Espelho

Reading Time: 3 minutes

Texto bíblico para ler: Tiago 4. 11-12.

“Irmãos, não falem mal uns dos outros. Quem fala contra o seu irmão ou julga o seu irmão, fala contra a Lei e a julga. Quando você julga a Lei, não a está cumprindo, mas está se colocando como juiz. Há apenas um Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e destruir. Mas quem é você para julgar o seu próximo?” (Tg 4.11-12)

Espelho, espelho meu, existe alguém no mundo melhor do que eu? Não arrisco a versão mais conhecida desse diálogo (mais bonita do que eu?) porque no mundo real muitas mulheres têm uma autoestima tão baixa que se perguntassem isso ao seu espelho, responderiam elas mesmas que mais bonitas são todas as demais. Encontrando várias comprovações, de imediato, para validar a afirmativa apenas olhando no espelho.

Certa vez eu estava me lamentando com uma amiga que o meu sonhado namorado me pediu para dar um tempo e eu fiquei tentando encontrar uma explicação. Ao que ela me disse para comprar um espelho grande para colocar no meu quarto e me demorar um pouco olhando para ele procurando as minhas qualidades. Não apenas conceituais…rsrs. Beleza de mulher que se vê por fora, sabendo que dentro há muita beleza vinda da mesma fonte, Jesus.

Às vezes, com o mesmo rigor com que julgamos a nós mesmas, somos rápidas em apontar as falhas dos outros. Pois existe um extremo oposto à baixa autoestima, que é a autoestima elevada. Aqui não há nenhuma dificuldade em ver as mil e uma coisas incríveis relacionadas a nós. Os elogios que recebemos confirmam nossa impressão. Nos sentimos o máximo e não toleramos aqueles que consideramos inferiores a nós. Essas se demoram demais no espelho não apenas se admirando, mas postando selfies tiradas na frente do espelho. Vivem num mundo só seu porque é isso o que realmente importa para elas.

Vivemos numa competição e nos esgotamos para nos manter competindo. Nos comparamos aos demais e emitimos o parecer o tempo todo. Seja nos desdenhando ou nos idolatrando. Tudo errado. Seria o ideal que fosse diferente. Seria desejável, do ponto de vista cristão, que nos empenhássemos em ser mais semelhantes ao Senhor Jesus que, sendo juiz e sem pecado, abriu mão de julgar a mulher adúltera (Jo 8.1-11).

Já aconteceu com você de falar mal de uma amiga e, em seguida estar com ela como se nada tivesse acontecido? E não bastasse isso, você precisar dessa amiga e ela te atender com a maior boa vontade? Sem terceirizar a parte que cabe a cada um de nós, perceba que há uma armadilha aqui preparada pelo enganador das nossas almas. Primeiro nos incentiva a falar demais, depois nos acusa de ter falado demais para incutir a culpa.

Ao julgarmos nos tornamos prisioneiras da opinião dos outros, pois com a medida com que medimos, seremos medidas! (Mt 7.2). O resultado é a infelicidade e não poderia ser diferente, pois tentando ocupar um cargo que pertence a Deus, o Juiz, a infelicidade produzida pelo pecado é certa.

Da próxima vez que você quiser descobrir quem realmente é, vá para a frente do espelho e leve sua identidade junto. Sim, sua identidade de cidadã do reino de Deus. Que pode ter espinhas ou rugas, uns quilinhos a mais ou a menos, cabelo liso, enrolado ou bandido (que vive preso ou armado…rsrs), e tantos outros detalhes. Valorize sua beleza, suas qualidades morais, seu coração cheio de boas intenções. Olhe também para os defeitos como desafios a serem vencidos a cada etapa. Aqui estou falando de aparência e de comportamento.

Não seja tão rigorosa com você, nem com os outros. Deus nos fez diferentes não para que um seja melhor que o outro, mas para que o complete. Quem trabalha em equipe já sabe que se for rigorosa demais, ficará sozinha. É preciso flexibilidade para aceitar os próprios defeitos e os do próximo. Deixe-se ser transformada pelo amor de Deus e transforme o mundo à sua volta. Se permita amar e ser amada por Deus. Tudo começa e termina nele. Foi Deus quem nos criou e cuidou de cada detalhe. O salmista (139.16) diz que o Senhor nos viu como uma substância ainda informe e todos os nossos dias foram escritos e determinados por Ele.

Espelho, espelho meu, existe alguém no mundo tão amada por Deus? Sim, princesa do reino. Você é a menina dos olhos de Deus e foi criada por Ele para o louvor da Sua glória, através da vida em abundância que Ele preparou para você.

Fabiana Silvestrini

Curitiba/PR

(Visited 309 times, 1 visits today)
Posted in Edificadas, Série Devocional FéMenina.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)