Você é boa, você é esperta, você é importante!

Quem já assistiu o filme “Histórias Cruzadas” deve se lembrar desta frase que leva o título deste post. E estive refletindo como palavras de afirmação são importantes na trajetória de cada um de nós. Ganhar presentes é muito bom, perceber que alguém gosta de ter um tempo de qualidade também. Receber um abraço também é revigorante. É importante quando alguém nos proporciona atos de serviço. No entanto, quero enfatizar aqui o valor das palavras de afirmação. E o filme relata isso de uma maneira fantástica, onde a babá Emy faz questão de falar para a criança que ela cuida:

Você é boa, você é esperta, você é importante.Leia mais…

DECEPCIONADO COM DEUS

Não digo isso de uma maneira “espiritualizada”, mas não existe nada tão incrível quanto um momento de real contato com Jesus Cristo. Consigo lembrar-me de dois momentos em que Deus se mostrou tão vivo e presente em minha vida que nada, nem ninguém, me convenceria do contrário.

O primeiro aconteceu em 16/01/2007, o dia de minha conversão. Local: o Acampamento Batista Pioneiro, na noite da fogueira de meu último Acajumer (acampamento para juniores) – Após a pregação, nada mais importava – Confesso que para um menino de 12 anos não havia nada mais divertido que dançar social, mas naquela noite tudo que consegui fazer foi entrar em minha barraca e orar a Deus com lágrimas nos olhos, entregando minha vida para ele.

O segundo momento aconteceu em 2013, voltando de uma viagem de carro com minha família, paramos na cidade de Penedo/RJ para aproveitar o final da tarde e degustar um fondue. Na primeira vez que levei um garfo à boca, me queimei e formei uma bolha no lábio. Ao passar a língua sobre a bolha, desmaiei de dor. Esse incidente nos fez abrir mão dos planos e voltar ao hotel mais cedo. Mal sabíamos que era a mão de Deus que nos tirava daquele local.

Horas depois, uma tempestade causou vários deslizamentos de terra, e aqueles que não foram atingidos pela lama tiveram que passar a noite em seus carros, pois não era mais possível chegar aos hotéis. Enquanto isso, eu e minha família estávamos em segurança, reconhecendo a proteção de Deus.

Leia mais…

Abra a Felicidade

Em meio a tantas notícias de guerras, perseguições, instabilidade política e econômica, tento trazer a memória o que me traz esperança, como diria o profeta Jeremias em Lamentações 3.21. Por isso, surge o pensamento do que me faz lembrar esperança, e logo lembro da felicidade. Palavra que por si só já expressa seu significado. Mas é interessante notar a felicidade no ponto em que ela nos torna pessoas menos amarguradas, preocupadas.

É difícil falar sobre a felicidade quando ao nosso redor tudo parece estar escuro, sem uma esperança de um futuro melhor. Não há receita e nem mesmo um significado exato para tal estado de espírito. Mas ainda há de se acreditar que a felicidade não é um sonho, ela pode ser real.

A busca incessante pela felicidade, muitas vezes termina em desgosto pela própria vida, uma vez que a verdadeira felicidade não se encontra em prazeres momentâneos que o mundo nos oferece. A infelicidade está ligada a ideia de que é preciso ter prazer, abundância, riquezas, para que assim se tenha um sentimento bom, de se sentir feliz. A um tempo atrás, uma campanha de publicidade mostrava que era possível “abrir a felicidade”.

Leia mais…

O meu bezerro de ouro…

Sinto-me honrado pelo convite de escrever em um blog tão querido quanto o FéMenina! Bem, como não manjo naaaaada de moda, culinária e outras coisas do universo feminino, decidi compartilhar algumas ideias que habitaram em meu coração nas últimas semanas (Me falaram que o tema era livre! hahah). Então, lá vou eu falar sobre bezerros de ouro. Sim, aqueles ídolos do Antigo Testamento que permearam a história de Israel e como os ecos daquela idolatria podem ser vistos até hoje em nossas vidas e meio cristão.

Vamos analisar dois episódios, começando com Êxodo 32.1-8. Os israelitas acabavam de sair do Egito, ao longo desse processo presenciaram inúmeros milagres (as pragas, o Mar Vermelho, o maná e entre outros). Moisés já havia recebido uma série de Leis – inclusive os Dez Mandamentos (Ex 20.1-17) – e, agora, subia ao Sinai para receber novas instruções de Deus, principalmente relativas ao Tabernáculo e ao sacerdócio levita. Durante quarenta dias e quarenta noites, o povo esperava seu líder impacientemente e, nesse período, então vem o erro nefasto: pedem à Arão um deus o qual pudessem adorar. Ao construir o bezerro de fundição, os israelitas conseguiram quebrar os três primeiros mandamentos de uma só vez!

1) Esqueceram quem os tirou do Egito e adoraram outro deus;

2) Esse outro deus era uma imagem forjada de um ser da Criação, o bezerro;

3) Usaram o nome do Senhor (yehôvâh) para se referir ao ídolo (Ex 32.5).

O mais irônico é que antes o mesmo povo afirmou “Faremos tudo o que o Senhor falou“. Minha primeira leitura desse texto me deixou um pouco chocado. Cara! Como?!

Deus deu todas as bênçãos possíveis para eles, deu instruções, eles prometeram obedecer e fizeram uma coisa tão horrível em tão pouco tempo?!Leia mais…

Apenas amigos?!

Este é um post continuação do “Afinal, amizade entre homem e mulher existe?”, se você não leu clique aqui!

Pensando sobre amizades entre sexo oposto é comum termos muitas dúvidas. O assunto é amplo e abre margem para diversas opiniões diferentes, o mais importante é termos em mente que Deus nos criou para nos relacionarmos uns com os outros, e isto inclui homens e mulheres que não necessariamente se unirão em matrimonio.  Nós como cristãos precisamos defender o cultivo do amor fraternal e orientar para que isso seja feito da maneira correta.

O que acaba ocorrendo é que meninos e meninas não sabem se relacionar fraternalmente porque não recebem nenhuma instrução a respeito. Ai mora o perigo, pela falta do nosso posicionamento, nossas igrejas são contaminadas pela maneira de se relacionar mundana. Nosso dever é ensinar o padrão bíblico de relacionamentos.  A Bíblia traça parâmetros para uma amizade, na mesma medida, para que a amizade entre um homem e uma mulher exista e seja saudável é preciso tomar certos cuidados.  Se a amizade não for cultivada da maneira correta, pode ultrapassar os limites e acabar causando defraudação.

Recentemente, lendo a respeito deste assunto, encontrei um artigo onde a autora destaca seis pontos para o cultivo de uma amizade saudável entre homens e mulheres que eu gostaria de compartilhar com vocês. Considerem estes pontos dentro das suas amizades e avaliem se suas atitudes estão à beira da defraudação ou estão no caminho de um relacionamento saudável com alguém do sexo oposto ao seu.

Leia mais…

Afinal, amizade entre homem e mulher existe?

A reposta para você pode ser – óbvio que sim – ou então – é claro que não. Seja lá qual for sua opinião, quero aqui apenas demonstrar o meu ponto de vista, como um homem que deseja ter relacionamentos fraternos conforme a vontade de Deus para os seres humanos. Não quero entrar nas questões sobre relacionamento conjugal e amizades, quando um dos envolvidos namora e o outro não, ou então quando os dois são casados.

Quero apenas pensar sobre a seguinte pergunta: uma garota solteira pode ter amizade verdadeira com um garoto solteiro? Minha resposta é: depende da vontade dos dois. Notamos o mundo lá fora tentando corromper os relacionamentos, inclusive as amizades, porém, como cristãos não podemos ser levados pelas tendências mundanas, precisamos agir conforme o padrão bíblico.

Para os não-cristãos, se um homem torna-se amigo de uma mulher ou ele é gay ou está interessado nela. Pregam que duas pessoas do sexo oposto não podem cultivar uma amizade sem que haja algum interesse matrimonial ou até sexual. Este problema se origina no individualismo da sociedade pós-moderna, onde cada um busca seus próprios interesses e cultiva apenas o que lhe traz benefícios. Muitas pessoas vivem desta maneira mesmo sem perceber e assim suas amizades tornam-se superficiais, baseadas no que de bom que o outro pode lhe oferecer. Essa mesma ideia é então aplicada num relacionamento entre homem e mulher: o que de bom ela pode me oferecer? O que de bom ele pode me oferecer? E a única resposta que o mundo encontra é: um relacionamento amoroso.

Há muitos cristãos que também agem desta maneira. Por pior que pareça ser, há garotos que se aproximam de garotas apenas interessados em conquistá-las, constroem uma amizade fundada no interesse futuro de uma vida amorosa. Isto é uma questão muito delicada, há homens que não são capazes de enxergar uma amizade verdadeira com uma mulher se esta não resultar em um relacionamento. Não há dúvida de que para existir um relacionamento amoroso antes precisa existir uma amizade, mas essa amizade deve ser construída através de afinidades, interesses em comum, bons momentos de convívio, e sempre debaixo da vontade de Deus.

Tome cuidado com aproximações repentinas, a amizade vem antes do interesse de um relacionamento. Claro que nem todos concordarão com a minha opinião, porém o que eu percebo é que os homens têm agido cada vez mais conforme o mundo, buscando amizades que possam se transformar num relacionamento futuro ao invés de simplesmente cultivar amizades conforme a vontade de Deus.

E se o relacionamento não emplaca? O afastamento é natural e imediato, se não há nada que ela lhe possa oferecer, ele segue em diante. Por isso é preciso muita sabedoria antes de ceder aos encantos desses galãs gospel, queira estar com alguém que valoriza sua amizade mais do que uma idealização que ele possui de você.

Em contraponto, quero tranquilizá-las que nem todos os garotos agem assim. Quando compreendemos que uma amizade não está pautada nos benefícios que o outro pode “me oferecer”, começamos a enxergar a amizade entre homens e mulheres de maneira diferente. Quando Jesus instrui que amemos nosso irmão como a nós mesmos, ele não afirma que homens devem amar apenas homens e mulheres apenas devem amar mulheres. Toda sua criação precisa estar ligada por este vínculo de amor. A amizade verdadeira é uma plena demonstração deste amor fraternal.

Por isso, é possível sim existir amizade entre um garoto e uma garota, só depende da vontade dos dois. “Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão.” Esse versículo de Provérbios 18.24 tem muito a ver com minha vida. Você pode estar pensando que vou falar sobre os amigos que tenho e que são mais próximos de mim do que minha própria família, porém não é desta maneira que eu interpreto este texto.

Este texto me lembra que sou muito amigo da minha irmã e que ainda assim eu posso ter amigos mais próximos do que ela. Minha amizade com minha irmã tem cumplicidade e companheirismo, confidência e apoio mútuo, nela encontro mais do que apenas uma irmã, tenho uma grande amiga! Se funciona assim com ela, por que não funcionaria com outras garotas?

Desde a infância cultivei amizade também com garotas, o que me fez perceber ainda novo que Deus nos fez para nos relacionarmos uns com os outros, a fim de firmarmos laços fortes e vínculos eternos. Tenho amigas de infância que até hoje são como irmãs para mim, com quem posso contar e confiar. Do mesmo modo, sei que minha amizade deixou marcas especiais na vida delas, fundamentais para que hoje se tornassem quem são. Por mais que as vantagens não parecem ser claras para muitos, tenho a convicção de que amizade entre homem e mulher é também plano de Deus.

Garotos precisam parar de enxergar outras garotas como possibilidades, e começar a enxerga-las como irmãs, afinal, assim que todos nós nos tornamos por meio de Cristo. Garotas não devem ter medo dos garotos, ore para que Deus coloque os amigos que você precisa no seu caminho. Homens e mulheres são naturalmente diferentes, uma amizade entre os dois sexos precisa ser pautada no respeito e conhecer seus limites. A amizade entre dois garotos não pode ser igual à de um garoto e uma garota, porém isso não impede de que ambas as amizades sejam verdadeiras e profundas.

Requer disposição dos dois lados para se adaptar às diferenças naturais que existem. Essas diferenças nos fazem adquirir experiências, que podem nos ajudar até mesmo dentro do futuro casamento. Garotos que tem amizade com outras garotas tem mais facilidade de compreender certas questões da convivência com uma mulher, já que ele foi submetido a experiências assim dentro de suas amizades. Uma garota que tem um amigo homem aprende logo a lidar com aspectos específicos do universo masculino.

Esse aprendizado mútuo constrói garotos e garotas mais abertos para encarar os relacionamentos, porque já tem uma prévia do que virá pela frente. Garotos são mais realistas e ótimos para dar conselhos sobre relacionamentos. Meninas são mais atentas e também ótimas para dar conselhos sobre relacionamentos. É esse equilíbrio que faz de uma amizade entre homem e mulher fundamental para crescimento e amadurecimento. Deus deseja que tenhamos amizades que nos edificam, que nos levam mais próximos dEle, que nos ajudam a cada dia ser melhores. Sou muito feliz por ter amigos próximos que estão comigo na caminhada, ao mesmo tempo sou grato a Deus por ter amigas especiais que tanto me ensinaram. Ore para que Deus coloque os amigos certos em sua vida, sejam garotos ou garotas, contanto que sejam usados por Deus para seu crescimento e amadurecimento.

“É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!” (Eclesiastes 4:9-10)

André Souza – Faculdade Batista Pioneira/ Ijuí

Perspectiva


Existem vários significados para a palavra “perspectiva”. Porém, o que eu quero explanar é quando o significado dessa palavra condiz em ponto de vista. Mais claramente falando, como tu vês tua vida com Deus? Em 2 Coríntios 5:14-21, Paulo nos faz refletir sobre qual o motivo da nossa vida. Por quem nós estamos vivendo? A cada um de nós é deixado um legado: vivamos com Cristo e por Cristo, pois Ele nos criou para que nós o servíssemos e vivêssemos em amor. E o amor de Deus para conosco é o que mais nos motiva a seguir nesse caminho de trabalhar com Ele.
Se nós fomos chamados para tal ministério, foi porque Deus nos deu esse ministério. Explicitamente. Ele sabe da capacidade que temos e designa um trabalho a nós, dando-nos o poder quem vem diretamente dEle para realizarmos a tarefa de proclamar Seu amor aos necessitados.
Entretanto, muitas vezes nos envolvemos em muito compromissos que não estão na agenda de Deus, querendo estar no meio de eventos onde não estabeleceremos o devido propósito que o Senhor nos separou a realizar. E para resolvermos isso, basta termos intimidade com Deus, uma conexão direta com Ele onde aparecerá o ponto de vista que necessitamos ter, a perspectiva que precisamos obter.
A manifestação de intimidade com Deus nos remete autoridade e, assim, teremos garra, ousadia e discernimento para encarar os desafios do nosso chamado. Estes desafios virão a todo momento, mas a força para encará-los deve estar dentro do nosso coração, pois é Jesus que segura nossa mão e nos torna mais que vencedores.
Mathias Hübner Bueno
Ministério Geração Fiel

O que eu busco em uma mulher que seja virtuosa


Oi moças queridas do Fémenina, meu nome é Kevin Tehlen, tenho 22 anos e quero compartilhar com vocês o que um cara que ama a Deus acima de todas as coisas espera de uma mulher.
Obs: falo por mim, mas creio que muitos outros caras vão concordar comigo.
Então, eu busco uma mulher que seja virtuosa. E o que é uma mulher virtuosa? Creio que é aquela mulher que teme ao Senhor e vive os Seus princípios. Hoje em dia, existem muitas mulheres que acabam não dando o devido respeito a si mesmas, mas querem que os caras respeitem elas. Infelizmente nós homens somos guiados pelo olhar, e sim, isso é bem ruim na maioria das vezes, principalmente quando dentro da igreja é a nossa maior tentação.
Deus criou suas filhas de uma forma muito especial, cada uma de vocês tem algo único, e isso as torna especiais e dignas de respeito, porém, antes de nós homens respeitarmos, vocês precisam se respeitar! *Calma, calma não atirem pedras em mim…
Como assim??
Em 1Tm 2:9,10 diz que a mulher deve ser vestir modestamente e com decência, e é aí que começa a questão de se dar o respeito. Andar com roupas curtas, a vácuo e com decotes, e ainda assim querer ser a princesa do Senhor não rola né? Ser princesa do Senhor está muito distante de apenas pensar em usar esse tipo de roupa.
Outra questão referente a ser uma mulher virtuosa é sobre o modo de falar. Já é triste ver um homem falando palavrão, quando vejo uma mulher, parece que piora ainda mais. Em Efésios 4.29 diz que da nossa boca devem sair apenas palavras que edifiquem, e com certeza a mulher virtuosa deve edificar os que estão a sua volta, com as palavras que saem da sua boca.
É claro que uma mulher virtuosa não é apenas aquela que se porta de forma decente, mas também e principalmente alguém que ame o Senhor acima de TUDO, e isso inclui o amor que ela sentirá por mim. Deve também ter uma vida ativa no ministério, ser aquela que diz “tamo junto e não abro” quando a questão é Reino de Deus, vidas, transformação!
E pra finalizar, moças tenham um bom senso de humor, creio que com humor tudo fica melhor e gostaria de ter uma mulher ao meu lado que compartilhasse da mesma ideia. E já diz o velho ditado: RIR É O MELHOR REMÉDIO. Então queridas do Senhor, procurem ser Mulheres Virtuosas que com certeza Deus honrará vocês em todos os quesitos de suas vidas.
Com muito carinho e respeito que deixo aqui um pouco dos meus pensamentos.

Beijo e fiquem na Paz do nosso Paizão. 😀
Kevin Tehlen
Nova Santa Rosa/RS

Depender do Pai..O que ELES pensam?


“Ensina-me, ó Senhor, o caminho dos teus estatutos, e guardá-lo-ei até o fim. Dá-me entendimento, e guardarei a tua lei, e observá- la-ei de todo o meu coração. Faze-me andar na vereda dos teus mandamentos, porque nela tenho prazer. Inclina o meu coração aos teus testemunhos, e não à cobiça. Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade, e vivifica-me no teu caminho. Confirma a tua palavra ao teu servo, que é dedicado ao teu temor. Desvia de mim o opróbrio que temo, pois os teus juízos são bons. Eis que tenho desejado os teus preceitos; vivifica-me na tua justiça.” (Salmos 119:33-40).
Que oração íntima essa do salmista. Fala de um desejo a cerca de uma dependência. Que sensação maravilhosa era aquela de no meio da noite quando nos chegavam os maus pensamentos, saber que se esvaiam pelo simples fato de segurar em uma das mãos de um pai sonolento ou repousar debaixo do mesmo cobertor, sentindo o calor do grande corpo protetor. Talvez nos venha a lembrança daquele segurar de mão quando crianças ao atravessar uma rua sem nem sequer saber quantos perigos nos rodeavam, certos de que o melhor momento de iniciar a travessia seria quando fossemos puxados, sem considerar mais nada.
Na fé cristã quanto mais amadurecemos, mais entendemos que precisamos depender.
Agora, até onde devemos nos apoiar nesta dependência cega?
Parece que estou sendo um tanto contraditório, porém perceba que na grande parte do nosso dia nossas decisões são tomadas sem qualquer tipo de consulta a um amigo, um familiar, um conselheiro e quem dirá a Deus. Não estou querendo dizer que isto é bom ou ruim, certo ou errado, pelo menos ainda, estou apenas levantando algumas questões.
Somos acostumados a crer piamente em algo que alguém nos disse apenas por um sentimento de empatia com o emissor da informação ou por pura preguiça de ir atrás da verdade. No texto bíblico citado acima podemos perceber a oração de homem a Deus e tendenciosamente imaginamos que este diálogo parte do presente para o futuro, mas se observarmos os versículos do 26 ao 29, constatamos algo diferente:“Quando contei minha história, tu respondeste e me treinaste bem na tua sabedoria. Ajudaste-me a entender o interior e o exterior, para que eu pudesse ponderar sobre teus milagres. Minha vida está em decadência, como um celeiro desmoronando: restaura-me por meio da tua Palavra.”  O salmista sabia que precisaria depender de Deus para suportar, encarar ou cumprir as decisões que já havia tomado.
Depender de Deus não é se ausentar das culpas por medo das consequências, mas saber reconhecê-las e crer que ainda que doa, algum proveito pedagógico insurgirá e com ele a terra firme.
 Não vamos usar nossa necessidade de dependência para fazer de Deus o pai do pecado. Nós somos responsáveis pelo que fazemos, moralmente responsáveis. Não vamos colocar na conta de Deus o desejo que é apenas nosso de ver coisas “acendendo” por aí, pessoas falando algo de nós para nós mesmos ou até mesmo contrariando a verdade da Palavra sob a pretensão de achá-la obsoleta para os dias de hoje.
Depender não é receber determinação.
Toda relação religiosa que não nos ensine a atravessar a rua é nociva. Esse desejo de ficar sob o cuidado de um guia protetor encontra guarida apenas no seio dos grupos dominadores que se auto estabelecem “braço” para guiar aqueles que se contentam em receber suas determinações. Fuja dos pseudobraços protetores da religião e confie na direção certa do Príncipe da Paz.
Ele não vai pegar nossa mão e nos arrastar pelo caminho que sabe ser o melhor. Ele vem ao nosso encontro e nos conquista para seguirmos pelo Seu Caminho, a jornada é nossa, a responsabilidade é nossa e temos que seguir para diariamente nos parecermos um pouco mais com o mestre amado através do Espírito.
Pense bem, nosso ano não será o da vitória porque está na placa da igreja ou porque alguém disse que será, nem tampouco o da plenitude de Deus ou do que quer que seja. Nossa maior vitória se deu na cruz e nossa plenitude de Deus é Jesus, o Cristo e este crucificado, todo o restante será fruto de dependência e decisão e não de profecia ou pensamento positivo.
Não precisamos clamar por direção toda vez que formos ao McDonalds, vamos escolher nosso lanche em paz, depender do Cristo na vida, sobretudo para atravessar pelas trilhas rochosas das decisões erradas ou desfrutar das bênçãos de uma intimidade com o Pai que nos levam pelos asfaltos de estradas recém construídas.
Raphael Douglas Almeida
Florianópolis/SC

Calças Boyfriend!! O que eles pensam?

Então vamos lá!! Nós queremos saber o que vocês pensam sobre as calças BOYFRIEND ?!?!? A ideia deste tipo de calça é de que a menina teria pego emprestado a calça do seu namorado e está vestindo uma calça masculina. Por isso, possui um modelo maior, bem mais largo, com sobras na cintura, no meio das pernas e no comprimento. E ai?!?!? Que vocês acham?!?

“Eu acho bonito até certo ponto… Quando é muito largo, com muitas sobras tanto na cintura quanto no meio das pernas, fica muito estranho, parecendo realmente um homem hahahaha.. mas quando for algo moderado, como em algumas fotos acima, fica muito top, lindas mesmo! Mas não pode exagerar nas sobras.”
Kevin
“Até que achei legal, bonito, me parece bem leve, confortável e não é tão chamativo. Muito largo fica estranho mesmo, quase uma saia jeans, no chances. Aquelas da última foto, embaixo, me pareceram mais legais. Antes isso do que um shortinho curto em acampamento da Jumap, hahahaha! É isso!”
Alexandre
“As calças com aquela ‘dobrinha’ em baixo achei bem estilosa, mas não acho bonito quando uma guria pega moletom ou camisas masculinas.. acho que uma guria tem que ser mais feminina e isso aparenta que ela é mais desleixada! Minha opinião né…”
Klaus
“Não sou o melhor consultor de moda, mas na minha humilde opinião acho que fica legal sim, desde que seja sem exageros.
Vale lembrar que roupa depende do estilo de cada um, nem tudo que fica bem em um vai ficar bem em outro. Então se a guria estiver um pouco acima do peso e usar uma calça muito larga vai parecer que está querendo disfarçar e vai ficar feio; se for muito magra vai parecer que está num saco ou com uma calça de palhaço.”
Lucas
“Muito largo não fica legal, realmente fica um estilo muito masculino, na minha opinião perde um pouco do charme, mas moderadamente, eu acho que fica muito legal, bem estiloso, e parece que fica até mais confortável pra vocês.”
Felipe
“Acho legal , mas não as muitas largas …. tipo as muito largas ficam muito estranho, mas as outras acho bem estilosas e bonitas”.
Nicolas
E você o que acha dessas calças???
*Mande perguntas para fazermos para os meninos, e se você menino quer participar das opiniões, é só deixar teu comentário aqui, que te adicionamos no grupo 🙂
Colaboradora: Ruci
Ijuí/RS