Me salvou – Eduarda Kommers

Reading Time: 3 minutes

Oii! Meu nome é Eduarda de Freitas Kommers, tenho 25 anos e sou da Igreja Batista Terra Nova de Ijuí-RS.

Eu vim de uma família cristã, onde meus pais frequentaram a igreja luterana, até os meus 8 anos, depois recebemos o convite de um amigo do meu pai para visitar a PIBI, e meus pais acabaram gostando e começamos a ir lá. Eu nunca gostei muito, mas ia porque era obrigada. O tempo foi passando e eu acabei frequentando o grupo de juniores, adolescentes, ia em acampamentos, eventos, mas pela diversão. Aos 17 anos, conversei com o meu pai e expliquei que não queria mais aquela vida e não queria mais ir na igreja.

Acabei me desviando, indo para festas para buscar felicidade. Comecei a sair muito, tinha muitos amigos, experimentei de quase tudo que o mundo tinha para oferecer, mas com o passar do tempo percebi que estava buscando felicidade no lugar errado, e que tudo aquilo era ilusão. Parei de sair, naquele momento alguns amigos já se afastaram, eu sabia onde eu deveria ir,  mas tinha medo de  voltar pra igreja pois sabia que tinha errado muito, e tinha medo de ser julgada.

Em dezembro de 2010, comecei a ter crises de ansiedade, e recebi ajuda do Pr. Edilson Dransfeld, que conversou comigo durante todo o mês, mas as crises só pioravam e eu estava tomando muitos remédios. Depois da virada do ano comecei a notar que minha visão estava ficando diferente, e percebi que tinha alguma coisa errada, mas não dei bola, pois meu médico falou que era efeito colateral dos medicamentos.

Comecei a ficar angustiada, e no dia 16 de janeiro entendi que eu precisava entregar minha vida pra Jesus. Chamamos o pastor e ele perguntou se eu sabia realmente o que estava fazendo e eu aceitei a Jesus. No dia 17 eu fui para o hospital, e no dia 18 eu acordei completamente sem visão. O pior pra mim não foi perder a visão mas sim a minha independência, meus amigos.

O mais interessante é que aqueles que eu sempre deixei de lado, foram os que estiveram do meu lado quando precisei, minha família (pois eu nunca valorizei a família que tinha), os amigos da igreja (que mesmo quando estava desviada me mandavam mensagens convidando para ir nos cultos e programações), e Deus (pois mesmo que eu tenha deixado Ele de lado, Ele nunca me abandonou). Eu não lembro se foi difícil no inicio, mas eu sempre soube que isso aconteceu para o meu bem.

No início não entreguei totalmente meu problema para Deus, e procurei cura em pastores, levei muitas “profetadas” até que fui parar no hospital novamente. Depois disso entendi que não era no meu tempo, mas sim no tempo de Deus que as coisas aconteceriam e consegui ficar realmente em paz com isso.

Comecei o meu discipulado e uma caminhada na igreja, minha maior dificuldade foi a questão do perdão, pois eu tinha muita dificuldade de perdoar as pessoas que me viraram as costas quando precisei. Depois de um tempo consegui liberar perdão de verdade pra todos eles, pois entendi que era o certo, e que isso estava fazendo mal só pra mim.

Tomei a decisão pelo batismo e conversando com um amigo sobre o projeto Wake Up senti um enorme desejo de dedicar 6 meses da minha vida para Deus. Apesar de tudo que aconteceu em minha vida, sou muito mais feliz hoje. Tenho amigos de verdade e uma alegria verdadeira. Perder a visão não foi um problema, mas sim uma oportunidade de me tornar uma pessoa melhor. E de experimentar na prática o que realmente é confiar em Deus e depender Dele. Hoje, meu maior desejo é que mais pessoas conheçam a Deus, através do que estou passando e do que Deus tem feito na minha vida. Beijos :*

Eduarda Kommers

(Visited 293 times, 1 visits today)
Posted in Edificadas, Me salvou.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)