Dica musical - vocal livre

Dica musical <3

Olá meninas! Hoje a minha dica musical é um grupo vocal composto de jovens amigos que buscam no louvor e no voluntariado, a inspiração para viver e testemunhar a vida cristã. O grupo começou em 2010, num sábado a tarde com quatro amigos e um violão no Unasp campus Engenheiro Coelho. Com muita cantoria e a vontade de organizar um grupo, os quatro viraram oito.

Logo o nome Vocal Livre surgiu e mais três convidados (onze no total). O Vocal Livre se formou. Com dois anos de vida, a banda (piano, violões (2), baixo e percussão) e uma fotógrafa completaram a família. Essa é a descrição do próprio grupo, que já lançou dois álbuns: Bela História e Por Toda a Terra.Leia mais…

Projeto Sola

Olá meninas, minha dica musical de hoje é o Projeto Sola. Há alguns dias atrás comemoramos 499 anos da Reforma Protestante e esse grupo aponta já no seu nome para os pilares da reforma, os quais acredito ser bastante oportuno relembrar:

  • Sola fide – Somente a fé
  • Sola scriptura – Somente a escritura
  • Solus Christus – Somente Cristo
  • Sola gratia – Somente a graça
  • Soli Deo gloria – Somente a Deus a glória

O Projeto Sola é o encontro de dois Guilhermes (Guilherme Andrade e Guilherme Iamarino). Músicas de estilo folk com letras que glorificam a Deus, são fieis às Escrituras e edificam a Igreja. Os arranjos instrumentais são muito bons também, com um toque de orquestração em algumas das canções, difícil enjoar de ouvir!! Selecionei as que eu mais curto para compartilhar com vocês:Leia mais…

Pra curtir: Susana de Oliveira

Olá meninas, minha sugestão musical de hoje tem um toque bem brasileiro. Sou uma defensora da MPB, acredito que seja importante valorizarmos as nossas raízes e nossa identidade cultural. Por que damos mais valor ao que vem de fora e não a nossa própria capacidade de sermos criativos? Por que sempre traduzir músicas de bandas americanas, australianas, entre outras? Por que fazer música dentro de um estilo que não nos remete a nossa própria história? Se você parar para analisar as músicas que cantamos em nossas igrejas, a maior parte do repertório inclui músicas traduzidas. Não estou dizendo que esteja errado ou que seja ruim, a música é uma linguagem universal e tem o poder de contagiar o mundo inteiro. Mas há algum tempo tenho refletido acerca desse assunto e conheço vários músicos cristãos que tem percorrido esse caminho: de compor músicas com a “cor” da nossa terra. Susana de Oliveira é uma delas. Cantora, musicista e compositora mineira, ela nasceu em Belo Horizonte e gravou seu primeiro disco em 2010. Atualmente está em seu segundo trabalho autoral intitulado “Deixa eu Registrar”. Mescla ritmos brasileiros em suas canções e traz uma mensagem de esperança e amor à Deus e às pessoas. Segue um texto extraído do blog de Susana em que ela fala um pouco sobre o seu objetivo:

“Existe uma mensagem que quero conseguir passar com minha vida, com essa minha busca. Nesse momento de desesperança, vaidade, corrupção e violência crescente no Brasil e no mundo, em que a gente só ouve notícias ruins por todo lado, é um tempo propício para falar às pessoas que buscam a Deus sinceramente que: sim! Ele vive, Ele é real, nos ama e vai se mostrar aqueles que o buscam. E quando isso acontecer, não pode, não cabe mais essa tal separação entre sacro e secular. A nossa vida é uma só e ela passa muito depressa. Tudo em nós precisa se voltar para o bem, mudar a direção e produzir coisas boas. Eu espero poder contagiar as pessoas com essa verdade para que a nossa vida se torne mais proveitosa, mais bonita e mais relevante nos dias de hoje.”

Leia mais…

Pra Curtir DJ PV

Acho que a indicação de hoje do “Pra Curtir” é mais do meu filho do que propriamente minha hehe. Confesso, ele fez com que eu e mais quase toda a igreja (até os não tão jovens) caísse nos encantos da música eletrônica.

Se você assim como eu tem (ou tinha) um receio, um pré-conceito sobre isso, escute as músicas e veja que há essência. Sempre é importante conhecer o que o músico faz em suas apresentações, se é apenas batida ou se tem Palavra do Senhor sendo pregada.

Já ouviu falar no DJ Pedro Vitor, mais conhecido como DJ PV?! Não? Essa é a “nossa” indicação de hoje. Não pare de ler, não saia do post, conheça a história e escute com carinho nossas sugestões. Se ainda assim não cair no seu gosto, indique para um (a) adolescente ou jovem, tenho certeza que você acertará em cheio e vai dar um toque de alegria para eles.

Seu testemunho é marcado pelo fato de ter nascido em um lar cristão e nunca ter andado por outros caminhos.

Leia mais…

Pra Curtir: Britt Nicole

Oie girls!

O meu Pra Curtir de hoje é uma dica bem animada.

Brittany Nicole Waddell ou melhor Britt Nicole é uma cantora de música cristã contemporânea dos Estados Unidos. Começou a cantar com três anos de idade. Abandonou a faculdade para se dedicar a carreira musical porque sentiu que Deus tinha um chamado em sua vida.

Sabe aquelas músicas que tem refrões que grudam na sua cabeça e você fica cantarolando o dia inteiro? Assim são os hits da Britt! Com uma pegada pop rock os sucessos dela vão fazer você querer sair dançando pela casa. Para conhecer o som da cantora ouça Gold, Ready or Not e All This Time.

Suas letras são como poesias na tentativa de enviar uma potente mensagem alegre de auto-estima para seus fãs e motivando a prosseguir, como na letra de “The Sun is Rising¨ que diz que “…Cada alto e baixo pelo qual você vai passar, Você não precisa ter medo, Eu sou contigo nos momentos em que você está tão fraco que tem vontade de parar…

Leia mais…

Pra Curtir – Joel Mozart

Olá meninas!! Minha sugestão musical de hoje é Joel Mozart. Talvez vocês percebam uma leve semelhança dessa voz com a de um cantor secular do rock nacional, mas vou deixar para que vocês mesmas identifiquem (charada musical, hehe). Ilustrador, animador e compositor curitibano, esse artista encontrou Jesus graças ao testemunho de seu irmão. Um ex ateu que foi atraído pela graça de Cristo. Muito criativo, ele tem desenvolvido seus talentos para louvor e glória do nosso Deus. Suas músicas são suaves, com letras poéticas e até mesmo um pouco filosóficas e nos fazem refletir sobre a vida.

Espero que curtam!!

Aqui estão algumas músicas dele que selecionei para compartilhar com vocês:

Leia mais…

Pra Curtir: Laura Souguellis

Olá queridas!
O “Pra Curtir” de hoje é um gosto pessoal e que tem me abençoado muito, não apenas pelas suas músicas, mas pela sua história de vida e relacionamento com Deus.
Vamos conhecer um pouco da história da Laura Souguellis. 🙂

A Laura nasceu em Campinas, 11 de Julho de 1990, interior de São Paulo, teve uma infância muito tranquila e pacata. Era chamada pela mãe de chaverinho, pois era sensível e gostava de poesias.

Não tem CD’s gravados, mas é dona de uma voz impecável e linda, abençoada por Deus. Gosta de MPB, Jazz e Hard rock entre outros estilos, e algumas de suas músicas são compostas por ela mesmo, como Em teus braços, Amor Que Enche (Love That Fills) e em uma excelente versão em português Santo Espírito (Holy Spirit) de Jesus Culture/Kim Walker Smith.

Roberta Spitaletti

Olá meninas, esse é o meu primeiro post com sugestões musicais para vocês curtirem, e eu gostaria de compartilhar algo que tem falado muito ao meu coração.

Roberta Spitaletti não é uma cantora muito conhecida ainda, tem uma voz doce e suave, seu estilo é bem folk, e sua música expressa Cristo com letras lindas e inspiradoras. A música “Confiar” é uma daquelas canções que não sai da minha cabeça.

Com uma estrutura simples, violão e voz, essa música singela transmite uma mensagem muito profunda sobre o que é a fé: confiar em Deus mesmo quando não podemos enxergar o Seu agir. Ao mesmo tempo, é uma declaração de esperança, pois a qualquer momento, um milagre pode acontecer em nossas vidas.

Espero que o Espírito Santo do nosso Deus ministre ao coração de cada uma de vocês assim como fui ministrada através dessa canção!

Tive momentos na minha vida

que eu duvidava que você existia

eu suplicava por um sinal

esperava algo sobrenatural

Algo que pudesse sentir

ver pra poder decidir

que comprovasse o existir

pra confiar em Ti

Enquanto esperava por coisas grandes

eu deixei de perceber

que todo dia na minha vida

um milagre pode acontecer

Algo que eu posso sentir

não posso ver mais sei que estás aqui

Enquanto eu existir

Vou confiar

No ar que eu respiro

na casa que eu vivo

em cada amigo

no caminho que sigo

Pois a fé é acreditar

até quando não posso enxergar

mesmo que o céu não possa tocar

eu vou confiarLeia mais…

Blog da Cami

Oi meninas! Pra quem não me conhece, me chamo Camila Scholl, sou filha de pastor e tenho um blog onde compartilho minhas ideias, vídeos ensinando a mexer no layout do blog, tutoriais de maquiagem e muito mais. Faz algum tempo que tenho tido esse sonho de ter um blog e vim compartilhar com vocês!
Meu primeiro tutorial de maquiagem eu compartilho com vocês logo abaixo:

Espero que vocês gostem e deixem comentários abaixo para que eu possa saber a opinião de cada uma em relação a isso.
E se você gostou, não se esqueça de se inscrever no canal, no blog  e curtir a fanpage para acompanhar tudinho.
Um beijo e até a próxima! 

Fica a Dica: Sempre a menininha do Papai – H. Norman Wright

#Recomendo para todas as meninas!

“As palavras de Norman Wright não podem dissipar a dor dos abraços não recebidos de um pai distante, mas oferecem ajuda significativa para promover a cura emocional e espiritual” (Gary Smalley e John Trent).
Li este livro com muita calma do início ao fim e não apenas o recomendo pelo assunto que eu super curto: pai (a propósito, um beijão para o meu J), mas porque além de mandar bem neste tema geral, enquanto ele descreve o pai e sua influência em nossa vida, fala sobre as feridas abertas nos corações, a auto estima, as prisões do passado, a possibilidade de começar de novo, ou de continuar bem.
Este resuminho que dei acima, o fiz sem anotações, pois para vocês gosto de compartilhar aquilo que marca, então não procurem estes subtítulos no livro que Não acharão.
Um exemplo que eu curti foi o da Oprah Winfrey, uma das principais entrevistadoras dos talk-shows nos Estados Unidos.
Separei um pedacinho e vou mostrar para vocês:
“Ela é extrovertida, articulada, equilibrada e controlada, apesar de ter tido uma infância e adolescência miseráveis. Quando criança, Oprah foi jogada de cá para lá entre os pais em conflito, sendo frequentemente enviada para a casa da avó que a espancava. ‘Quando minha avó me dava uma surra’, conta Oprah, ‘ela dizia: Faço isto porque amo você! ’ E eu tinha vontade de dizer: ‘Se me amasse, não faria isso’. Continuo pensando que aquilo não era amor.
Aos nove anos Oprah foi estuprada por um primo de 19 e ficou com medo de estar grávida. Com essas e outras lembranças tristes dos seus primeiros anos, Oprah Winfrey tinha boas razões para ser amarga e zangada. O fato de estar ligada ao seu passado poderia ter arruinado o seu presente, mas ela decidiu vencer o passado.
‘Compreendo que muitas pessoas são vítimas’, diz ela, ‘ e algumas pessoas sofreram muito mais do que eu. Mas você deve ser responsável por reivindicar as suas próprias vitórias. Se viver no passado e permita que ele defina quem você é, nunca vai crescer. ’ p. 191
Esta história da Oprah é apenas uma, entre tantas, que Wright aborda, deu para ficar com vontade de continuar lendo? Tomara que sim…

Ps: Talvez você pense: “ Ah, eu me acerto muito bem com meu pai, não tem porque ler um livro desses”. E eu te respondo: “Temmmmm sim e ponto 🙂
Martinha – Equipe FéMenina