Ainda e mais um pouco sobre o ‘Dia Internacional da Mulher’

Olá FéMeninas!

Dia 8 de Março comemoramos, ano após ano, o dia internacional da mulher.
Desde quando nascemos, todas nós ouvimos estas palavras e, certamente vimos nossas mães, avós, tias e primas receberem homenagens pelo dia, que em certo momento também chegam até nós.
Nas notícias dos sites, jornais, nas empresas, escolas e universidades e até igrejas há uma atenção especial para este tema envolvido pelo comércio de flores, chocolates e presentinhos.

Quero deixar claro que não sou contra a nenhum tipo de homenagem ou reconhecimento seja pelo mérito que for, mas há coisas que me deixam inconformada (no sentido de RM 12.2) pelo significado real desta data.
Talvez algumas de vocês discordem das coisas que direi, mas quero dividir isto mesmo assim.
O texto é um pouco longo, mas tenha FéMenina!

A data, sem querer entrar em detalhes históricos, vem defender o avanço da igualdade e valorização da mulher, com suas conquistas de direitos em meio à sociedade ‘machista’ em que a mulher é menosprezada pelo homem, que não possui a mesma remuneração e mais um monte de coisas, inclusive embutindo nesta comemoração a conquista da Lei Maria da Penha. (Não estou defendo a violência doméstica e nenhuma outra, ok?)

O problema é que tudo o que se comemora com este dia gira em torno do FEMINISMO.

Gostaria que, sinceramente, cada uma de vocês ao ler isto, baixe a guarda (caso seja defensora desta bandeira igualitária feminista) e reflita sobre o seu coração.

Vou explicar:
Deus tem suas determinações sobre a criação dele, tanto para os seres humanos, quanto para qualquer outra coisa. Neste caso, a mulher não está nem acima nem abaixo do homem na criação, tanto que foi criada da costela (fica do ladinho, na metade do corpo, bem perto do coração do homem).

O próprio Deus, na ocasião da criação da mulher disse que faria uma AJUDADORA IDÔNEA para o homem, isso significa que ela não seria a chefe das coisas, porque quem ajuda não manda, mas coopera. Quem ajuda, dá opinião e propõe melhorias nas coisas, mas não manda em nada.

Daí vem o pecado e a ‘coisa’ fica do jeito que está.

E…pecado, é:

Toda inclinação do nosso coração em querer mudar ou ditar alguma norma, regra ou padrão de vida diferente do que Deus estabeleceu, é pecado.
É desobediência a algo que Ele determinou.
É dizer pra Deus que o que ele escolheu ou decidiu não é suficientemente bom e agradável e perfeito.

Lembram-se de Romanos 12.1 e 2?
Transformando-nos pela renovação da nossa mente experimentaremos a boa, agradável e perfeita vontade de Deus, isso se não nos moldarmos e conformarmos com o mundo: isso quer dizer o padrão e ideologias pregados pelo pecado que habita no ser humano, inclusive em mim e em você.

O Pecado é aquela reação infantil, contra Deus, (do meu e seu coração) de fazer birra e bater o pé pra fazer algo que sua mãe disse que você não poderia fazer, porque você ACHA que isso é bom, mas ela SABE que não é.

A Bíblia não proíbe o emprego formal para a mulher e se formos analisar Provérbios 31, a mulher virtuosa analisava um campo e o comprava, fazia roupas e administrava bem a sua casa, o que provavelmente seria o que a maioria de nós faz hoje, trabalhamos.

No entanto, a Bíblia diz que se o tesouro dela for a carreira ou alguma coisa que não seja DEUS, ali o coração dela estará, ou seja, não estará em Deus.
Além disto, somos educadas a buscarmos uma formação tão incrível e nos esquecemos que seremos mães um dia e teremos que cuidar da casa e dos filhos.
Negligenciando a família, a sociedade se corrompe e vai de mal a pior.

O que Deus disse ao criar a mulher é o propósito dela (meu e seu). No entanto, por conta do pecado, ‘seu desejo será para seu marido e ele a dominará’.
Isso também significa e explica o porquê de muitas mulheres serem maltratadas no passado pelos seus maridos, que provavelmente não conheciam a Cristo, e isto as motivou a buscarem a ‘revolução feminista’.

O que quero dizer com tudo isto é que ESTA LUTA FEMINISTA NÃO É E NÃO DEVE SER SUA, GAROTA CRISTÃ!!
Pra começar que ‘Lutar’ não é uma palavra que a mulher precisaria incluir nos seus objetivos femininos, a menos que seja Lutar contra o seu próprio pecado e para que pessoas e também sua família possam conhecer a Cristo.

O Homem que conhece à Cristo vai amar e buscar amar, dia após dia, sua esposa como Cristo amou a Igreja e ama até hoje, mesmo que ela seja infiel à ele em alguma área da vida, como a igreja faz.
A mulher que conhece à Cristo, vai se submeter ao seu marido e obedecê-lo e respeitá-lo, pois estas são as ordenanças para as esposas. Não sou uma sabedora do mundo masculino, mas é assim que, basicamente os homens se sentem amados.

Observem esta combinação perfeita, criada por Deus para os seus filhos:
O Homem não vai subjugar sua esposa nem maltratá-la, pois ama à Deus e ao próximo e ama sua esposa como Cristo amou a igreja.
As atitudes dele vão se basear nesta premissa, não dirá ou fará coisas que Deus não se agrade e que machuquem sua esposa e sua família.
A mulher não vai desrespeitar o homem, porque ama a Deus e ao próximo e ama seu marido, obedecendo-o nas diretrizes que ele dá, edificando, assim, seu lar com suas próprias mãos, fazendo do ambiente interno do seu lar o melhor possível, trazendo harmonia e bondade ao coração de todos da casa.

Não digo que com isso você não possa ter uma carreira ou não possa dirigir ou não possa votar ou não possa pagar suas contas.
Digo que você, moça, foi feita para ser auxiliadora do homem que será seu marido.
A responsabilidade do sustento da sua família, quando você a tiver, será dele (e ajudá-lo no sustento da casa não significa ter uma carreira, mas um emprego).
Tudo o que você olha na TV, internet, em revistas e ao seu redor vai encher a sua cabeça e criar em você o padrão que com certeza não foi Deus que criou, mas o pecado que lutamos todos os dias.

Pare de achar que você será valorizada pela profissão que você escolher, pelo dinheiro que você poderá ter, pelo destaque social que você tiver. Isso é o que o Inimigo quer que você pense, pois assim você vai tratar os homens, mesmo que você não queira, como inferiores a você, pois você e eu sabemos quanta capacidade temos em nós de exercer qualquer coisa e quanto o pecado que temos em nós pode ser maléfico para as pessoas que estão ao nosso redor.

Essa capacidade incrível que eu você temos, que foi dada por Deus, é simplesmente para sermos ‘ajudadoras’.

AFINAL:
“O maior entre vocês deverá ser servo. Pois todo aquele que a si mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.” Mateus 23:11-12

E:
“Jesus os chamou e disse: “Vocês sabem que os governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Não será assim entre vocês. Pelo contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo; como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”.” Mateus 20:25-28

Você será valorizada pelo que a Bíblia diz que será, em Provérbios 31.28 a 31:

“…Seus filhos se levantam e a elogiam; seu marido também a elogia, dizendo: “Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera”. A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada. Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade.”

Isso é VALOR REAL.
O que o mundo oferece é passageiro, não preenche e não satisfaz.

Garota,
Se em seu coração há alguma inclinação em não aceitar o fato de que você nasceu mulher (e vai ser mulher até ir pro céu), e com isto você terá a carga e responsabilidades da mulher (mesmo que isto seja difícil), você precisa olhar pra dentro de si e ver que não adianta bater o pé, nem espernear nem fazer birra nenhuma para querer ter o ‘poder’ ou o ‘domínio’ nas mãos. Deus não muda e os desígnios dele também não.

É preciso que haja arrependimento, em cada uma de nós quando, por qualquer motivo buscamos nos igualarmos à posição hierárquica masculina.
Deus não nos fez pra isso.

“Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” 1 João 2:15-17

Seja amável, bondosa, amorosa, alegre, feliz, paciente, mansa, cordial, educada ao falar, busque a Deus mais do que tudo, ame à Ele, porque Ele te amou muuuuito antes de você nascer.
Estude, sim! Mas se preocupe com o caráter e formação dos filhos que você ainda não tem (ou tem). Que eles possam louvar a você pela sua dedicação à Deus e aos outros, pela piedade que você exerce e não pelo cargo que você ocupa no trabalho ou pela categoria da sua carteira de motorista.

Seja FEMININA e não FEMINISTA.

Um Beijo a todas vocês!

Kalina
PIB Passo Fundo/RS

(Visited 83 times, 1 visits today)
Posted in Datas comemorativas, Sem categoria.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)