Apenas 4% das mulheres se acham bonitas! De que lado você está?

Reading Time: 1 minute
“Temos um Deus nos chama de valiosos! Como isso impacta na forma que nos olhamos? Como isso deveria nos afetar na forma com que nos olhamos? Bem, uma vez que acreditemos em quem Deus diz que somos, nós começamos a nos tratar com valor. Começamos a fazer escolhas melhores…Tratamos a nós mesmas como obras de arte talhadas à mão, artesanalmente, e escolhidas a dedo pelo Criador de tudo que é adorável.” 

Extraído do Livro: Você é linda! (Jenna Lucado)

Loura e Inteligente

Reading Time: 2 minutes

Hollywood já fez 2 filmes sobre uma loura inteligente – são bem legais, porque joga por terra um mito que alguém – mal intencionado – inventou. Gosto de pensar que todas as meninas são inteligentes em 3 aspectos principais:
– A inteligência “mental”: aquela que você usa nas provas da escola;
– A inteligência “emocional” – aquela que descobre caminhos, dentro de si, para vencer os desafios dos relacionamentos com as pessoas de todos os níveis e graus de proximidade;
– A inteligência “espiritual” – também chamada de “discernimento” – que é concedida graciosamente por Deus, para suas filhas queridas.
Não dá para abrir mão de nenhuma delas:  você precisa ter boas notas em seus estudos e ser aprovada, de preferência, com louvor. Também precisa ser inteligente para administrar as suas emoções, pois a competitividade é muito forte – o comum é alguém querer “puxar o seu tapete”. Até dentro da própria família, ou grupo de amigos, a parte das emoções exige equilíbrio.
É preciso marcar presença com leveza, suavidade, feminilidade – para marcar seu espaço. E, finalmente, ser “inteligente” para obedecer as determinações de Deus (com louvor no coração), faz toda a diferença, a seu favor.
A Palavra de Deus fala em domínio próprio, temperança, coerência – essas são as qualidades indispensáveis que dependem do desenvolvimento harmonioso desses três tipos de inteligência. Geralmente, somos deficientes em alguma dessas áreas. Mas nosso Pai do Céu nos socorre e supre “sejam as vossas petições conhecidas de Deus, pela oração e suplica…”
Abraços,
Vovó Descolada

Reflexão

Reading Time: 1 minute
Olá Meninas de Fé,
Deixo uma pequena reflexão:
“Em que ou em quem, nós meninas, temos baseado nossa fé?”
Estamos vivendo em uma época na qual as pessoas, ao invés de se aproximar de Deus, estão se afastando e uma grande parte dessas pessoas e, muitas vezes, até nós meninas, estamos aplicando nossa fé em coisas erradas. Muitas vezes colocamos toda nossa fé em estranhos, em outros deuses, em pessoas e, na maioria das vezes, em nossas próprias forças.
Assista a este vídeo que fala sobre Fé e Vida.

Por mais difícil, doloroso e cheio de provas que seja a nossa vida, temos que ter total convicção que a nossa fé no Senhor nos manterá firmes e salvos, pois somente em Deus podemos ter forças para encarar a realidade do nosso dia a dia e todo esse bombardeio que o mundo nos trás.
É preciso ter fé.
Ter paciência.
E confiar no Senhor.
Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos (2 Coríntios 5:7)
Abraços,
Paola Posai
Santo Ângelo


Explore seus Centímetros a mais!

Reading Time: 2 minutes

Talvez você seja daquelas meninas bem altas, que na pré-adolescência foi chamada de girafa. É que você ficava acima de todo mundo – até de alguns meninos – e virou alvo da turma padrão (todos iguais).
O comum nessas circunstâncias é que você tenha se encolhido, procurando chamar o mínimo de atenção possível – pode ter funcionado, ou não.Talvez você tenha se retraído tanto, que começou a falar mais baixo, deixar de dar sua opinião, vestir roupas menos chamativas – sei lá – fazia qualquer coisa para não ser o alvo.
Tenho uma boa notícia para você:  aquele tempo já passou!  
Você é – agora – uma linda menina, bem alta – talvez a mais alta da sua turma – e com grandes possibilidades. Já percebeu como é bom entrar numa loja de jeans, vestir “aquela” calça perfeita, e não precisar fazer a barra?
Já viu que os vestidos caem “como luva” quando você os experimenta – e ficam lindos em você? (talvez a grana seja pouca, mas dá uma vontade de levar tudo, não é?)
Pois bem – agora é hora de explorar seu ponto forte – seus centímetros a mais: – não ande curvada (não significa humildade!). Adote uma postura correta para sua coluna – seu corpo vai agradecer, depois que os anos passarem. E não se preocupe com os meninos baixinhos – Deus também “fabrica” homens altos, lindos, gentis, cristãos genuínos e trabalhadores – exatamente o que você vai precisar, não é?
Portanto, fique fria – “confia no Senhor … e Ele tudo fará” Sal 37:5. 
(Claro que a parte que compete a você, Deus “não faz!”)   
Abraços,
 Vovó Descolada

Mudando de cidade

Reading Time: 3 minutes
Se eu pudesse conversar com a Maiara de exatamente um ano atrás, a única coisa que eu diria a ela é: “Calma guria. Deus está no controle e vai dar tudo certo. Relaxa.” Mas por que eu diria isso? O que aconteceu?
Bom, eu morei a minha vida inteira em uma só cidade, fazendo o mesmo caminho, vendo as mesmas pessoas, congregando na mesma igreja, fazendo compras no mesmo supermercado. Há exatamente um ano eu estava no meio da maior crise que todas as gurias irão passar:

Será que vou passar no vestibular?
Será que esse realmente é o curso que eu quero?
Devo mudar de cidade ou estudar aqui perto?
Não vou me arrepender de estar fazendo tal coisa?
O que devo fazer?

Todas essas perguntas eu entreguei a Deus, juntamente com a minha família. Um detalhe importante no meio de tudo isso: meu pai estava trabalhando em outra cidade fazia alguns meses. E quem tem o pai trabalhando longe sabe que não é a coisa mais legal do mundo. A gente queria estar junto o tempo todo.
Aflita, confusa, indecisa. São essas palavras que descreviam a Maiara de um ano atrás. Eu até tinha planos na minha cabeça, de como eu achava que seria melhor. Porém, este é exatamente o problema: os planos eram meus, e não de Deus. Quando depositei todas as minhas dúvidas nas mãos Dele, as coisas começaram a se encaixar. Passei no vestibular da faculdade da cidade na qual meu pai estava trabalhando. Encontramos uma casa, e havia vaga na escola para o meu irmão… E assim Deus foi encaminhando cada detalhe. Mais tarde, consegui a desejada bolsa de 50% do PROUNI e ainda consegui financiar os outros 50% com o FIES.
Pronto, Deus se mostrou presente e revelou que Seus planos são perfeitos. Em abril deste ano, passei em um concurso do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais da minha nova cidade, e em julho comecei a trabalhar lá! Mais uma bênção gigantesca do Pai. Imagina? Além disso, no Acamzeca de 2012, o menino pelo qual eu sempre fui apaixonada, resolveu “ir falar comigo”. Resumindo: completamos em março um ano de namoro.
Não é fácil adaptar-se a uma nova cidade. De cara tudo é longe, é difícil, é diferente. Mas pouco a pouco você começa a pegar gosto de umas coisas, ou simplesmente não vai gostar de outras, mas se acostuma com elas.
Deus nos mostrou claramente que queria que congregássemos em uma determinada igreja. E lá estamos hoje. Todos nos receberam muito bem, e nos sentimos realmente em casa.
Acredito que o mais difícil foi aceitar que acabou o Ensino Médio.

Que a vida fácil e o fato de ter um ou dois turnos livres tinham realmente acabado;
Que alguns amigos eu talvez nunca mais veja;
Que algumas amizades não permaneçam tão fortes quanto eram antes;
E que eu tinha que aprender a viver aqui e agora.
Estou A-M-A-N-D-O o curso de Direito. A cada dia aprendo mais no meu trabalho. Estou ajudando na Igreja e também este foi um ano que eu me senti mais perto de Deus.
Senti Deus falar claramente em certos momentos, e nunca como antes, eu senti paz sobre a Sua vontade, principalmente quanto ao Augusto e o nosso namoro. Houve momentos em que eu me sentia no fundo do poço, bem no fundo, e parecia que não haveria jeito de sair de lá. Mas Deus, com Sua forte mão, foi até o fim daquele poço, e me puxou de volta. E Ele não desiste de mim, nunca e também não larga da minha mão.
Enfim, eu percebi que quando confiamos e entregamos tudo a Deus, quando deixamos Ele controlar a situação e simplesmente deixamos de lado aquele orgulho de fazer tudo do nosso jeito, Ele realmente surpreende e faz coisas incríveis. Mesmo que a gente não mereça. Isso é graça. Tem uma música assim: “Incrível, não consigo entender. Incrível, quero saber por que me ama como eu sou…” 




Deus nos ama e não nos deixa na mão.
Basta confiar!

Maiara Müller
Carazinho – RS

Autenticidade

Reading Time: 2 minutes

“A maior virtude do ser humano é manter um sorriso nos lábios enquanto o coração explode de dor”.
Li essa frase em uma publicação na rede social (Facebook) e fiquei realmente indignada em ver como as pessoas colocam esse princípio como sendo maravilhoso nos tempos de hoje. A falsidade e o individualismo, infelizmente estão cada vez mais comuns, e as pessoas preferem usar “máscaras” ao invés de serem elas mesmas. E o mais chocante é ver como tudo isso é encarado como “a maior virtude do ser humano”.
Pensamentos como “posso estar me sentindo mal, mas preciso aparentar que está tudo bem, assim com certeza ninguém vai ficar me julgando ou oferecendo ajuda”. Ideias como essa com certeza irão acarretar inúmeras explicações, de acordo com a realidade vivida por cada indivíduo.
Alguns podem justificar que isso ocorre devido à competitividade que esta impregnada ao nosso dia a dia, afinal nossos ambientes de trabalho exigem muitas vezes que nos mostremos superiores, sem jamais mostrar alguma fraqueza com o objetivo de obter alguma vantagem frente aos demais.  Ou talvez possamos encontrar explicação para essa atitude dizendo que é uma forma de nos proteger da vergonha, de expressar quem realmente somos, do medo de não sermos aceitos, da insegurança frente à reação dos demais, ou até mesmo, para encobrir algumas atitudes que são totalmente erradas aos olhos de Deus.
Podemos optar por usar máscaras a vida inteira, vivendo de forma vazia e falsa diante dos homens, afinal estes conhecem apenas nosso exterior. Entretanto, existe Alguém que nos conhece tão intimamente, que não somos capazes de tentar esconder qualquer simples pensamento. Não há como olhar para Deus e dizer que está tudo bem, quando a realidade não é essa, pois se o fizermos, estamos mentindo para nós mesmos.
No Salmo 139 percebemos que Deus conhece nosso interior, muito mais que nós mesmos. Não há como esconder quem somos diante Daquele que deu origem a nossa vida. Para sermos autênticos em nosso dia a dia, precisamos decidir viver de acordo com Colossenses 1:10, de modo digno do Senhor, para frutificarmos em toda boa obra e crescer no pleno conhecimento de Deus. Somente assim, poderemos ser verdadeiros com os que nos cercam, sem medo de qualquer acusação ou reação adversa.
Certamente não será uma tarefa tão simples, a de mudar atitudes tão impregnadas em nossos hábitos. Entretanto, podemos contar o auxílio Daquele que pode todas as coisas, e que é capaz de sondar nosso coração, a fim de nos moldar, segundo o seu caráter, desta forma não estaremos sozinhos.
Mas, certifique-se de que realmente você quer mudar suas atitudes, pois se você pedir a ajuda de Deus, Ele vai colocá-lo em diversas oportunidades para que você demonstre seus sentimentos verdadeiros, sem se esconder atrás de uma aparência enganadora.
Vamos ser autênticos e demonstrar as verdadeiras atitudes de um sincero cristão.

Um abraço,

Katiúcia Lemos Sandri Centenaro
Getúlio Vargas – RS

É tanto trabalho…

Reading Time: 2 minutes

Nestes dias a gente só tem correria – sempre estamos com pressa – há muita coisa a fazer e parece que nossas horas têm minutos a menos… E algumas tarefas parecem inadiáveis – urgentes mesmo! Acresce que não há “outra pessoa no mundo” que possa fazer o que é nossa tarefa pessoal – somos indispensáveis. Para agravar o quadro, nem sempre somos sábias o bastante para “eleger” o que é prioridade e que merece nossa atenção e trabalho! 

E tem também aquele nosso “próximo”, que está sempre a nos cobrar…
Acontece que nossas mãos, por mais eficientes que sejam não podem garantir que façamos tudo, a tempo e hora, e na medida correta. Existem “tarefas” que estão fora do nosso alcance, não importa nosso grau de competência. 
Por exemplo, não são nossas mãos que “garantem o pão de cada dia” – é tarefa de Nosso Pai Celestial; não é o corpo belo que garante o cônjuge fiel – depende da maneira como o casamento está sendo edificado, no dia a dia, e depende da obediência (de ambos) à orientação de Deus. 
As situações são tão diversas e aparecem sem planejamento, que nos sentimos perdidas.
A Palavra de Deus tem uma proposta surpreendente para esta situação: “… agrada-te do Senhor e Ele concederá os desejos do teu coração; entrega o teu caminho ao Senhor e Ele tudo fará…”(Sl 37:4,5) (Geralmente só citamos a 2ª parte deste texto, mas a 1ª é essencial).  
Agradar-se do Senhor supõe ficar contente quando estamos em Sua Presença – seja na oração ou no estudo de Sua Palavra. Trata-se de gastar mais tempo com Ele, só aprendendo e adorando.
Significa desligar a TV (ou o face) e reservar alguns minutos para orar, ler um livro que edifica, a fim de nutrir a mente com alimentos de qualidade. Quando não estamos habituadas, parece enfadonho, no começo (mas dá para começar com poucos minutos e depois ir aumentando). 
Mas, se persistirmos, nossa vida vai se tornar mais fácil e melhor a cada dia – e Deus responde de maneira fantástica.
Quem já experimentou, sabe as surpresas que Ele nos prepara – em coisas mínimas.
Ele dá presentinhos incríveis – d e t a l h a d o s, para cada necessidade! 
Deus é Pai – a gente sabe – e Ele “adora” mimar as suas filhas – é só abrir espaço! 
Um abraço,

Liete Beuter
Florianópolis – SC

Vovó Descolada!

Reading Time: 1 minute

Olá meninas!

Estamos numa cultura, onde infelizmente a palavra das pessoas mais experientes, para as muitas adoles e jovens são consideradas ultrapassadas! 
Mas, nós Fémeninas, queremos destacar a importância de ouvirmos os conselhos práticos de mulheres de Deus!
Para isso, criamos a categoria: Conselhos da Vovó Descolada! 
Nossa colaboradora oficial é: Liete Beuter. Ela tem um Blog pessoal, que você também pode conferir: http://vovocommaisqi.blogspot.com.br/

Aproveitem as dicas!

Cobrinha, hein?

Reading Time: 2 minutes

Ouvi dias atrás, em Curitiba, a Palavra de um Pastor que é missionário na Itália.  Um dos assuntos que ele mencionou, chamou minha atenção – trata dos pecadinhos que abrigamos em nossas vidas. 
Pode ser um avanço que permitimos ao namorado; pode ser o descontrole de nossa conta do cartão de crédito -(“consumimos” demais, com coisas das quais nem precisávamos); ficamos ouvindo piadas que Jesus não ouviria (nem na cruz!); damos uma “olhadinha” no BBB – só para conferir; adotamos o figurino da moda e expomos nossas partes que deviam ser íntimas aos olhos de qualquer pessoa; gastamos tempo demais nas redes virtuais – sobra zero tempo para orar e ler a Bíblia; enfim, vivemos segundo o modelo que o mundo (a TV) determina.
Nesse ponto, continuamos crentes, sim – mas carnais – o Espírito Santo já foi embora, há muito tempo.  
Aquele Pastor falou que esses ligeiros e pequenos “descuidos” podem ser comparados à seguinte situação: pegamos um filhote de cascavel para criar – assim que nasceu – tão pequenininha, tão dependente, tão “inofensiva”! 
E pegamos gosto pelo bichinho – ele vai crescendo e quer mais espaço – sua caixinha agora precisa ser maior. Ao fim de pouco tempo, você sabe o que tem nas mãos, não é? Não é surpresa – você está abrigando uma serpente mortal – que só quer pegar você – sem carinho ou suavidade – ela é má!  
Este é o “sistema” que o diabo inventou para nos pegar – ele começa em doses mínimas, quase imperceptíveis – a gente nem percebe que são pecados – parece coisa comum – todo mundo faz… 
Cuidado, menina!
Fique esperta – “o pecado, sendo consumado (depois que cresceu e chegou ao tamanho de adulto) gera “morte”! (Tg 1:14
Mesmo que essa morte seja só espiritual, no começo…
Um abraço,
Liete Beuter
Florianópolis – SC

Tempo

Reading Time: 2 minutes
          Tempo, algo que vem sendo almejado por todos ultimamente. Com a correria do dia a dia, onde temos que dar conta da nossa vida com Deus, do trabalho, dos estudos, da casa, da família, dos amigos, enfim, muitas vezes pensamos: “Nossa, como o tempo voou hoje!”. Porém, o grande vilão da história não é o tempo, mas sim o modo como administramos a nossa vida, afinal, o dia continua com as mesmas 24 horas de sempre, não é?
     A Bíblia nos mostra em Eclesiastes 3:1 que: “Tudo tem seu tempo próprio, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”, portanto, devemos aprender a administrar nossa vida, organizando nosso tempo de acordo com a vontade de Deus e, para isso, devemos estabelecer prioridades.

     Qual é a sua prioridade?
     
     Mateus 6:33 nos revela que devemos buscar: “primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas”. Ora, devemos dar o nosso melhor tempo para Deus, não apenas o tempo que restar. Vocês conhecem a música “Meu Universo”, do PG? Tem uma parte que diz: “… não quero dar-te um só pouco do meu tempo, não quero dar-te um dia apenas da semana…”. Então, ela tem sido uma verdadeira oração para mim quando penso que não tenho feito o meu melhor para Deus.
     Bom, devemos orar constantemente, fazer os devocionais, e acima de tudo, abrir nosso coração quebrantado para Deus. Assim, ele nos dará a sabedoria necessária para administrar melhor a nossa vida e o restante do nosso tempo, a fim de colocarmos as prioridades no lugar certo e descansarmos em sua doce e maravilhosa paz.
     Que Deus as abençoe!!!

Patrícia Luz
Erebango – RS