Planejar é preciso

Planejar é muito bom quando o assunto é uma organizar uma festa, por exemplo. Ou tirar férias num lugar que você sempre quis conhecer… Mas já pensou em planejar seu orçamento para 2016? Para quem não está acostumada, pode parecer estranho.

Aceite o desafio! Experimente colocar a teoria em prática. Existem diferentes métodos de controle das finanças pessoais. Dois bem conhecidos no meio cristão são o “Crown Ministério de Finanças”, da Universidade da Família, e o “Ganância Finanças Pessoais”, da Organização Palavra da Vida. Abordaremos cada um nesta coluna em outra oportunidade.

Agora a ideia é começar com algo bem simples. Separe um tempo para estar a sós com o Senhor e ore sobre isso, pedindo a direção do Pai.

Primeiro anote o seu salário, ou mesada. Ou seja, descontando o dízimo, para quem já aprendeu a importância de dar a Deus a prioridade; e mesmo sua participação nas despesas da casa, aluguel se for o caso… A diferença entre o que recebe e essa dedução prévia é o que chamo de “meu salário”.

Depois, anote como despesas fixas aquelas que sempre acontecem. A mensalidade de um curso, o quanto você gasta no cabeleireiro… Se você sai todo o final de semana, considere também como despesa fixa. Enfim, tudo o que faz parte da sua rotina e precisa ser pago por você. E sempre guarde uma parte para adquirir o hábito.

O legal vem agora… anote seus sonhos de consumo. Vamos chamá-los de despesas variáveis. Seja realista. Às vezes a conta não fecha. Aí começa a reflexão sobre o que pode esperar porque não é tão importante assim. Se surgirem em seu pensamento os argumentos clássicos do tipo “mas eu quero”, “queria tanto”, “eu mereço”… Responda: “Eu quero muito mais e do melhor jeito”. E o melhor jeito é aquele que não transforma o sonho em pesadelo. Nada de acumular dívidas para manter o consumismo exagerado em dia.

Estabeleça prioridades. Coloque pesos (1,2 e 3) nas despesas variáveis. Isso a ajudará a decidir o que fica e o que sai do planejamento. O ideal é considerar o ano todo. Só que fazendo para os próximos 3 meses já é um bom começo.

“Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu Senhor.” Essa é a conclusão da Parábola dos Talentos, que está em Mateus 25.14-23

Planejar as finanças pessoais é como decolar. Começa devagar porque essa é a parte de cada um de nós. A altura a ser alcançada é a parte de Deus. São os sonhos impossíveis. Não os despreze e não se acabe por causa deles. Apenas aguarde e tenha FéMenina!

Colunistas-16

(Visited 66 times, 1 visits today)
Posted in Bolsa Blindada.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)