilégio é ser chamada de FILHA DE DEUS e poder chamar Deus de Pai! Para esse dia dos pais:

  •  Lembre-se do seu pai daqui da terra, mas lembre-se também do Pai eterno;
  • Agradeça a Ele pelo privilégio de ser chamada de FILHA.

Um super abraço,

Mariane Eckert

Minha imagem nas redes sociais

Já ouviu falar sobre o que é um digital influencer? Tenho certeza que sim! E não sei se você percebeu ou já se questionou sobre “o que faz um digital influencer?”. Acredito que já tenham respondido em pensamento que ele influencia os seus seguidores a fazerem algo ou a pensar de um modo específico. Os influenciadores digitais geram conteúdo com grande frequência e vivem desse trabalho e para isso, eles dependem do quanto os seus seguidores irão confiar neles e até mesmo, fazer ou comprar o que eles promovem.

Eu e você, todos os dias influenciamos as pessoas e somos influenciadas, porém devemos tomar cuidado para não tomarmos as formas e os padrões do mundo assim como diz em Romanos 12.2 “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

Com o avanço da tecnologia e os inúmeros aplicativos disponíveis, a forma como muitos cristãos se comportam nas mídias sociais reflete uma perda da nossa essência cristã. Jesus por onde passava sempre influenciava as pessoas ao seu redor e em todas as situações ele era intencional, com o propósito de levar o amor de Deus a aqueles que o seguiam. Como filhas e imitadores de Cristo, é nosso papel usar as ferramentas ao nosso alcance para alcançar as pessoas através das redes sociais.

Vamos pensar como temos utilizado essa ferramenta nas seguintes situações:

  • Discurso de ódio e opiniões polêmicas

Pessoas opinando sobre tudo que nem lhes deve respeito e outras respondendo com palavras agressivas, querendo impor o seu pensamento a todo o custo. Devemos opinar e nos posicionar sobre assuntos que contradizem a nossa fé, mas com amor. Precisamos agir da mesma forma que Jesus agiria em todas as situações. Então, se você está diante de uma provocação ou de algo que não concorda, antes de responder peça sabedoria a Deus.

Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Efésios 4:29

  • Fotos sensuais e fotos em locais inapropriados

Com as redes sociais, devemos ter sim o cuidado com as fotos que postamos. Algumas meninas não veem problema algum em postar uma foto com decote, de biquíni na praia ou destacando as curvas do corpo. Chega a ser comum fotos assim com um versículo na legenda. Será que Jesus curtiria nossa foto?

Outras atitudes que vão contra ao propósito que fomos criadas são fotos em festas e locais inapropriados. Precisamos ter o cuidado com a nossa imagem. Pois Deus nos deixou a missão de o tornar conhecido através da nossa vida. Será que a pessoa que está vendo este tipo de postagem consegue enxergar Jesus em minha vida? Se isso não acontece damos mal testemunho, e não cumprirmos a nossa missão. Não esqueçam:

Deus nos criou para sermos santos.

“Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença”. Efésios 1:4 (Nova versão internacional)

Este tipo de postagem é pecado!

“Quando, porém, são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei. Quando seguem os desejos da natureza humana, os resultados são extremamente claros: imoralidade sexual, impureza, sensualidade, idolatria, feitiçaria, hostilidade, discórdias, ciúmes, acessos de raiva, ambições egoístas, dissensões, divisões, inveja, bebedeiras, festanças desregradas e outros pecados semelhantes. Repito o que disse antes: quem pratica essas coisas não herdará o reino de Deus.” Gálatas 5:18-21 (Nova versão transformadora)

Por fim meninas, espero que juntas sempre possamos cuidar da imagem que transmitimos as outras pessoas através das nossas redes sociais. Meu desejo é que possamos usar esse meio para levar o evangelho às outras pessoas através da nossa vida, em tudo refletindo a Cristo.

“Tudo é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo é permitido”, mas nem tudo edifica.

1 Coríntios 10:23

Ellen C. de S. Hell da Silva

Enquanto Ele Não Vem

Enquanto Ele não vem

O quanto você pensa na segunda vinda de Cristo? O quanto você ficaria desapontada ou animada? Para uma grávida que sonha em segurar seu filho (a) no colo, uma noiva que aguarda ansiosamente pelo dia que tanto sonhou, uma estudante de medicina que depois de anos de estudos poderá enfim atuar na sua área, talvez isso não seja algo tão animador e cause um certo desconforto em pensar que o que tanto espera, pode não acontecer. É um assunto que muitas vezes preferimos deixar para amanhã, semana que vem ou até mesmo ano que vem.

Mas, por que nos assusta tanto pensar em algo que será melhor para todas nós, filhas de Deus? Imagino que seja porque não sabemos o dia. Deus não deixou uma data para este acontecimento, ou seja, pode ser que antes de terminar a leitura desse texto, Jesus volte.

“Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão
somente o Pai. Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do
homem. Pois nos dias anteriores ao dilúvio, o povo vivia comendo e bebendo,
casando-se e dando-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca; e eles nada
perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim acontecerá na vinda do
Filho do homem.” (Mateus 24:36-39)

Apesar de estar escrito que ninguém, nem o próprio Cristo, sabe a hora ou o dia, muitas pessoas que se dizem “profetas”, astrólogos da atualidade, tentam encontrar uma data para este acontecimento. O fato é que ninguém sabe.

No livro de Apocalipse há muitas revelações sobre o fim dos tempos, muitas que até nos assustam quando lemos e tentamos compreender através de livros de escatologia, que apresentam a doutrina das últimas coisas, dos últimos acontecimentos. Inclusive, sugiro que você leia, pesquise, aumente o seu conhecimento sobre esses assuntos. Porém, não deixe que essas revelações e descobertas perturbem o teu coração. Apocalipse é um livro para consolação da igreja, onde mostra a sua vitória. Não fique ansiosa com coisas que você não consegue compreender. Max Lucado diz em seu livro “Quando Cristo voltar” que para o cristão, a volta de Cristo não é uma charada a resolver ou um código secreto – é apenas um dia pelo qual se deve esperar.

Então, o que podemos fazer enquanto esperamos? O que fazer enquanto Ele não vem? Paulo, em 1Corítintios 15, conclui o capítulo dizendo: “Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil.”

Pois é, te digo que tem muuuita coisa pra fazer (Real oficial kkk).

A primeira, é se preparar para o dia em que Ele voltará. Não basta crer que Cristo virá e agir como se isso fosse acontecer apenas daqui a incontáveis anos. Prepare-se, cuide do seu relacionamento com Cristo, cresça espiritualmente e aumente a sua intimidade diariamente através do devocional, da leitura da Palavra e oração.

Além disso, enquanto Cristo não vem, devemos continuar a nossa vida, trabalhando, estudando, nos relacionando. Além disso, o nosso foco deve ser na obra de Cristo. O quanto temos atuado nessa área? Quantas pessoas evangelizamos, quantas vezes servimos na igreja (da pra contar nos dedos ou é muito mais?) Em 2Tessalonicenses 3,

Paulo alerta os irmãos a respeito da ociosidade, de uma vida ocupada com futilidades para esperar a volta de Cristo. Nós não podemos agir assim e nem esperar dessa forma.

Como filhas de Deus, devemos trabalhar para espalhar o amor de Cristo e anunciar que Ele virá mais uma vez para buscar quem estiver preparado. Como queremos ser lembradas? A Bíblia está repleta de homens e mulheres que deixaram uma marca. E quem é você? Quem sou eu? Tempo atrás, havia uma brincadeira nas redes sociais que questionava o seguinte:

“Quando perguntam qual xxxx (o nome da pessoa), como me descreveria?” E aí, como as pessoas nos descrevem? Qual a marca que estamos deixando enquanto aguardamos a vinda de Cristo?

Devemos viver com esperança no futuro, mas não podemos deixar que isso se torne uma desculpa para não aproveitar o presente da melhor forma possível, seguindo o caminho de Cristo.

Taynara