muçulmanos

Muçulmanos – Um povo carente de esperança

Nos últimos anos, o mundo tem voltado sua atenção para os países árabes, sobretudo os de religião islâmica. Isso porque os muçulmanos têm se espalhado pelo mundo todo em um movimento que se assemelha a uma diáspora. Eles chamam a atenção não apenas por terem um tipo específico de se vestir e, por conta disso, não ser possível passarem despercebidos, mas muito mais pelos ataques terroristas que vem sendo cometidos por grupos islâmicos em várias partes do mundo. Isso tem feito com que em muitos países da Europa e da América, por exemplo, as pessoas sintam medo e tenham preconceito contra muçulmanos, perdendo, assim, a oportunidade de apresentar o Deus verdadeiro a eles, único capaz de salvar para a vida eterna.

Talvez você já tenha ouvido falar bastante a respeito de muçulmanos e grupos terroristas islâmicos. Talvez você conheça um pouco do contexto atual dos muçulmanos, mas você sabe qual é a origem desse povo?

Leia mais…

a galinha dos ovos de ouro

Vocacionada? 8 conselhos para você

Você é vocacionada? Conselhos para quem está chegando a um Seminário.

Oii meninas,

Hoje vou compartilhar contigo um assunto mais específico. Se você está chegando a um Seminário, esse texto é especial pra você! Se não, leia mesmo assim, afinal, quem de nós pode dar certeza do futuro? Hehe Eu mesma, há alguns anos atrás, se quer imaginava que um dia iria parar em um Seminário.

Leia mais…

Me lembrei de ti…

“Se você quer deixar uma marca indelével no mundo,
a única maneira poderosa de deixá-la é unir-se aos propósitos
de Deus por meio da oração.
A oração chega aonde não chegamos.”
(Irmão André e Al Janssen- 2016)

Você conhece algum missionário? Quando eu era adolescente conheci alguns e só faltava pedir autógrafos! Eu curtia muito ouvir cada história dos missionários que visitavam nossa igreja trazendo relatos do campo. Eles eram heróis pra mim. E não deu outra, me tornei aquilo que eu admirava!

Nos cultos em que era falado de missões sempre havia aqueles incentivos de orar, ir, apoiar, investir em algum missionário. Eles vinham com suas famílias, relatavam algum acontecimento bonito ou trágico que sempre levava em direção a vidas a serem salvas, libertas, abençoadas. Como que o Espírito Santo direcionando, sustentando, suportando, animando, pelejando por aqueles servos. Suas roupas (às vezes engraçadas) típicas nos levavam a um outro mundo. Conhecíamos um pouco de outra cultura. Ouvíamos também um cântico na língua ou dialeto deles ou um louvor típico de outra região.

Você consegue lembrar de um culto destes?Leia mais…

Quero ser missionária mas, e minha família?

A gente cresce e vai sendo criado e acostumado pela família a estarmos sempre reunidos. Família é sinônimo de segurança. As reuniões de família são agradáveis, afinal nos amamos. Em dia dos pais, mães, Páscoa, Natal, Ano Novo, Tiradentes ou Dia do trabalho!!! Não pode ter um feriado que já juntamos tudo e todos. É vô, vó, cunhado e cunhada, uma criançada, a primaiada toda. Se todos servem a Deus, deixa a coisa ainda mais agradável e gostosa. Há conversas edificantes sobre o evangelho e a eternidade. Se a família não é cristã nós estamos ali, em oração e jejum para que cada um deles conheça a Cristo da mesma forma que nós e também desejem a eternidade.

Você, menina cristã está com o coração em Cristo. É apaixonada pela obra no seu Reino e um dia sente um desejo na alma, um despertar pelas outras almas. Percebe que o tempo é curto, a eternidade logo chegará e…. há tantos por aí que não O conhecem,  ou sofrem por amor dele. Tantos que não ouviram deste amor gracioso, que salva, liberta, muda. E claramente ouve “sai da tua terra, da tua parentela”. É algo muito especial.

Leia mais…

Toda menina cristã deve ser… missionária!

São palavras de  Charles H. Spurgeon: ‘’Todo cristão ou é um missionário ou é um impostor!’’.

Calma meninas! Não penso que todas  nós temos de ser missionárias de “carreira’’, largar tudo e ir para a África ou Índia viver entre aqueles povos e lhes ensinar do evangelho de Jesus.

Refiro-me, a sermos um referencial do Senhor, buscando a Ele a cada dia e pedindo a direção do Seu Santo Espírito para termos a ousadia necessária, conforme nos orienta Paulo a pregarmos em tempo e fora de tempo, pedir para que Ele nos direcione, nos sensibilize às necessidades daqueles que estão ao nosso redor, em casa, no trabalho, na faculdade, na vizinhança, na igreja e por onde mais nosso Deus nos permitir estar. Gosto muito de uma frase que diz que ser missionário, não é ir para outros continentes, percorrer grandes distâncias, mas sim é a difícil tarefa de sairmos de dentro de nós e irmos ao encontro do outro.Leia mais…

Elisabeth Elliot

Ela nasceu na Bélgica e naturalizou-se  norte-americana, dedicou sua vida a propagar a mensagem do Evangelho. Por alguns anos foi missionária, vivendo e pregando a palavra de Deus, junto a indígenas do Equador, mais especificamente as tribos Quechuas e Aucas, sendo essa última a responsável pelo assassinato  de seu marido, Jim Elliot e mais 4 missionários envolvidos na “Missão Auca’’, que tinha como objetivo estabelecer contato com a tribo, conhecida por ser muito hostil e violenta, mas mesmo sabendo dos perigos, o objetivo desses homens era lhes falar sobre a Salvação em Cristo Jesus.Leia mais…

A IMPORTÂNCIA DE IGREJAS SAUDÁVEIS EM LUGARES CARENTES

Igrejas locais em crescimento são chave para ministrar em comunidades necessitadas, porque são chave para ministrar em qualquer comunidade. Quando Jesus dá aos discípulos a Grande Comissão, você talvez se questione sobre algumas dessas coisas: batizando-os, ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado.

Para entender, veja o livro de Atos. O que algumas das pessoas que ouviram o que Jesus disse fizeram? Plantaram igrejas. Plantaram igrejas onde foram. Plantaram igrejas entre os judeus, plantaram igrejas entre os gentios. Não temos a informação sócio – econômica exata sobre onde foram plantadas, mas tenho praticamente certeza que todos os lugares não eram idênticos. Alguns provavelmente eram mais ricos, alguns com certeza não eram ricos. Assim, ao falarmos sobre o envolvimento na vida das pessoas, a estrutura que Jesus estabeleceu é a igreja local.Leia mais…

NOTÍCIAS DE ESPERANÇA…

Parte1:
Projetos de Missões Nacionais visam o bem estar de mães e crianças em situação de vulnerabilidade social
Dia 8 de maio foi dia das Mães e Missões Nacionais quer homenagear não apenas as mães biológicas, mas todas as mulheres que de alguma forma são como mães para muitas crianças. Nós temos vários projetos missionários que visam auxiliar crianças e mães em situações de risco ou vulnerabilidade social.

O Lar Batista David Gomes, que no último sábado, festejou 50 anos de fundação acolhe crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, encaminhadas pelo Conselho Tutelar e Ministério Público. O trabalho dos nossos missionários no LBDG é mostrar às crianças o quanto elas são importantes e amadas por Deus e que Ele pode escrever uma nova história em suas vidas.

A Casa Alma Livre é outro exemplo que deve ser destacado nesta data. O projeto oferece auxilio e amparo à mulheres egressas do sistema prisional ou em situação de risco social, juntamente com seus filhos. Desde 2005, o trabalho é realizado no estado de Minas Gerais.

O Sonho de Mãe, por sua vez, tem feito a diferença na vida de muitas mulheres dependentes químicas em processo de ressocialização. O projeto faz parte do Ministério Cristolândia, e acolhe mulheres que precisam de tratamento contra as drogas, mas não podem ficar longe dos filhos. A comunidade terapêutica fica em Italva, região norte fluminense.

Em Guarulhos (SP), nossos missionários da Cristolândia Criança enfrentam uma dura realidade, a infância perdida por causa das drogas. Muitas das crianças atendidas vêm de lares desfeitos, muitas são órfãs e necessitam da figura materna para encontrarem o caminho da salvação. O projeto nasceu para tentar suprir essa necessidade.

Nossos missionários contam com o apoio de especialistas como psicólogos e assistentes sociais. É um projeto pioneiro no trabalho de recuperação de crianças que estão envolvidas com o consumo de drogas no município. Os batistas somam esforços com a Vara da Infância e da Juventude e demais autoridades de Guarulhos para abençoar as crianças de nosso país.

Interceda pelos projetos e mobilize sua igreja para ajudar com doações. Seja um parceiro nesta obra e leve a Palavra de salvação para mães e crianças que muitas vezes perderam a fé e a esperança e precisam deste apoio para recomeçar. Contribua com um futuro de salvação, sonhos e esperança para crianças de todo o país.

http://www.missoesnacionais.com.br/#!Projetos-de-Missões-Nacionais-visam-o-bem-estar-de-mães-e-crianças-em-situação-de-vulnerabilidade-social/cklo/5730d4ca0cf2aaefd5f62fec

Colunistas_responsáveis-10

“O Iraque é meu lar e eu não vou abandoná-lo”!

São palavras de  uma jovem cristã iraquiana que mesmo em meio à perseguição religiosa severa  que enfrenta em seu país, segue firme com sua fé, testemunhando o amor de Jesus! Invista um tempo na leitura desse artigo, ouça a voz do Senhor. Faça missões: Indo, orando ou ofertando. E saiba que dia 22 de maio será o Domingo da Igreja Perseguida( DIP). Que tal orar com a gente?!!

Jovens cristãos iraquianos participam de um treinamento de defesa e aproveitam a oportunidade para testemunhar sobre sua fé a pedido da Missão Portas Abertas, jovens cristãos iraquianos comentam sobre a atual situação que vivem no Iraque e, durante um treinamento, eles dão seus testemunhos, contando detalhes sobre como é viver em meio à guerra. Rand, de 22 anos, foi uma das participantes. Atualmente, ela vive em um pequeno apartamento alugado, com seus pais e uma irmã mais velha, depois de ter deixado a vila onde morava.

“Nós não somos bem-vindos em nosso próprio país. Não tem sido fácil, mas seguimos em frente. Eu tive tudo para ser uma pessoa triste, já que tive que abandonar minha casa e minha história, mas a tristeza não vai me ajudar em nada. A vida continua. Nós ainda temos muita sorte, vivemos bem, enquanto muitos cristãos vivem em cabanas”, disse ela.

“No total, eram 25 jovens participando de um treinamento de defesa que durou quatro dias. Eles se organizaram em círculo e o treinador pediu para que eles se movessem entre as mesas e respondessem aos desafios propostos. Em pequenos grupos, eles precisavam pensar nas perguntas e respondê-las de forma eficaz”, explica um dos analistas de perseguição. Ele também conta que a Portas Abertas providenciou consultórios médicos, escolas e igrejas em cabines, de forma que estes cristãos pudessem ter suas necessidades básicas atendidas.

Leia mais…

Você já orou por um terrorista hoje?

Ore pelos perseguidores, para que tenham um encontro com Cristo. Isto vai mudar não somente a vida deles, mas a vida da igreja. Interceda!

É coerente se lembrar de que o inimigo é real, vive e usa sua maldade para espalhar medo, ódio, dor e indignação pelo mundo. Por onde ele passa fica um rastro de destruição. Então, o instinto humano faz despertar um mecanismo de defesa, aquele que faz qualquer um ter vontade de lutar contra ele, sem perceber que passamos a lutar contra outros seres humanos, e não contra o inimigo propriamente dito. A realidade à luz da Bíblia é que a diferença entre nós e as pessoas que querem o nosso mal, é simplesmente a graça de Deus.

Num contexto de perseguição religiosa, é preciso aplicar a Palavra de Deus e entender que o ‘outro’ ser humano que ataca um cristão, inspirado pelo inimigo, se tivesse a graça de Deus sobre a vida dele, se arrependeria e seria um de nós, passando a viver pelo amor e não mais pelo ódio. Um ótimo exemplo disso é Paulo, que era perseguidor de cristãos e pela graça do Senhor passou a fazer parte da família de Deus, sendo também perseguido, preso, açoitado e humilhado por amor a Cristo. Se lembrarmos de Paulo cada vez que lermos uma notícia sobre terroristas atacando cristãos, então nossas orações serão mais sábias.

Dói saber que milhares de pessoas estão sendo massacradas por facções extremistas muçulmanas, que perdem seus entes queridos da pior maneira, têm suas casas invadidas, suas igrejas derrubadas e suas cidades tomadas por terroristas. Sim, dói muito ver a situação dos refugiados, das adolescentes sequestradas e das crianças que são forçadas a lutar no exército deles. Assim como também é doloroso ver jornalistas sendo executados, cristãos decapitados na beira do mar ou presos como se fossem criminosos. Mas Jesus também passou por isso, foi crucificado e morto como se fosse um marginal, sendo ele o autor da fé, do amor e da igreja da qual fazemos parte hoje.Leia mais…