Disciplinas Cristãs Espirituais

Disciplinas Cristãs Espirituais – Serviço

Bom, não sei se você pensou nisso, mas logo que li “disciplinas cristãs espirituais” pensei nas matérias que estudamos a cada semestre para que, um dia, possamos nos formar. Além disso, também pensei no boletim (me desculpem). Mas, usando esse exemplo, você já parou para pensar:

E se nossa vida cristã pudesse ser, de certo modo, avaliada? Será que é possível um rendimento acadêmico de 100% na vida cristã? Será que somos tão responsáveis nas disciplinas espirituais, quanto somos com outras disciplinas/matérias/módulos? Por que precisamos cuidar das disciplinas espirituais?

Esperamos que nesses dias sobre “Disciplinas cristãs espirituais” possamos responder, observando a vida de cristãos usados por Deus na história, algumas dessas perguntas.

O livro de Tiago contém um sonoro convite para a ação, um pedido para um cristianismo vital que seja demonstrado mais do que em palavras; ele deve ser demonstrado no modo de viver. Tiago é um dos livros mais práticos da Bíblia, ensinando que a fé, sem uma ação correspondente, está morta.

“Porque, assim como o corpo sem o espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta”. (Tiago 2. 26)

A Bíblia não nos ensina que a salvação vem das obras, contudo, a Palavra de Deus nos mostra que a integridade da vida cristã existe quando palavras e ações caminham juntas. Ou seja, não basta apenas dizer que ama alguém, mas é preciso demonstrar esse amor.

Epafrodito foi um grande exemplo de servo de Deus. Ele não queria promover o seu próprio nome, mas, porque amava a Cristo, ele viajou todo o trajeto de Filipos até Roma para estar com Paulo na prisão e servi-lo, sendo um ministro para Paulo. Também foi ele que trouxe a carta de Paulo de volta aos filipenses. Agora, tente imaginar o contexto dessa história. Paulo estava preso, os cristãos estavam dispersos e sendo perseguidos. A viagem não era tranquila, nem confortável.

Epafrodito é mencionado somente na Carta os Filipenses. Nenhum livro foi escrito por ele, para ele ou sobre ele. Não sabemos de nenhuma estátua ou memorial erguido em seu louvor ou memória. Mas Epafrodito foi muito importante para a vida de Paulo. Veja só o que Paulo nos conta sobre ele no texto de Filipenses 2. 25-30:

  1. É alguém que tem amor pelas pessoas

Paulo o chama de ministro. Epafrodito se sentiu angustiado quando soube que os filipenses poderiam estar preocupados a seu respeito, devido ao seu adoecimento (vs. 25-26).

  1. É alguém que se expunha a riscos

Paulo o chama de cooperador e auxiliador nas necessidades. Ele pôs sua vida em risco quando muitos se comportavam como pessoas mimadas (vs. 25, 30).

  1. Um líder servo

Paulo o chama de mensageiro e pede aos filipenses que lhe deem as boas vindas dignas de um herói (vs. 25,29). Ele liderou e serviu a igreja e também foi porta-voz de Paulo.

Deus nos chama para traduzir nossa fé em obediência. Epafrodito foi exemplo disso. Ele não fugiu do serviço: ainda que fosse desafiador. Talvez você não precise viajar longas distâncias ou correr riscos como Epafrodito, contudo, todas nós somos chamadas a praticar nossa fé e servir.

Perguntinhas para refletir:

– O que você tem feito pelos seus irmãos em Cristo, pela sua igreja, pela sua comunidade, sua família?

– Como está o seu boletim na disciplina de serviço? Você tem feito por amor a Cristo ou para promover o seu próprio nome?

– Qual a intenção no seu coração quando serve? Você tem feito com amor ou por rotina?

– Será que alguém poderia dizer (assim como Paulo falou sobre Epafrodito) que o seu serviço tem sido importante na vida dessa pessoa?

Que possamos ser meninas fé, obedientes, servas, que tem amor pelas pessoas e que confiam no Deus que nos deu a missão.

Um grande abraço,

Geíza Lemos Hein

(Visited 113 times, 1 visits today)
Posted in Séries.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)