Elisabeth Elliot

Ela nasceu na Bélgica e naturalizou-se  norte-americana, dedicou sua vida a propagar a mensagem do Evangelho. Por alguns anos foi missionária, vivendo e pregando a palavra de Deus, junto a indígenas do Equador, mais especificamente as tribos Quechuas e Aucas, sendo essa última a responsável pelo assassinato  de seu marido, Jim Elliot e mais 4 missionários envolvidos na “Missão Auca’’, que tinha como objetivo estabelecer contato com a tribo, conhecida por ser muito hostil e violenta, mas mesmo sabendo dos perigos, o objetivo desses homens era lhes falar sobre a Salvação em Cristo Jesus.

Em 08 de janeiro de 1956, Jim Elliot e seus amigos, foram assassinados por índios da tribo Auca.  Quando ele morreu, a primeira e única filha do casal tinha apenas, 10 meses de idade. Beth Elliot,  sentiu o chamado de voltar aquela tribo e poucos anos depois, sua filha, Valéria, estava brincando e banhando-se em um rio, junto com crianças da tribo Auca, conforme podemos ver em fotos e vídeos da época.

O trabalho missionário de seu marido é considerado até hoje como lendário, de acordo com o site em inglês da revista Cristianismo Hoje.

Ela tornou-se escritora e palestrante, e ainda em vida, tornou-se uma das mulheres mais influentes do cristianismo protestante em todo o mundo, com mais de 20 livros publicados.

waodoni_children

LIÇÕES QUE PODEMOS APRENDER COM A VIDA DESSA GRANDE MULHER DE DEUS:

  1. Sermos corajosas em meio às dificuldades:
  2. Sermos fiéis mesmo no sofrimento: Uma das declarações dela é: Deus não existe para satisfazer os nossos desejos, em última instância Ele é Deus e Ele é digno da nossa submissão e nossa obediência. Ela era firme em falar a verdade mesmo contrária à ideologia desse mundo de satisfação pessoal, de busca pela própria  felicidade , quando Deus diz que nos criou e sabe o que é melhor para nós, que quer nos conformar à imagem de Cristo e que vai usar o sofrimento, se necessário, para cumprir esse objetivo. Ela foi uma mulher corajosa ao passar pelo sofrimento.
  3. Ela não deixou que a idade a impedisse de servir: mesmo com mais de sessenta anos ela iniciou um programa de rádio, no qual falava do amor de Deus. Não podemos deixar que a idade nos impeça de servir, sendo muito jovem ou já com idade avançada.
  4. Ela nos ensina a morrer para nós mesmas: para as nossas vontades  e vivermos radicalmente para Deus, para fazermos a vontade Dele.

Uma de suas famosas citações é:

“ O segredo é Cristo em mim, não eu em um conjunto diferente de circunstâncias.’’

O SEGREDO É JESUS EM NÓS! Aleluia!

“Nesses tempos em que o objetivo maior das pessoas parece muitas vezes limitar-se a um cristianismo confortável, essa história nos faz pensar no próprio sentido da vida e da morte, da fé genuína e da entrega irrestrita aos propósitos de Deus”

Fonte de apoio: https://noticias.gospelmais.com.br/morre-missionaria-elisabeth-elliot-77369.html

Colunistas_responsáveis-10

 

(Visited 278 times, 1 visits today)
Posted in Missões, Missões.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)