Venceu, e agora??

Essa é uma dúvida cruel: aonde devo descartar cada tipo de lixo? Provavelmente você tem na sua casa um remédio que está perto do seu prazo de validade (SIIIIM, medicamentos também vencem!), mas você nunca parou para pensar qual a maneira mais adequada para descartar o remédio que não pode mais ser consumido. Por isso, olha só as dicas sobre esse assunto!

Primeiramente, é importante entender que o medicamento é uma droga, feita de produtos químicos – que podem ser derivados de produtos naturais ou não. Então, o medicamento é algo complexo e pode causar reações variadas em cada pessoa, de acordo com a ação das substâncias contidas nele. Sempre é importante lembrar: a única diferença entra um remédio e um veneno é a quantidade!!

O impacto que os resíduos de medicamentos causam é um grave problema ao meio ambiente e, também, social. Ao descartar os medicamentos no lixo comum, na pia ou no vaso sanitário, a gente contribui – mesmo sem querer – para um problema de saúde pública.

Além disso, o meio ambiente é agredido com a contaminação da água, do solo e dos animais. Descartar medicamentos pelo esgoto e pelo lixo comum faz com que as substâncias químicas contidas nos medicamentos cheguem aos rios e córregos, podendo até contaminar a água que bebemos.

Olha só esse vídeo sensacional do Ministério da Saúde sobre como podemos descartar corretamente os medicamentos <3

 

Desde 2009, um regulamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) possibilita que farmácias e drogarias participem de programas voluntários de coleta de resíduos de medicamentos para descarte pela população. Por isso, você pode se informar nas farmácias da sua região se elas participam de algum programa de descarte de sobras domésticas de medicamentos, embalagens e de objetos perfurocortantes. Caso positivo, basta pedir orientação nesses estabelecimentos de como você deve proceder. Se não, o mais aconselhável é solicitar informações nas Unidades Básicas de Saúde da sua cidade para receber orientação de como fazer um descarte seguro.

Lembre-se: o período e as dosagens de medicamentos prescritos pelo seu médico devem ser seguidos rigorosamente. Cuidado com as datas de vencimento e as condições de armazenagem (ou seja, verifique se o comprimido está preservado, em local fresco e seco – normalmente você tem essas dicas na bula).

E por último, mas não menos importante, evite a automedicação. Existem diversos riscos em consumir medicamentos sem a prescrição de um profissional de saúde.

Um grande abraço (dentro da validade),
Colunistas-19

(Visited 45 times, 1 visits today)
Posted in Boa forma e Saúde.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)