Cuide!

Texto bíblico: “Tende o mesmo cuidado de uns para com os outros.” 1 Coríntios 12.25

Alguns dias atrás, falamos a respeito do cuidado do nosso Pai do céu para conosco diariamente de diversas formas e, sobre aquilo que Ele tem preparado no porvir para cada uma de nós.

Hoje vamos pensar um pouquinho sobre o cuidado que temos tido para com as pessoas? Pensar também no cuidado que outros demonstram para com a nossa vida? Lembrando que, tudo é reflexo do cuidado de Deus.

Para refletirmos:

  • Temos ajudado às pessoas em suas necessidades práticas? : Nos colocamos diante do Senhor em oração por aquele pedido, urgente ou não,  que recebemos por meio de uma mensagem? Nada mais prático do que entregar ao Pai em oração alguma situação que no momento não está ao nosso alcance para resolver, mas Ele através de seu poder dá conta de solucionar todas as coisas, de acordo com a Sua vontade.
  • Temos nos colocado no lugar do outro, entendendo-o em face de um momento desafiador em sua vida, tal como problemas financeiros, familiares, profissionais, acadêmicos? Sabe aquele período da vida, que quem já passou, entenderá e quem não viveu, ao vivenciar, se lembrará, quando você precisa focar em algo específico (no meu caso, em relação aos trabalhos acadêmicos) e restringe a sua participação nas atividades familiares, eclesiásticas, etc? Não me refiro a deixar de visitar a família em um domingo ou gazear os cultos ou grupo familiar, mas me refiro às “30” programações no mês nas quais, em um período “normal”, você participaria tranquilamente de 28 delas (hehehe), mas em virtude da demanda importante em outra área não é possível. Sendo assim, por falta de cuidado e alteridade, você ouve: “Há! Mas eu também trabalho, estudo, tenho filhos, tenho ministério e blá blá blá…”; “ Há! Eu também faço isso aquilo e aquilo outro”. Ok. Mas as pessoas são diferentes, nossas realidades são diferentes. Ou quando alguém pergunta como você está e se não ouve o tradicional: “Estou bem! Obrigada!”, mas ouve a realidade do seu estado naquele momento e vem com o blá blá blá, citado acima. Como quem diz: “Eu também tenho muitos afazeres e sou feliz e grato!”, e quem disse que não sou feliz e grata? Apenas estou sendo sincera e tentando dizer que não precisamos ser a “Mulher Maravilha”. Até pode soar como um desabafo, mas não se restringe à minha vida apenas, percebo isso em diversos momentos em relação às outras pessoas.

Cuidar é abençoar o outro, não julgar. Abençoar no sentido de dar suporte, incentivar. Precisamos disso! No sentido de dar e receber!

Podemos cuidar das pessoas de diversas formas: orando por elas, enviando uma mensagem de incentivo, visitando, sendo solícito diante de alguma necessidade ao ver a pessoa sobrecarregada com seus afazeres e oferecer ajuda, enfim, a realidade  de cada uma de nós é que nos mostrará a demanda e quais as práticas de cuidado que devemos ter em relação ao nosso próximo. São tantas as situações que vivenciamos diariamente, que precisamos estar atentas. Eu por exemplo, me senti cuidada, quando a mãe da minha colega de trabalho enviou por ela dois pastéis de carne, que eu amo. Isso aconteceu em meio ao término do meu TCC em um dia que à noite, não precisei me “pré-ocupar” em providenciar algo salgado para comer. Foi bênção e cuidado na minha vida. Também em relação ao meu TCC, pude sentir-me amada e cuidada por três amigas que me ajudaram com as normas da ABNT, para apresentação do meu trabalho, e assim se vai tantos outros exemplos.

O texto de 1Coríntios 12 fala da diversidade na unidade. Somos diferentes, temos funções e propósitos diferentes dentro do corpo de Cristo, não somos melhores nem piores do que os outros, nem as nossas tarefas são. Com a ajuda do Senhor é que vivemos nesse mundo cumprindo a nossa missão e com a ajuda Dele é que temos condições de cuidar dos outros.

Cuidar é amar!

Amemos uns aos outros!

Com amor e cuidado, Helen.

 

 

 

(Visited 146 times, 1 visits today)
Posted in Edificadas, Série Devocional FéMenina.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)