eu e o dinheiro

Eu e o dinheiro: Como fazer essa relação dar certo? Parte 2

Reading Time: 3 minutes

“Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la?” Lc 14.28

Fazer orçamento e planejar a festa dos sonhos, a viagem… (complete a frase), todos querem. É natural que ninguém queira ver o seu sonho se tornar um pesadelo. Mas parece que sabemos tanto sobre o nosso dia a dia que poucos consideram importante colocá-lo no papel, ou armazenar na nuvem, o que se refere ao uso dos recursos financeiros que temos à disposição.

Sabemos fazer as quatro operações, lógico! Lidamos com dinheiro desde cedo. Mas nem todas nós aprendemos, desde cedo, a cuidar de maneira apropriada do dinheiro. O Pr Arão Henrique Xavier tem um ministério com finanças pessoais. Em uma das suas palestras questionou a um público de aproximadamente 900 pessoas quantos, entre os casais, conversaram com os pais sobre como administrar as finanças na vida de casados, antes do casamento. E foram apenas 2 pessoas! Para quem sonha com um casamento feliz, é bom saber que as finanças estão no topo da lista dos problemas conjugais. Um gosta de guardar e o outro de gastar. Voltando ao artigo anterior da série: olhe a base das motivações aqui causando divisão nas famílias!

Para quem tem um coração grato a Deus, o provedor de toda a fonte de recursos, é fácil entender que tudo é Dele. 100% do que temos. Mas como Pai, Ele nos concede o direito de usufruir de 90%. Nos dá a saúde, a estrutura financeira, a família, o trabalho e a habilidade para ser bem sucedida no que fazemos. Tudo isso nos permite ter à disposição dinheiro, moeda de troca tão valiosa.

Assim começa o orçamento do ano. Sério! Não adianta fazer um orçamento apenas para ao mês em curso. A intenção é boa, mas a visão dos valores anuais nos permite valorizar o que temos e ver o quanto perdemos em hábitos dispensáveis e alguns até bem prejudiciais, né? Faz o orçamento e acompanha. Nada de fazer orçamento e pegar novamente para ver somente quando estourou o saldo da conta, o limite do cartão de crédito e chegou à conclusão que não tem mais para onde se mexer.

_____________________________________________________________

A = Salário, mesada ou rendimento, representa 100%

B = Dedução do dízimo e dos impostos se for o caso

C = Dedução do seu custo de vida – moradia, estudos, veículo, saúde, beleza (o suficiente p/manter o estilo)… são as despesas fixas.

D = Dedução do valor da poupança p/os imprevistos e p/o futuro

$ = Dinheiro todo seu!

Mais básico que isso, só desenhando…rsrs

A – B – C – D = $ livre

_____________________________________________________________

Para as mais detalhistas, como eu, há planilhas mais elaboradas. Indico uma preparada pelo autor do livro “Casais inteligentes enriquecem juntos”, Gustavo Cerbasi. Mas, atualmente qualquer grande instituição financeira tem na sua home um link sobre finanças pessoais e um modelo de planilha de orçamento doméstico. O que não falta atualmente são informações sobre como controlar as finanças.

Agora no coro das murmurações… Oh, céus! Meu dinheiro é tão pouco que não dá para fazer isso. Dica: Quem não sabe administrar no pouco, fará um estrago no muito. Algo como – quem não sabe obedecer, não serve para mandar 😉

Seja fiel no pouco, agradecida, inteligente e saiba que você conta com Deus para te fazer crescer para a glória Dele. Crescer deve ser uma experiência de amor com o Pai. Não é um fim em si mesmo e sim uma caminhada cheia de coisas boas para curtir com ele e compartilhar com os outros. Vida abundante. Benção e não maldição!

Não quero dizer com isso que quem está atravessando problemas financeiros por fatores alheios à sua vontade, reveses da vida, seja uma amaldiçoada. Jamais! Vejam o exemplo de Jó. As lutas fazem parte da vida, mas o quanto elas acabarão com você ou o fortalecerão dependerá da base para a sua motivação. Está na base amar a Deus e ao próximo, abençoar? Então, você vencerá, porque Deus está no controle da sua vida.

Que Deus as abençoe ricamente primeiro com a fé, o amor, a dedicação, a humildade e, depois, com os recursos financeiros sem medida!

Fabiana Silvestrini

(Visited 102 times, 1 visits today)
Posted in Bolsa Blindada, Séries.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)