enquanto esperamos

Enquanto Esperamos: desenvolvemos relacionamentos saudáveis com o sexo oposto

Vamos refletir um pouquinho sobre a amizade com os rapazes, girls?

Como desenvolver relacionamentos saudáveis com meninos?

Será que isso é possível?

Eu acredito que sim. Sou uma jovem, (não tão jovem), mas o que é ser jovem? (Bem, isso fica pra outra conversa, hehe), solteira, tenho amigos homens, rapazes cristãos respeitosos, que tem um papo legal e que também amam ao Senhor e que procuram crescer na caminhada com Ele, não são muitos, os irmãos em Cristo, são maioria, os colegas são maioria também, porque não posso considerar todos os rapazes do meu grupo de relacionamento na igreja, no trabalho ou na faculdade, como amigos, vamos por partes. O mesmo acontece com as moças, não são todas minhas amigas, aquelas que sabem fatos particulares da minha vida. Algumas são, outras podem se tornar! Amizade leva tempo e empenho e precisa ser cultivada! Mas enfim, o papo aqui é sobre o sexo oposto.

Acredito que amizades íntimas com rapazes não são possíveis, não é mesmo? Na bíblia não temos relatos de amizades assim, mas encontramos relatos de bons relacionamentos entre homens e mulheres. A  exemplo de Elias e a viúva, Paulo e Lídia, Jesus e Maria (irmã de Lázaro e Marta), entre outros.

Penso que uma amizade saudável com um rapaz, glorifica a Deus e que é possível olharmos para o outro, não com o pensamento de ele ser, um marido em potencial. Sim! Ele poderá se tornar, mas não necessariamente, e a nossa aproximação “con los muchachos” não pode ser apenas por interesse de um futuro romance, mesmo sendo solteiras, porque podemos deixar de crescer e aprender muito com um cara especial, amigo, que não é pra nós, (acredito que existem coisas e pessoas que são “pra nós” e que outras não são. E que talvez O Pai não tenha sonhado com casamento para algumas de nós. Calma! Isso  não é falta de fé da minha parte, é apenas aceitar certas possibilidades, apesar de crer que a regra é o casamento, constituir família a partir de um rapaz e uma moça que amam e servem ao Senhor! <3).

O fato de eu ter um amigo, estar desenvolvendo com ele uma amizade, não significa que um esteja interessado pelo outro, muitas vezes será apenas amizade, identificação, afinidade. Mas, muitas vezes o que acontece ao redor é que aos olhos dos demais, está “rolando algo” e vem àquela pressão básica da galera, o que pode prejudicar a amizade, se não houver maturidade de ambas as partes e uma conversa aberta a respeito das expectativas dos outros. Essa amizade poderá se extinguir, porque nenhum dos dois nessa história, quer defraudar o amigo/amiga, ou seja, causar um sentimento que não será suprido.

Eu sei que muitos torcem pela felicidade do/a amiga/o solteira/o e que querem dar uma ajudinha. Mas de verdade, não precisa! Como certa vez falou Elisabeth Elliot: “você pensa que o Deus que criou o universo inteiro com a Seu poder não pode fazer com que você se case?” Não precisamos dos empurrões de ninguém, mas de conhecer e prosseguir em conhecer a Deus. (Pronto. Falei!).

Podemos perceber também que, às vezes acontece de um usar o outro para se sentir amado/a, mesmo que inconscientemente, isso é pecado! Devemos prestar atenção! Penso que algumas questões são bem delicadas em relação à amizade com os homens, mas desistir dela? Acredito não ser esse o caminho.

Quando o nosso coração está entregue nas mãos do Pai, por mais difícil e complicado que possa parecer, precisamos estar atentos/as para não nos deixar levar por sentimentos enganosos de um coração corrupto como o profeta Jeremias fala (Jr 17.9).  Penso ser necessário ficarmos “neutras” em um relacionamento de amizade com um rapaz e conhecê-lo bem, vivenciarmos experiências juntos, crescermos na fé, servirmos juntos e quem sabe sermos padrinhos de casamento um do outro, porque não? Talvez dessa amizade saudável, possa nascer um casamento que exaltará a Cristo <3, mas a verdade é que não podemos prever o que acontecerá, o que podemos fazer e nos esforçar para que aconteça, é o desenvolvimento de uma amizade pura, santa, alegre, que traz crescimento para ambos e pautada no desejo de engrandecer a Jesus, a razão de tudo!

O que tu pensas a esse respeito? Concorda ou discorda do meu posicionamento?

Com o amor do Pai. Abraços, Helen.

 

(Visited 138 times, 1 visits today)
Posted in Séries.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)