HOMENAGEM | 8 DE MARÇO | DIA DA MULHER


Dia de homenagem à mulher – parece coisa de campanha, manchete de telejornal – coisa encomendada. Talvez a intenção, ao criar o Dia Internacional da Mulher, tenha sido mesmo muito boa – alguém enxergou injustiças e quis colocar tudo em seus devidos lugares. Certamente foi útil – chamou a atenção do mundo masculino para algo além das “belas formas” de uma mulher.

Mas estamos em um novo século – “as coisas velhas já passaram…” – o fato das mulheres terem sido reconhecidas como seres humanos em igualdade de condições em relação aos homens, trouxe muito mais do que simples visibilidade; trouxe, junto com os privilégios, muito mais responsabilidades. Parece que ser mulher se tornou uma tarefa mais difícil nos tempos atuais.
A começar pela aparência física, estamos “formatadas” em modelos exigidos pelos “donos da moda” – é preciso manter o peso (baixíssimo), a musculatura, a pele de porcelana, os cabelos soltos ao vento (mas impecáveis -se ajustam com um simples balançar!), ficar imune à “tpm” e outros que tais.
Além disto, a mulher moderna também precisa ser “expert” – precisa se destacar no mundo dos homens – tem que ser a melhor vendedora, a que faz tudo mais rápido e eficientemente, mais gentil,  mais antenada, mais amiga de todos, aquela que tem mais jeitinho para falar com o “chefe mal humorado”, ter as melhores ideias e saber resolver os problemas – ufa! – quase mulher-maravilha!
E quando chega em casa, depois de um dia assim,  a situação é diferente (mais difícil, caso ela não tenha sido dependente de Deus para escolher seu marido e formar sua família): as tarefas domésticas são “coisa de mulher” – mesmo com todos os eletrodomésticos modernos que estejam à disposição.  Não tem jeito – em geral, os homens são meio desajeitados para administrar o lar – o “Oscar de melhor administradora” vai sempre para a mulher. Ela consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo.  Por isso, quando ela chega em casa, depois de uma jornada longa no trabalho, a turma do sofá respira aliviada – a “dona da casa” vai colocar tudo em ordem rapidinho: vai servir a comidinha gostosa (depois lavar a louça), ver a tarefa do filho, a roupa a ser lavada e passada, a lista de compras (que ela mesma executa), o remedinho para o mal estar do marido, o carinho para os que tiveram um dia ruim, o apaziguamento com a vizinha que ficou chateada, a ração do cãozinho, etc. Bem mais tarde, a mulher consegue um tempo para cuidar de si mesma – um banho, cuidar dos cabelos, os remedinhos inevitáveis, preparar a roupa para o dia seguinte (de toda a família), os cremes, o cheirinho gostoso – afinal, se for casada, ela vai dormir com seu marido… 
Aquelas que “ainda” não têm marido, vão para o facebook e lá tem muita coisa para atualizar – leva um tempão.  Mas é preciso não descuidar das horas de sono – manter a beleza é necessário – no novo dia, de manhã, ela precisa estar impecável!  É mesmo missão para “mulher-maravilha”!  Alguma menina que esteja lendo este texto, pode até desistir de crescer. Mas peço calma – um pouquinho mais só comigo.  
Nosso Deus já sabia de tudo isso e “equipou” a mulher com todos os aplicativos necessários para que ela desempenhe tudo isso com naturalidade – é fantástico – “todas nós conseguimos” (algumas com eficiência menor em algum quesito, é verdade). Mas, no geral, vivemos bem com todas essas exigências da vida moderna. Só Deus mesmo para organizar esse cronograma tão emaranhado; mas no fim, depois de uma boa noite de sono, estamos novas em folha – prontas para “outra”.  Matar um leão por dia é conosco mesmo!
O mais legal é que temos assessoria “divina” disponível, a qualquer tempo e hora – se o celular estiver ligado no número de Deus, não tem erro que não possa ser evitado e/ou corrigido a tempo. Quando Deus nos “projetou”, ele nos chamou de “ajudadoras”, lembra?  Pois é isso mesmo – nossa missão é “ajudar”: – a todas as pessoas ao nosso redor – a todo tempo, seja qual for a situação – precisamos estar disponíveis e atentas!  Nesse ponto precisamos do contato, a sintonia perfeita com nosso Criador – Ele tem peças de reposição em abundância – (da mente, dos sentimentos, das emoções) – pode nos reformatar a qualquer momento. Mas estar ligada nEle, num relacionamento íntimo e verdadeiro é que vai garantir essa renovação, cada recomeço, de cada dia.
Ser mulher é muito bom, muito legal, é uma invenção genial do Criador. O texto bíblico diz que somos o “…templo do Espírito Santo…” (1ª Cor. 6:19) e também “o bom perfume de Cristo” (2ª Cor. 2:15) – tem algo mais parecido com “ser mulher”?

Liete G. Gomes
Florianópolis | SC

MyJob: Contadora

Olá, Meninas!

Sou Karine Petrikovski. Contadora. 26 anos. Convertida há sete anos e membra da Igreja Batista de Passo Fundo.
É como imensa alegria que compartilho com vocês o meu histórico profissional.


Sempre fui bem na disciplina de Matemática. Tinha muita facilidade com cálculos e números, e o que eu aprendia já aplicava em situações do meu dia a dia:

  • Guardava parte da mesada (que foi de R$ 5,00 ao máximo de R$ 25,00) para investir em tazos, gibis, ursinhos da Parmalat e kinder ovos;
  • Brincava de supermercado com embalagens vazias de comida e remédios, fazendo todo o fechamento do caixa do dia e controle do estoque restante.
  • Por volta dos 9 anos, fazia rabicós de crochês e de retalhos e vendia aos vizinhos e coleguinhas.
Naquele tempo já era dinheiro de verdade. O lucro monetário não era muito alto, mas para minhas necessidades da época estava ótimo, pois varias vezes foi o dobro do valor da mesada, ou seja, 100% de rentabilidade.
O tempo passou e no ensino médio optei por fazer o curso Técnico em Contabilidade e, posteriormente, o curso superior em Ciências Contábeis, pois envolvia números, análises financeiras e cálculos. Neste período descobri que esta área era bem mais ampla do que somar e diminuir. Fui apresentada aos razonetes, balancetes, balanços, planos de contas, débitos e créditos, mercado de capitais, análise de investimentos, auditoria, controladoria, perícia dentre outros.
Profissionalmente, trabalhei em várias áreas como fiscal de caixa em supermercado, como assistente contábil em um escritório de contabilidade e como coordenadora administrativa e financeira em uma entidade. Sempre com números, dinheiro dos outros e análise financeira de empresas. Também participei de concursos e fui chamada para trabalhar como técnica contábil na prefeitura em setembro de 2012, na área de recursos humanos, atuando com cálculo de folha e rescisão dos atuais 3.300 servidores. E, neste mesmo período, trabalhei na igreja na parte administrativa e na tesouraria.
Por meio dessas experiências, percebi ser muito importante o testemunho diário, do cuidado com o bom uso do dinheiro, em uma sociedade que relaciona igreja evangélica com o fato de tirar o dinheiro dos fiéis.  Enfim, o que aprendi é que, seja no mercado de trabalho ou no trabalho na obra do Senhor, existem bons e maus profissionais, os qualificados e os sem a devida qualificação.
Para o profissional qualificado, é um campo promissor, com um leque de opções de áreas de atuação, tanto em empresas privadas como públicas, com muitas vagas a serem preenchidas (muitas mesmo, só esta semana me ligaram pra indicar alguém pra duas vagas de empresas conceituadas e com ótimas remunerações).
E o mais importante é que esta profissão possibilita o cristão a dar um bom testemunho, principalmente no trato com o dinheiro, em uma época onde fraudar e sonegar é algo tido como “normal”.
Honrar a Deus diariamente com suas ações, quando estas são corretas e éticas, é uma demonstração clara de alguém que ama o que faz e, acima de tudo, ama ao Senhor.

Com carinho,
Karine Petrikovski


“Seu All Star azul combina com o meu preto de cano alto” – Parte 3

Parte 3
Tudo bem, Meninas?
Ficaram curiosas? Aposto que sim!
Hoje compartilho com vocês, Meninas de Fé, o segredo do nosso relacionamento e que pode ajudá-las na escolha do Amado.
O segredo – Para dar certo?
Vou contar, porque eu sou legal! =D
* Você precisa seguir a regra C O M A
Conhecer bem a pessoa “interessada”. Conhecer seu jeito, a maneira como trata os seus pais. Pois é assim que irá trata-la. Conhecê-la ao máximo.
Objetivos devem se encaixar… Não precisam ser os mesmos, mas deve haver uma sintonia.
Maturidade… Espiritual (luz com luz), financeira (independência), física (idade).
Afinidade… Óbvio que precisam ter afinidade (como casal). E família.
‘Um parêntese’: Deus faz as coisas perfeitas. Confie n’Ele. Espere n’Ele.
Meus relacionamentos passados não seguiam a regrinha COMA. Sempre tinha algo que deixava a desejar, ou não tínhamos maturidade para namorar ou nossos objetivos eram totalmente diferentes… Nunca tinha encontrado alguém que, como o Geo, “seu All star azul COMBINA com o meu preto de cano alto”.
Deus SEMPRE supera nossas expectativas! Os seus planos sempre foram e sempre serão maiores que os nossos.
* Quando começar a namorar, procure um casal cristão e de confiança para serem seus conselheiros, para ter um acompanhamento. Um casal mentor é benção!
* Nunca esqueça que um namoro não completa ninguém. A felicidade não está na outra pessoa e ao invés de ficar querendo ser feliz ao lado de alguém, faça o possível e impossível para fazer essa pessoa feliz.
* Que TUDO seja para a honra e glória do Senhor. Pois  não estamos aqui para outro motivo se não para adorá-Lo. E testemunharmos do Seu amor.
Que o seu namoro seja para esse fim também. Para que ambos, juntos, cresçam espiritualmente. “Um cordão de 3 dobras não se pode quebrar”.
Galera era isso. Amo vocês e FéMeninaaaas =D
Geovane Scheibner, vidinha minha, TE AMO muito e mais. Obrigada por me tornar uma pessoa melhor. Que Deus abençoe nossa vida conjugal. UHUUL o/
Um abraço a todas,

Ana Karla



Dicas de Atividades #2

Olá meninas!!!

Tudo bem???
Vou dar algumas dicas para vocês cuidarem melhor da saúde dos seus corpos e, também, para não ficarem sedentárias!!!
São apenas seis dicas, mas que já vão fazer diferença no seu dia a dia.
A primeira dica, e mais importante, está escrita na Bíblia, sabiam???
Pois é, lá em Provérbios 3. 5 a 8 diz assim:
Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento;
reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.
Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema ao Senhor e evite o mal.
Isso lhe dará saúde ao corpo e vigor aos ossos. (Provérbios 3:5-8)
Legal né! Então, confiar, reconhecer e temer ao Senhor com certeza só trará benefícios a nossa saúde!
Segunda dica: ajudem nos trabalhos domésticos: varrer, passar pano, lavar louças, arrumar o quarto e muito mais! Além de mexer o corpo, você se sentirá bem consigo mesma e sua mãe ficará orgulhosa de você!
Terceira dica: Reserve de 10 a 20 minutos por dia para fazer abdominais. Esse grupo muscular, quanto fortalecido, nos faz melhorar a postura. Mas, não esqueça que abdominal não tira barriga!
Quarta dica: Alongue-se sempre que puder. Na frente do computador, no carro ou no ônibus. Use a sua imaginação. Os músculos vão agradecer e você se sentirá bem mais relaxada!
Quinta dica: Exercite-se no banho. Coloque ou cante uma música e pule, dance, mexa o corpo! Você vai ver que seu banho se tornará mais prazeroso!
Sexta dica: Pule corda em casa ouvindo música ou assistindo TV. Convide uma(s) amiga(s) e veja quem pula mais. Será divertido!
E nunca esqueçam: “…o vosso corpo é santuário do Espírito Santo…” (1 Cor. 6:19)
Então, nada de ficarem paradas. MEXAM-SE!
Beijos.
Talita M. Cavalcante
Florianópolis-SC

Empadinha da Martina

Ingredientes da Massa:
1 xícara de óleo
1 xícara de leite
3 ovos
1 tablete de caldo de galinha
1 colher (sopa) de queijo ralado
1 colher de royal
1 colher (chá) de sal
2 xícaras de farinha de trigo
Modo de fazer:
Coloque todos os ingredientes líquidos no liquidificador e bate bem. Acrescente o caldo, o sal e a farinha de trigo peneirada com o fermento e bate até a massa ficar bem lisa.
Unte as fominhas e enfarinhe bem. Na sequência, coloque uma colher de massa em cada forminha de empada, depois uma colherada de recheio no centro da forminha e, por fim, cubra o recheio com mais uma colherada de massa.
Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus até dourar (de 20 a 30 minutos).

Sugestões de recheio:
– Presunto, queijo e tomate picados, requeijão e queijo ralado e salsinha.
– Frango pré-cozido desfiado, tomate, salsinha e cebolinha picados, requeijão ou queijo cremoso ou catupiry.
Observação:
Se preferir fazer empadinha doce, não coloque o caldo de galinha, substitua o sal por duas colheres de açúcar e recheie com doces de sua preferência.

Martina Rogalski
Erebango-RS

É tempo de viver coisas novas

A partir do momento em que conhecemos a Deus, nossa vida começa a ser diferente. De fato, ela é nova se nos dedicarmos a vivermos em Cristo e para Ele. Mas, muitas vezes com o passar do tempo acabamos no acomodando em uma rotina e acreditamos que estamos vivendo a nova vida e a liberdade que Cristo nos oferece.
E às vezes, não é isso que estamos vivendo, pois é fácil deturparmos o real significado dessa nova vida com liberdade. A liberdade não é fazermos tudo o que queremos, na hora em que queremos. Essa é a falsa liberdade, essa é aquela a qual pensamos que a dominamos, mas a triste verdade é que é ela quem nos domina.
O mundo nos diz para vivermos os prazeres momentâneos, mas precisamos ter a maturidade de ver que a verdadeira liberdade é ir contra ao que o mundo diz, e poder dizer: “Não, obrigada, eu sei me cuidar” e se cuidar, não é se autodestruir, mas sim se preservar.
E a nova vida em Cristo? Ela só é verdadeiramente vivida a partir do momento que realmente deixamos as coisas velhas para trás, pois “…quem está em Cristo NOVA PESSOA é, e eis que tudo se fez NOVO”.
Então vamos deixar de tudo aquilo que nos afasta de Deus, pois é TEMPO DE VIVER COISAS NOVAS!

Abrir os olhos e querer mudar é uma questão de escolha e atitude!
Delize Gabriela Grando
Florianópolis-SC


“Seu All Star azul combina com o meu preto de cano alto” – Parte 2

Parte 2
Olá Meninas!
Sou Ana Karla e volto a contar, por meio deste abençoado Blog, a nossa história de amor. Pensaram que havia acabado? Que nada! A vontade de Deus foi feita!
O namoro
Quando começamos a namorar tivemos boas conversas com os nossos pastores (achamos isso importantíssimo) e, além disso, sempre fizemos questão de sermos acompanhados por um Pastor e sua esposa. Depois de 1 ano e 4 meses de namoro, muita água rolou. Poderíamos sim, escrever um livro, mas enfim, nós nos CASAMOS. *-*
O casamento
Nosso casamento foi muito abençoado por Deus. Nós não tínhamos condições financeiras para casar. Mas, conversando com o nosso pastor, nunca vou me esquecer do seu comentário “Casar é: Juntar o nada teu, com o nada dele!”, e isso faz todo sentido!
Sabíamos que o nosso casamento era um sonho de Deus. E então, decidimos nos casar. As questões financeiras não eram mais com a gente, eram com Deus! Que certamente iria suprir.
Foi bem pela FÉ mesmo.
Nossa festa toda custou R$ 50,00. Sem mentira. O valor gasto foi no meu calçado, que comprei numa liquidação.
Cada irmão e cada amigo ajudaram numa parte.
Um fez a decoração. Fizeram uma vaquinha e nos deram de presente, foi tudo meio surpresa…
Outro pagou a janta.
Minha mãe nos ajudou e a mãe dele também. E o nosso casamento foi lindo.
Ao ar livre com uma linda cascata como plano de fundo. VEEERY GOOOOD.
                          
Como a mulher sempre deve acompanhar o seu esposo, eu tranquei o meu sonho por um tempo: a faculdade de Enfermagem na Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS. Com isso, vim morar com ele em Frederico Westphalen, onde ele termina, nesse ano, a sua faculdade de Engenharia Florestal, e então voltarei para a minha faculdade.
O Sonho
NOSSO sonho é futuramente, depois de “fazermos” o Seminário, termos uma casa Geriátrica, a fim de cuidarmos com carinho de nossos idosos.
Bem, a gente vê, que juntos, a gente faz muitas coisas, mais e melhor.
Enxergamos que foi Deus quem nos uniu. Acima de um casal somos amigos, somos cúmplices, parceria total.
Amamos de paixão uma folia, temos nossas discussões bobas, que graças a Deus acabam “em pizza”. Ele cuida muito bem de mim e com muito amor eu tento fazer o melhor para ele.
Meninas, no próximo post, conto para vocês um segredo.
Aguardem.
Um abraço,
Ana Karla
Frederico Wesphalen – RS