Toda menina cristã deve ser… dependente

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”        Romanos 12:2

Aproveitando essa época de fim de ano, com vestibulares, ENEM e algumas decisões a serem tomadas, me propus a fazer uma reflexão do quanto nós, meninas cristãs, estamos nos conformando com o que o mundo espera de nós, com o que a sociedade premeditou para nossa vida. O versículo de Romanos 12:2 têm sido bem discutido nos últimos tempos, visto que cada vez mais temos deixado o “mundo” entrar na Igreja e não o contrário.

Dizem-nos o que precisamos ser/fazer para sermos consideradas pessoas de sucesso, bem sucedidas e felizes. Padrões, nada além disso. Necessita-se, basicamente, de uma conta bancária farta, trabalhar com algo de renome, ter um bom carro, casa própria, um bom currículo de estudos… Mas, até que ponto nós, cristãs, devemos seguir essa maré?

Vejo pessoas sendo engolidas por seus respectivos trabalhos, investindo um tempo precioso em algo que lhes tira a saúde. E é um tanto quanto antiquado no mundo moderno discutir a real relevância de tudo isso para ter-se uma vida feliz… Mas, é isso mesmo que quero questionar.

Nós tivemos o privilégio de sermos chamadas por Cristo, sermos escolhidas, mesmo tão pequenas, falhas, pecadoras. Somos pó, e mesmo sendo pó, o Rei olhou para nós com o maior amor do mundo e nos chamou. Incrível, não? Tão miseráveis que somos, amadas com o melhor amor do mundo

Sei que de forma alguma, nenhum dia sequer, seremos dignas do amor que conhecemos, da morte de cruz de Cristo por nós, mas devemos saber que nossas  vidas devem transmitir gratidão a todo momento. Que precisamos viver uma vida agradável ao Pai, buscando conhecer Sua vontade e, assim, refletir o amor dEle aos que nos cercam.

Não tiro o valor de um bom estudo, não acho desprezível dedicar-se a uma profissão que lhe trás satisfação e auxilia a vida de quem lhe cerca. Muito pelo contrário: estudar, lutar pelos seus sonhos, procurar um trabalho que lhe faça feliz, tudo isso é de grande valia. O problema está no nosso ego. Na nossa busca pelo nosso reconhecimento pelas coisas que fazemos. Precisamos relembrar alguns princípios…

Tudo o que somos, temos e fazemos só ocorre porque Ele nos permite, somos totalmente dependentes de Deus. Ele nos permite estudar, trabalhar, ter um bom emprego, tirar uma boa nota… Não somos capazes, por nós mesmos, de fazer coisa alguma. Precisamos repensar no quanto estamos querendo sermos elevadas, buscando independência, correspondendo às expectativas que o mundo nos impõe.

Um amigo trouxe a Palavra em um culto de jovens e me marcou a forma em que ele frisava que em nada queria que o nome dele fosse conhecido, que o nome dele fosse apagado completamente, mas que em tudo que ele fizesse, Cristo fosse exaltado e lembrado.

Nossa vida deve ser exatamente assim, e isso é muito difícil, porque vai exatamente à contramão do mundo. O mundo nos fala em independência, em conquistar tudo pelo nosso próprio esforço, em ostentar um status. Nada disso é coerente com que uma vida com Cristo exige de nós.

Que em tudo que fizermos, o nosso “eu” desapareça, e em cada detalhe da nossa vida, que o nome dEle resplandeça de forma singular, para que todos possam ver que tudo o que fazemos é porque Ele nos permite fazer, Ele nos capacita, Ele nos sustenta.

“Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” Romanos 11:36

Então meninas que fizeram ENEM, estão se preparando para os vestibulares, que estão preocupadas em relação ao futuro: Ele está no controle! E não há nada melhor que saber que o Criador de céus e Terra tem o total controle de tudo em nossas vidas e, assim, somos totalmente dependentes dEle! Como seguidoras de Cristo, o Deus que se fez carne e é nosso maior exemplo de humildade, lembrem: a vida não é só uma profissão, só um diploma, só um status… não corram atrás do vento! Se dediquem sim aos estudos, mas muito mais, busquem os tesouros celestiais!

Deixo uma última reflexão: qual legado você pretende deixar? Pretende ser lembrada por quem você é, pelas coisas que você fez? Ou como a menina dos olhos de Deus, que sendo um instrumento dEle, foi permitida viver uma vida de acordo com os maravilhosos planos que Ele possuía?

Caroline Sebem – Passo Fundo/RS

(Visited 262 times, 1 visits today)
Posted in Edificadas, Sem categoria.

One Comment

Gostou do post? Deixe seu comentário :)