Minha História de Amor – Amanda e Leonardo

A história de Amanda e Leonardo ganhou destaque na internet no ano passado. Isso porque não se trata apenas de uma história de amor, mas de uma história de abstinência.

Amanda tomou a decisão muito antes de conhecer o Leonardo. Foi logo após sua conversão, havia tido experiências antes de sua conversão e a partir daí então ela decidiu que guardaria-se totalmente, pois desejava em seu coração por algo duradouro.

Logo depois, ela conheceu Leonardo. A primeira vez que se viram foi em um evento cultural que tinha na faculdade em 2009, onde uma amiga em comum queria apresentá-los um para o outro, pois ela achava que eles tinham tudo a ver. Porém, ambos eram muito tímidos, e desde então nunca mais se viram. Reencontraram-se em uma reunião de jovens da igreja, em janeiro de 2013. Ela se apaixonou e começou a orar por ele, e ficou aguardando partir dele a iniciativa de se declarar. Apesar de todo o seu sentimento por ele, ela sabia do seu valor, e “uma mulher que se dá o valor espera o homem tomar a iniciativa“, diz Amanda. E ele então se declarou. Um dia após a declaração de Leonardo, Amanda contou para ele de sua decisão que no momento, segundo ela, ele se assustou. Ele já havia decidido que teria relações intimas com sua namorada apenas após o casamento, mas o beijo? Jamais imaginou… Eles conversaram e viram que ambos tinham o propósito de terem um relacionamento santo.

Leia mais…

Minha História de Amor – Me Amar para Amar

Oi Oi meninas! Nas sextas-feiras queremos intercalar a tag Amor com Histórias de amor de casais, mas também histórias de amor sendo construídas dia após dia pela maturidade que vocês irão adquirindo nessa caminhada.

É princípio básico o assunto de hoje.

Siga lendo… Pode ser que você seja bem resolvida com isso (aleluia!), mas pode ser fonte de inspiração para ajudar outras tantas moças que sofrem com isso. E se você faz parte desse grupo, vamos conversar um pouquinho? Confira o texto da Pati Geiger sobre isso:

Leia mais…

Minha História de Amor – Ian e Larissa

Olá meninas!
Hoje quero compartilhar com vocês a história de amor de um jovem casal dos Estados Unidos, Ian e Larissa Murphy.

Essa história tem comovido a muitos pelo tocante de superação e fidelidade. Eles se conheceram na faculdade em 2005, e em pouco tempo decidiram-se namorar. Após dez meses de relacionamento, planejavam ficarem noivos e casar após concluírem o ensino superior, em dezembro de 2006. Até então, a história deles era como a de milhares de jovens cristãos que resolvem trocar alianças.

No entanto, a vida lhes reservou o inesperado: uma viagem a trabalho de Ian a New Pittsburg provocou um acidente terrível de carro. A notícia do desastre fez com que Larissa orasse em todo o percurso para o hospital. “Pedia a Deus que não fosse nada de grave na cabeça”, conta. Mas infelizmente Ian foi acometido com traumatismo crânio-encefálico. Não se sabia ainda como o jovem ficaria. Ele foi reprovado em 4 dos 5 testes de exame cerebral. Depois da situação clínica delicada, muitas orações foram feitas e Ian começou a se recuperar e responder gradativamente aos testes.

Leia mais…

Minha História de Amor – Maira e Fabricio

Olá queridas! Meu nome é Maira, moro em Santa Maria de Jetibá-ES e sou membro da Igreja Batista em São Luís.

Eu não teria como contar minha história de amor sem contar um pouco de como foi minha conversão (prometo ser breve rsrs).

Eu conheci a Jesus num dos momentos mais difíceis de minha vida, eu tinha um casamento de 7 anos quando descobri que meu esposo tinha um caso extraconjugal. Com a ajuda de Deus, consegui perdoar a traição, e me joguei a partir de então aos pés de Jesus, crendo que Ele poderia restaurar meu esposo e casamento.

Passados 2 anos, vi que não era desejo de meu esposo a restauração de nosso casamento, já que ele permanecia neste outro relacionamento. E, quando a moça com quem ele estava engravidou pela segunda vez, ele saiu de casa para viver com ela. Vi-me totalmente desestruturada emocionalmente, sem expectativas, planos ou sonhos.

Lembro-me que o meu desejo na época foi voltar para casa dos meus pais, que moram em outra cidade (100 km de Santa Maria de Jetibá). Orei por esta confirmação de Deus por um ano, e me lembro de Deus sempre dizer suavemente ao meu ouvido: “aguarde mais um pouco” e eu sempre dizia a Deus: “esperar o quê?” Confesso que pensei que Deus me mandava aguardar, porque ainda iria restaurar meu casamento…

Mas não foi isso que ocorreu, e no final deste mesmo ano veio a surpresa.

Leia mais…

Carta ao Futuro Esposo

“Querido futuro esposo!o-WRITING-TIPS-facebook

Me desculpe com antecedência, mas seria muito difícil eu dizer “sim” pra você baseada apenas na sua aparência porque, provavelmente, eu não acreditarei em você.

Eu não acreditarei que nós devemos ficar juntos por causa das doces palavras que você dirá.
Eu não acreditarei que nós somos perfeitos um para o outro por causa das flores, chocolates ou presentes que você me dará.
Eu não acreditarei que nós somos feitos um para o outro baseada nos seus talentos, dinheiro, fama, aparência ou inteligência.
Eu não acreditarei que você é bom pra mim, mesmo que você vá a igreja todo o dia e diga que é cristão.

Prove pra mim que você é um homem de Deus.

Leia mais…

História de amor – Joni e Ken

Joni Eareckson e Ken Tada

Joni Eareckson Tada é tetraplégica. Ela perdeu todos os movimentos do corpo do ombro para baixo em um acidente, aos 17 anos. No verão de 1967, ela nadava com amigos quando fraturou a coluna cervical ao mergulhar em um local raso. A história do acidente, da sua recuperação e da luta para aceitar sua nova condição são relatados no livro Joni (Ed. Vida, 1976), posteriormente transformado em filme. Hoje ela é palestrante e tem um ministério dirigido a pessoas com deficiência (www.joniandfriends.org).

O relato a seguir começa quando ela está com 30 anos.

Como tudo começou

20/4/1980 (dom)

Normalmente o culto na igreja era revigorante, mas sempre havia exceções. Como dessa vez – Joni estava se sentindo distraída, desligada e até um pouco desanimada. Não conseguiu acompanhar a oração inicial do dirigente do culto, e o primeiro hino – “Que segurança, sou de Jesus!” – soou sem graça e arrastado. Sua assistente olhou-a de lado, estranhando por ela não cantar como de costume. Talvez fosse apenas impressão de Joni, mas a congregação inteira parecia inquieta e desconcentrada.

Leia mais…

Ore por seu futuro cônjuge, mesmo que você ainda não o conheça!

Mesmo que você ainda esteja sozinha e não conheça a pessoa com quem estará casada no futuro, ore por ela. O futuro pode impedir você de ver a face, tocar e sentir o cheiro da pessoa que estará ao seu lado, mas não tem poder contra suas orações. Ora, o que é a fé? “A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem”.
Não confunda orar pelo futuro cônjuge com orar por um possível predestinado por Deus para sua vida sentimental. Isso não tem nada a ver com predestinação, estou falando de exercitar sua fé e orar por algo que hora menos hora vai acontecer em sua vida. Se seu desejo é se casar, orar por seu futuro cônjuge é colocar Deus no centro do início ao fim, é exercitar a fé em Deus e criar expectativas naquilo que Ele pode fazer!

Leia mais…

História de amor – Amanda e David – 2ª Parte

ele veio conversar comigo. Pediu nome, endereço do Facebook, etc… E nós fomos embora, cada um pra sua casa.
Daí pra frente eu só pensava em conversar com ele, doida pra conseguir uma internet durante a viagem de volta, pra ver se ele tinha me adicionado no Face. Mas ao mesmo tempo, pensava que estava bom demais pra ser verdade, porque estava tudo muito interessante, será mesmo que ele não seria só mais um sem compromisso? 
Não era…

Leia mais…

História de amor – Amanda e David

Bom, vamos lá! Minha história de amor não tem aquela parte de ter um único namorado a vida inteira e, no fim, ter casado com ele. Não! Tanto eu quanto o David, tivemos outro relacionamento antes de nos conhecermos, porém, Deus nos guardou de tudo e na sua infinita misericórdia, derramou (e derrama todos os dias) muitas bênçãos ao longo da nossa caminhada juntos.

Eu “já” estava com 24 anos, e nada! Nada do meu prometido, namorado, noivo, marido, pessoa certa, príncipe encantado aparecer. Isso é algo muito difícil mesmo. Esperar, em qualquer situação da nossa vida, seja por qualquer motivo, é dureza. Quando se trata de esperar pela pessoa que Deus tem pra nós então, fica mais complicado ainda. Sabemos que temos que esperar, sabemos que Deus quer nos ensinar muito com isso, sabemos que Ele irá honrar esse tempo, mas… ainda assim, continuava sendo muito difícil.
Antes mesmo de chegar aos 24 anos, já tinha o sonho de me casar. E a cada ano que passava e nada acontecia, por diversas vezes, batia o desespero. Um dia ouvi um pastor falar assim para a igreja: “Espere em Deus, somente descanse, mesmo que Ele leve 5 anos pra te responder!” Eu pensei: “Era só o que me faltava, já estou esperando tanto tempo, Deus não vai me fazer esperar mais tantos anos”. Acredite, foi quase isso. Graças ao Senhor que Ele não nos permite saber do futuro ou ter uma palhinha dele, senão enlouqueceríamos. Fiquei mais 4 anos e meio sozinha. Sozinha mesmo! Orava muito pelo meu casamento, por meu marido, mas principalmente para que Deus me preparasse para ser uma esposa segundo Seu coração e também me preparasse para receber Sua promessa. Queria ser merecedora de um marido temente ao Senhor. Afinal, se queremos alguém de Deus, temos que ser alguém assim também. Se Deus abençoa um homem digno dando a ele uma esposa prudente, eu queria ser digna de ser escolhida por Deus para aquele que Ele escolheu. Se não sou uma pessoa que busca Seus caminhos, jamais o Senhor me dará a um servo Dele, seria até incoerência desejar isso. Meu desejo era realmente agradar o coração do Senhor, ser obediente e fiel. Aquela demora era cruel, mas em todo o tempo o Senhor me ensinava alguma coisa. A cada momento de desespero, de alguma forma Ele reafirmava a promessa que tinha pra minha vida. Não sabia a hora, nem quem seria, mas tinha certeza que seria algo muito especial.
Quando já estava com 29 anos, me inscrevi junto com uma amiga, para uma conferência evangélica em São Paulo (eu moro em Blumenau-SC). Lá conheci muitas pessoas legais, fiz várias amizades, foi uma bênção. Mas no segundo dia, avistei um gatinho. Eu costumo ser muito discreta, então não fiquei olhando muito pra ele, eu tinha vergonha, mas também não deixei de olhar rapidinho quando ele passou por mim. De fato, me interessei bastante. Imediatamente percebi que ele era duas vezes mais discreto que eu, porém, também não deixou de me dar uma olhadinha.
Como estávamos sempre rodeados de pessoas, a conferência acabou e nós nem conversamos. Apenas no último dia, na hora de ir embora…
Na próxima semana saberemos o que será que aconteceu com a Amanda… 🙂 🙂
Amanda Talita F. Sena
Blumenau/SC