Minha História de Amor – Natan e Vicky – Parte 2

continuação

… Mas eu me contive e falei “Sim”, que gostaria de orar com ele!

Ele conversou com meu líder de jovens que era colega de seminário dele e veio até minha cidade para falar com meu pastor, conhecer minha mãe e falar para ela que iríamos nos conhecer (mesmo ela não sendo cristã). Só então começamos a orar juntos! Comprei um chip da TIM (que foi uma benção, porque podíamos nos falar por R$0,25 a chamada) e começamos a conversar sobre tudo, tudo mesmo… desde quantos filhos cada um gostaria de ter até o que faríamos se um de nós ficasse doente e acamado. Conversamos sobre planos, sonhos e tudo mais!

Aí você deve estar pensando: “Ah Vicky, mas vocês nem namoravam ainda!”. Pois é meninas, mas esse é momento de se conhecerem para saber se é pra casar com o menino ou não. Vai que eu quisesse algo totalmente diferente dele e se não conversássemos sobre isso, poderia ser motivo pra terminar um namoro e eu queria namorar pra casar. Então conversar coisas relevantes é importante!

Além disso, desde que orávamos já fazíamos devocionais juntos, afinal nosso relacionamento deve ser à três (o menino, a menina e Deus). Fazíamos devocional por telefone. Liamos um capítulo da Bíblia e depois, por telefone compartilhávamos o que tínhamos tirado de aplicação. Depois orávamos juntos por telefone. Combinamos que iriamos orar por 4 meses e depois decidiríamos se avançaríamos no relacionamento ou não.

O tempo de oração acabou. Eu sentia paz de avançar no relacionamento porque tínhamos planos que se encaixavam. Eu vi que seria possível me submeter aos planos e à missão dele.

Então esperei que ele tocasse no assunto, afinal, a iniciativa devia ser dele. Até que ele veio para Santa Maria e me pediu em namoro no dia 02/11/2012 (no dia 04 era meu aniversário), no banquinho em frente ao centro de Tecnologia da UFSM. Depois, pediu autorização a minha mãe e só depois disso demos nosso primeiro beijo (selinho) na frente da minha casa!

Quando começamos a namorar ele já me deu uma perspectiva de quando pretenderia casar comigo. Seria em fevereiro de 2014, pois no final de 2013 nos formávamos: eu em Enfermagem na UFSM e ele em Teologia na FBP. Nos víamos uma ou duas vezes por mês apenas. 80% das vezes que ele vinha me visitar (ele sempre vinha de moto) chovia e nas outras 20% das vezes a moto estragava!!!

Como ele era seminarista e eu estudava também, nossos programas de casal eram sempre assistir filme pela internet (inclusive já assistimos filmes cada um em sua cidade nos falando pelo telefone, dávamos play ao mesmo tempo e era muito bom!!!), além de passear no shopping e tomar a clássica casquinha do Mc’ Donalds!!!

No dia 13 agosto de 2013, ele veio pregar no culto de Jovens da minha Igreja e me pediu em casamento (tem até vídeo do pedido no YouTube!!!) e eu nem imaginava. Vi que havia muuuuita gente naquele encontro, gente que nem participava muito estava naquele dia, e eu nem desconfiei de nada! Foi uma surpresa! Ele teve uma crise de gastrite antes de vir e foi parar no hospital, e eu nem desconfiei. Sabia apenas que ele pregaria no sábado em minha Igreja! Foi um pedido inesquecível! Eu sempre falava para ele que quando fizesse o pedido que ele deveria ser criativo! E ele foi! Bom eu disse “Sim”!!! Depois tivemos um coquetel de noivado organizado pelo pastor e jovens da minha Igreja que foi surpresa pra nós dois e foi uma noite inesquecível!!!

12919299_977557658996269_1196803062_n

Começamos a sonhar com nosso casamento e todo mundo sabe que casamento não é barato. Nós não tínhamos dinheiro nenhum. Ele até quis vender a guitarra e violão dele (eu sei que isso era muita morte pra si mesmo, por minha causa, pois ele é musico e ama seus instrumentos) e eu não deixei. Eu tinha o sonho de fazer um casamento bonito, mas não tínhamos condições. Oramos muito, eu chorei muito diante de Deus mas no fim concordamos em apenas casar no civil e ter a benção do pastor.

Todas sabemos que Deus é expert em histórias de amor e na minha não foi diferente. Quando já tínhamos desistido de fazer uma cerimônia com vários convidados, ELE nos surpreendeu com pessoas que ofertaram tudo! Pudemos fazer nosso casamento sem ao menos termos dinheiro para isso. O que saiu do nosso bolso foram R$500,00. Deus cuidou de tudo: decoração da Igreja, restaurante onde teve a janta, terno dele, meu vestido (que foi como eu sonhava e foi benção de uma irmã que me cobrou só o material para reformar o vestido que ela havia feito para si), maquiagem, cabelo, fotos, filmagem… EM TUDO, fomos abençoados e pudemos realizar nosso sonho de ter um casamento como desejávamos!!! Glória a Deus!

Antecipamos nosso casamento para o dia 04 de janeiro de 2014, porque meu esposo é pastor e tínhamos que assumir aqui na Igreja no dia 01 de fevereiro.

Para Glória de Deus nós dois casamos virgens (isso era outro ponto da minha listinha… que meu esposo fosse virgem). Não me envergonho de compartilhar isso, porque pude honrar o branco que usei no dia do meu casamento, para Glória de Deus e por Sua Graça pudemos nos guardar um para o outro.

12903926_977558592329509_1100540779_o 12910229_977557968996238_739544888_n 12910373_977559515662750_196512725_n 12939586_977557865662915_726154287_n

Ganhamos nossa Lua de Mel, com ofertas no dia do casamento. Como Deus nos direcionou a aceitar um convite de ministério em Santa Maria de Jetibá no Espirito Santo (não esqueçam que ele é pastor) não tínhamos como trazer mudança do Rio grande do Sul para cá, então quem quisesse podia nos dar dinheiro. E foi isso que aconteceu. Passamos nossa Lua de Mel na Praia de Vitória/ES e tudo isso porque Deus por Sua Bondade, Misericórdia e Amor nos abençoou. Pois nunca merecemos nada!

Viemos para Santa Maria de Jetibá com apenas uma mala cada um, um violão e uma guitarra e Deus tem mostrado Sua Fidelidade a cada dia que estamos aqui. A cada dia de nosso casamento Ele têm sido presente, podemos ver Seu cuidado, Seu sustento e Seu Imenso Amor. Não porque somos diferentes ou especiais, mas apenas nos colocamos diante Dele, nos dispomos a fazer Sua vontade e honrá-Lo com nossas vidas e relacionamento. E Ele como não pode negar Seu caráter, demonstra quão Grandioso é nas pequenas coisas a cada dia!

Essa é minha história de amor! Meu esposo é a expressão do Amor de Deus por mim. Ele foi o maior presente que Deus me deu depois da salvação e a cada dia eu me apaixono mais por meu esposo!!! Glorifico a Deus pela vida Dele!!!

Sabem meninas, o mais engraçado é que quase todos os pontos que pedi na minha “listinha” foram atendidos por Deus e agradeço porque mesmo eu não merecendo que Ele atendesse ao meu clamor, Ele atendeu e me deu bem mais do que eu pedia!!!

Bom era isso meninas… vale a pena orar, vale a pena esperar, vale a pena se guardar, vale a pena sonhar…

“Porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. Glória, pois à Ele eternamente. Amém.” (Rm 11:36)

Indicação HistóriaLucineia Honnef

(Visited 268 times, 1 visits today)
Posted in Minha história de amor.

Gostou do post? Deixe seu comentário :)