Minha história de amor – Mathias & Marta

Personagens desta história:

Marta, gaúcha, boa de mate, do tipo que não para de falar e agitada, missionária de coração e morava em Curitiba. Do tipo imperfeita e dependente da graça de Deus assumida. Ama compartilhar a Palavra para meninas e mulheres. Ama viajar.

Mathias, gaúcho, bom de mate, do tipo quietão e calmo, missionário de coração e morava em Camaquã. Do tipo imperfeito e dependente da graça de Deus assumido. Ama cantar e usar esse talento para edificar a igreja. Ama viajar.

Deus, perfeito em tudo o que faz e capaz de unir “pessoas imprevisíveis”.

Como tudo começou?

Já nos conhecíamos dos congressos e igrejas por aí. E sim, por muitos anos nunca pensamos ter nada em comum. Enquanto a vida passava, namoramos outras pessoas, erramos, sofremos, nos levantamos e sempre continuamos a pedir para Deus aproximar alguém especial em nossas vidas. Mal imaginávamos que completos desconhecidos que moravam em cidades e estados diferentes que se viam “por aí” pudessem se apaixonar de forma tão intensa e rápida.

“O que você acha do MATHIAS? ”

“O que você acha da MARTA? ”

Essas perguntas começaram a ser frequentes para nós dois, mas sempre eram respondidas na forma negativa: “Não, nada a ver” por ambos os lados. O tempo foi passando e precisamos admitir que passamos a não responder de forma tão rápida: “não temos nada a ver”. Em uma época o Mathias amoleceu e teve um leve interesse por mim, em outra época eu amoleci e passei a acha-lo interessante, fiquei pensando nele por alguns dias, e até manifestei para algumas amigas que ele era um partidão, e etc., mas ficou por isso mesmo, pois não era o tempo certo.

Mas depois de um tempo, algo aconteceu e eu não consegui explicar. Foi algo muito pessoal, que muitas pessoas podem achar irrelevante, mas para mim foi muito claro. Estava envolvida no ministério, com minhas viagens para lá e para cá e de repente passei a ter sonhos com aquele cara alto que cantava muito bem e que tinha me tirado uns suspiros a um tempo atrás.

No primeiro dia, achei super estranho, na realidade, foi do tipo de sonho: “cruzes que nada a ver”. Mas algo interessante aconteceu naquela semana, e sonhei mais vezes com o Mathias. E isso começou a me deixar inquieta, pois para mim esse assunto estava encerrado – lembro-me até de contar para algumas amigas desses sonhos estranhos. Até que chegou um momento que eu não aguentei mais e resolvi orar sobre o assunto.

Chorei como criança diante de Deus, apresentei todas as minhas razões e argumentos do “porque” esse cara não devia estar nos meus sonhos e não tinha nada a ver comigo. Mas no final da oração entreguei toda essa situação estranha diante de Deus. Mas mal sabia eu que a Néia (amiga de longa data) tinha sondado a Keila, amiga do Mathias e falado algo sobre mim para ele.

No outro dia, eu quase tive um enfarto quando recebo um texto para o FéMenina escrito por ele. Nem me lembrava que há meses atrás tinha feito o convite para escrever para vários guris e ele foi um deles. Ele mandou o texto e começou a me encher de mil perguntas e eu na hora comecei a chorar (sim, sou mais chorona do que pareço ser) e fui para a cozinha contar para a Beta que o Mathias estava falando comigo. Foi algo do tipo: estou em pânico, ontem orei sobre isso e esse cara hoje vem me encher de perguntas.

Foi assim que começamos a conversar.

Foi tudo muito rápido. E quando vimos já estávamos namorando. Mal podia acreditar que tinha chegado a minha vez. O cara quietão era o que combinava comigo. E quanto mais o conhecia, mas eu agradecia a Deus por ter sido tão claro comigo e me dado a paz de que ele estava nos abençoando. Em pouco tempo, ele já tinha pego um avião e lá no Jardim Botânico de Curitiba tinha me pedido em namoro.

Nosso namoro foi à distância. Não, não foi fácil, mas sabe quando você prefere ter essa pessoa na sua vida, mesmo que à distância do que não a ter? Sempre que sentíamos saudades e o coração apertava, pensávamos nisso: “prefiro te ter longe do que não te ter comigo”.

O Noivado…

Sabe aquele dia que você sempre sonhou, mas nunca imaginou como realmente seria?

Enfim, acho que essa primeira frase soou confusa, mas é o que realmente expressa meus sentimentos… O dia começa normalmente, coisas para preparar para o estudo bíblico, torrada com orégano, papo matutino com a amiga na cozinha.

Até que ela para e fixa seus olhos nas minhas unhas e exclama: “Você ainda não fez suas unhas? As mulheres da igreja sempre se arrumam para ir nos encontros”. Algo estranho no ar, afinal, minha amiga nunca me manda fazer as unhas, ainda mais desse jeito tão enfático…

“Será que o Mathias virá nesse final de semana para Curitiba no final de semana? Não era só na segunda? “

– Foi o que passou pela minha cabeça naquela hora…

Não entendi nada, apenas dei um jeito de passar na manicure e colocar um vermelho nas unhas. Cheguei em casa e repassei o estudo que daria na parte da tarde, mandei um recadinho rotineiro para o namorado e recebo como resposta, um mapa de localização com um pedido para encontra-lo naquele local do mapa…

Local mais que conhecido para os dois – Jardim Botânico.

Onde tudo começou.

O pedido de namoro.

O primeiro abraço.

O primeiro beijo.

Aqueles minutos foram de muita surpresa, alegria e suspiros. Não é que meu amor tinha vindo me ver? Mas o que ele está fazendo no Jardim Botânico? Ai Senhor! Não vou pensar em nada, a não ser: “ele veio me ver”.

Não sabia nem chegar no parque sem GPS, quem diria dirigir no limite da velocidade permitida, depois de receber esta surpresa. O cabelo? Ah, nem deu tempo de lavar, vai preso mesmo.  O banho? Fica para depois, por enquanto, um perfume me dá uma grande ajuda. Depois de uns 20 minutinhos, lá estava eu procurando o meu gatão no parque. Foi fácil achar, pois com toda aquela altura (1,93 né amor?) é difícil esconder…

Esta segunda parte, merece uma pausa, uma daquelas com direito a: inspira, expira, inspira, expira… O que pensar quando seu amor te faz uma surpresa tão fofa como esta? Está de mala e cuia perto do lago, opa tira a cuia e deixa só a mala. O coração acelera e os passos também. Até finalmente receber aquele abraço apertado e cheio de saudade. Abraço que tem tamanho de lar.

De amor.

De carinho.

De esperança.

De bênção.

E depois daquele demorado abraço e da alegria da surpresa recebida, eu digo: “Amor, não quero mais parar de abraçar”, e ele responde: “Mas agora tem que parar, amor, pois eu quero fazer uma coisa.” (Momento de susto, surpresa, alegria e sim, agora eu sei o que vai acontecer nesse momento).

Nas palavras trêmulas e sinceras, eu vi o amor, não apenas senti, eu o vi. Não tenho como lembrar as palavras exatas, mas vou tentar recordar…

Disse que tinha planejado a dias fazer esta surpresa, tinha pensando em tantas formas de fazer, com mais pessoas, ou etc… Mas decidiu fazer assim, algo entre nós dois, lá naquele lugar em que tudo começou, disse que eu era o presente de Deus para sua vida… E no meio de tudo isso, ele estava tremendo, (sim, e muito…) mas fez aquele tão sonhado e desejado pedido: “Você quer casar comigo?”

Quase engasguei!

Nem dei tempo para ele terminar a pergunta e já “parti pro abraço” e disse: “CLAROOOOO QUE SIM!”

Não conseguimos chorar, mas ficamos engasgados de alegria! Tem como ficar assim? Existe isso? Não sei se para os outros existe, mas para nós dois, sim!

Definindo “engasgados de alegria”: O choro não sai, mas quer sair, mas a alegria é tão grande que não deixa espaço para as lágrimas. O que dizer depois de tudo isso?

Ah, sempre amei surpresas! E um dos meus sonhos era ser pedida em casamento sem ter planejamentos de minha parte, algo em que eu não imaginasse… E acho que meu amor tem um link legal com meu Pai do céu, pois só Ele sabia esse desejo do meu coração…

O casamento

Nosso casamento foi um legítimo acampamento. Tivemos apoio de tantas pessoas que nosso coração saltava de alegria. Teve gente que emendou o Acamzeca (acampamento de adolescentes) com o casamento só para nos ajudar. Com direito a decoração e doces feitos pelas amigas, itens de decoração feitos pelo sogro, bolo feito pela mãe, convite feito pela amiga. Descontos aqui e acolá. Presentes inesperados e muito amor recebido, foi assim que nosso tão sonhado casamento aconteceu.

Foi lá no ABP, famoso local do pessoal da Convenção Batista Pioneira, ao ar livre e digo que foi muito mais do que sonhei. Tivemos tantos padrinhos queridos que até hoje eu me atrapalho ao dizer o número correto. Sem falar nos tantos amigos de perto e de longe que não mediram esforços para celebrar o “nosso dia”.

Agora, por último (sim, uma hora eu preciso parar de escrever né?) quero compartilhar os votos que fiz a ele em nosso casamento:

“Por anos orei para que esse dia chegasse, mas nem em sonho eu imaginaria as reais sensações deste momento. Tudo aconteceu tão rápido. Como bem disse um pastor querido a uma amiga: “quando chegar a pessoa certa – será irresistível”. Ah, e como foi!

Posso dizer que você é a calma na minha agitação de Marta e me remete ao futuro de paz e segurança, pois ama mais a Deus do que a mim. É aquele que me deixa ser quem eu sou! Não se contenta com as minhas falhas de caráter, mas me dá liberdade para ser quem eu sou.

Por isso oro para que Deus me conserve fiel a ti até envelhecer, quero ser aprovada nos dias bons e maus, e ser perseverante nos dias escuros. Oro para que ele derrame da sua sabedoria e do seu amor para que eu possa amá-lo como Deus assim deseja.

(Parte B)

Você é aquele que dirige super bem (graças a Deus um da nossa dupla para se salvar); É o sistemático de plantão – e isso me faz amar desordenar sua vida; É o queridinho das titias e vovós e que tem apelidos mais estranhos dos que os meus como: gargalo de ouro e cuca recheada de chocolate com keschimer. E sem falar que na minha listinha imaginária, um dos itens primordiais era “gostar de chimarrão” e ufa! Esse item deu para riscar rapidinho. Enfim, você é aquele que desperta o melhor de mim e me faz todos os dias querer dizer: sim.”

Marta Cristina Hoffmann Bueno

(Visited 1.003 times, 1 visits today)
Posted in Minha história de amor.

6 Comments

  1. AMEEEII <3
    A história de vcs é linda! Parabéns, queridos!
    Fiquei imensamente feliz de participar com vcs desse momento.
    Gostei de ler tua história. Bateu uma saudade de ti!!
    beijo beijo

  2. Muito linda a sua história…dá pra ver como Deus é detalhista e nos surpreende. Felicidades para vocês e que sigam sendo exemplo.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)